MENU

5 de fevereiro de 2015 - 15:31European Le Mans Series

ELMS decepciona com apenas 34 inscritos “full season” em 2015

Paul-Loup Chatin (FRA) / Nelson Panciatici (FRA) / Oliver Webb (GBR) drivers of car #36 SIGNATECH ALPINE  (FRA) Alpine A450b - Nissan  Race at Circuito Estoril - Cascais - Portugal

A série ELMS tem confirmados 34 inscritos a tempo inteiro para o campeonato 2015, que começa no mesmo fim de semana da abertura do WEC, em Silverstone

RIO DE JANEIRO – Hoje aconteceu o tão esperado anúncio das equipes participantes dos principais eventos de Endurance na Europa e no Mundo. A coletiva de imprensa do ACO, decorrida hoje em Paris, capital da França, confirmou os participantes do European Le Mans Series 2015. Contrariando expectativas bem otimistas, foram anunciados apenas 34 carros “full season” para o campeonato que se inicia em conjunto com o FIA WEC, em Silverstone.

Serão 12 protótipos LMP2, sete da nova divisão LMP3, nove LMGTE e seis apenas inscritos na LMGTC. A novidade é que todas as categorias de Grã-Turismo passam a ter os carros equipados pela Dunlop, num acordo costurado entre o fornecedor de pneus e a LMEO (Le Mans Endurance Organisation). A surpresa ficou por conta da baixa adesão dos times à divisão LMGTC, o que se explica possivelmente por um interesse redivivo dos times às series Blancpain, por um lado e por outro, por questões financeiras e também pelos fabricantes oferecendo novos carros para o regulamento GT3 FIA.

Assim, a LMGTC terá apenas três fabricantes (BMW, Ferrari e Aston Martin) e um número de equipes idem. Só a AF Corse responde por mais de 50% do quorum da divisão, com quatro F458 Italia GT3. Uma delas será guiada por Giorgio Roda, campeão do International GT Open ano passado. As novidades são a BMW Z4 GT3 inscrita pela TDS Racing da França e o Aston Martin V12 Vantage da dinamarquesa Massive Motorsport.

O plantel da LMGTE também apresenta uma competição entre três fabricantes, tal como no ano passado. O detalhe é que sai de cena o único Aston Martin inscrito (embora houvessem rumores da presença – não confirmada – da equipe Beechdean) e entra uma BMW Z4 GTE, através da novata Marc VDS Racing. Serão seis as Ferrari F458 Italia GTE, três delas da AF Corse e uma da AT Racing, ligada ao time italiano. E dois Porsches 991 RSR para Gulf Racing UK e Proton Competition.

A nova LMP3, para protótipos com motor Nissan 4 litros de 420 HP de potência, começa praticamente monomarca em opções de chassi. Os sete anunciados são todos Ginetta-Juno, construídos na Grã-Bretanha. Seis equipes confirmaram participação e a única com dois carros é o Team LNT, com direito à participação de “Sir” Chris Hoy, seis vezes medalha de ouro no Ciclismo em Olimpíadas. Outra boa novidade é o regresso da Rollcentre Racing às competições de longa duração, com Martin Short confirmado como o “capitão” do carro #18.

Como era de se esperar, a LMP2 traz o grid mais bem-fornido do ELMS. São dez equipes, de diferentes procedências. De Portugal até a distantíssima Filipinas, passando por República de San Marino, França, Alemanha, Rússia e EUA. Duas equipes entram com dois carros, entre as quais destaca-se a presença da SMP Racing. Campeã do WEC na classe LMP2, a equipe de Boris Rotemberg preferiu dar prioridade ao certame europeu neste ano, com os novos protótipos BR01 concebidos por Paolo Catone, com motores Nissan. Entre os pilotos anunciados, Mikhail Aleshin, que assim deixa a Fórmula Indy.

Outras novidades para o ano são a confirmação do novo protótipo Oreca 05 Coupé, que será usado pela Thiriet by TDS Racing, a mudança de nome dos Zytek para Gibson 015S (com direito a um upgrade completo de aerodinâmica dos bólidos) e a estreia das equipes Algarve Pro Racing e Eurasia Motorsport no certame, bem como a participação da Krohn Racing e o regresso da Ibanez, com dois Oreca rebatizados como Wolf GB08, ambos com motor Nissan.

Entre as notáveis ausências, a Race Performance de Michel Frey parece não ter reunido o apoio financeiro necessário para concretizar uma presença a tempo inteiro em 2015. Também a Graff Racing, da França, anunciou intenções de competir no ELMS com um Ligier JS P2 e pelo visto se viu impedida no seu intento.

A presença brasileira está garantida em pelo menos quatro provas: Oswaldo Negri vai competir no Ligier JS P2 Judd #40 da Krohn Racing em Silverstone, Imola, Paul Ricard e Estoril, ao lado de Tracy W. Krohn e Nic Jönsson.

Os treinos de pré-temporada, o chamado Prólogo, acontecem nos dias 23 e 24 de março no circuito francês de Paul Ricard.

A lista completa de inscritos do ELMS está aqui

Compartilhar

1 comentário

  1. Fernando Lima disse:

    Não chega a ser um grid ruim não…mas me surpreende a adesão da SMP, deixando assim de defender o titulo no WEC na LMP2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *