MENU

25 de fevereiro de 2015 - 19:33Automobilismo Internacional

Preliminar de luxo

AGTP-Race-Start-2-Townsville_mpix-1170x470

RIO DE JANEIRO – Abrindo a 10ª temporada de sua história, o Australian GT Championship traz grid cheio nas ruas de Adelaide para a rodada tripla inaugural do campeonato de 2015. Serão 34 carros no circuito em que também inicia a temporada do International V8 Supercars Series, com a disputa da Clipsal 500.

Mas o grid poderia estar com lotação praticamente esgotada: a Maranello Motorsport perdeu sua Ferrari F458 Italia GT3 num acidente nos treinos para as 12 Horas de Bathurst e o Bentley da Flying B Racing, igualmente danificado num acidente durante a prova em Mount Panorama, também não foi refeito a tempo.

Campeão de 2014 pela Erebus Motorsport com um Mercedes SLS AMG GT3, Richard Muscat não defende seu título. Foi substituído por Morgan Haber no carro #28. Em contrapartida, Ben Foessel e Mark Griffiths, campeões das subdivisões Challenge e Sports, respectivamente, estão mais do que confirmados.

Onze marcas estarão no evento, entre elas a Camaro, com preparação Reiter Engineering, na Alemanha. Um dos carros terá o tcheco-jamaicano Tomas Enge, aquele mesmo que já esteve na Fórmula 1.

As duas primeiras provas serão neste sábado, sendo que a prova #2 terá duração de 60 minutos, permitindo a participação de duplas – 13 delas estão formadas para Adelaide. O total de carros contempla 11 inscritos na divisão Trophy, 19 na Championship e os demais quatro na Challenge.

Compartilhar

2 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Como deve ser bom morar em um lugar onde o automobilismo é tratado com seriedade. Como consequência, categorias fortes, competitivas e bom público nas arquibancadas.

  2. Gustavo Oliveira disse:

    Tcheco-jamaicano foi foda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *