MENU

8 de fevereiro de 2015 - 14:31Fórmula 3

Surpresa: Fórmula 3 tem vitória e liderança de Matheus Iorio

245059_473007_andre_santos_on_board_sport_d11

Com um pódio no sábado e a vitória neste domingo, Matheus Iorio assume a liderança da Fórmula 3 Brasil (Foto: André Santos/Divulgação)

RIO DE JANEIRO – A Fórmula 3 Brasil termina sua primeira rodada dupla com um líder inédito na Classe A. Matheus Iorio, da equipe Cesário F3, venceu a segunda prova disputada neste fim de semana, em Curitiba. Com os resultados, o piloto do carro #34 sai do Paraná com a liderança da temporada, somando 24 pontos. O vencedor foi beneficiado pela quebra da bateria no Dallara #1 de Pedro Piquet, que vencera na véspera e partia para mais outro triunfo. Liderando a corrida desde a 4ª volta, o filho do tricampeão de F1 Nelson Piquet foi obrigado a desistir quando faltavam cinco voltas para o final. Pedro acabou em 6º lugar e completou mais do que 75% da distância percorrida do vencedor, suficiente para lhe garantir alguns pontos no campeonato.

A corrida foi marcada por um acidente no mínimo curioso: todos os pilotos da classe Light se envolveram numa múltipla colisão que tirou oito pilotos da prova. Os mais prejudicados foram Matheus Muniz, que largara em 2º com a inversão do grid, assim como o vencedor da prova #1, Guilherme Samaia. E pela primeira vez na história da competição, a divisão não tem vencedor numa prova.

Com apenas nove pilotos restantes, a hecatombe continuou com as desistências de Leonardo de Souza, Carlos Cunha Fº, Fernando Croce e depois do líder Piquet. Com isso, somente cinco pilotos receberam a quadriculada, com Artur Fortunato e Rodrigo Baptista, o melhor estreante do final de semana, fechando o pódio. Christian Hahn terminou em quarto, após não disputar a prova da véspera, em razão de problemas em seu Dallara F309. Giuliano Raucci, que largou dos boxes, conseguiu salvar o domingo e chegou em quinto.

A próxima rodada dupla está marcada para abril, em Brasília, no dia 26 daquele mês. Mas as reformas prometidas para a pista, que sediaria uma prova de Fórmula Indy, foram paralisadas. Os boxes e torre de cronometragem foram demolidos e o futuro da pista ficou em risco. Felizmente, o GDF, através do governador Rodrigo Rollemberg, liberou uma verba para a execução do serviço que vinha sendo tocado. Mas há o risco da corrida mudar de local, sendo transferida para Goiânia.

O resultado da corrida #2 em Curitiba:

1º #34 Matheus Iorio (Cesário F3/Classe A) – 23 voltas em 31’34″542, média de 161,49 km/h
2º #28 Artur Fortunato (A.Fortunato F3 Racing/Classe A) – a 6″153
3º #13 Rodrigo Baptista (PropCar Racing/Classe A) – a 8″896
4º #9 Christian Hahn (Hitech Racing/Classe A) – a 15″091
5º #25 Giuliano Raucci (RR Racing/Classe A) – a 17″365
6º #1 Pedro Piquet (Cesário F3/Classe A) – a 5 voltas
7º #84 Fernando Croce (Hitech Racing/Classe A) – a 8 voltas
8º #54 Carlos Cunha Fº (CF3/Classe A) – a 13 voltas
9º #91 Leonardo de Souza (Kemba Racing/Classe A) – a 16 voltas
10º #27 Matheus Muniz (PropCar Racing/Classe Light) – não completou a primeira volta

Compartilhar

5 comentários

  1. Rafael Dias disse:

    Esse ano a F3 Brasil terá a transmissão por qual emissora?

    • Rodrigo Mattar disse:

      Deve ser pela mesma do último ano, mas segundo soube, por ser uma corrida em paralelo com testes dá Stock, não havia esquema de produção de imagens para uma gravação.

  2. Rodrigo Nunes disse:

    Xará, o Christian Hahn tem algum parentesco com o antigo piloto piracicabano Valter Hahn Jr.?

  3. Lago disse:

    mattar, boa tarde! por favor, sem querer deixá-lo em saia justa com o nelsão, qual é a real: a) o garoto piquet é bom mesmo, gênio em formação; b) o equipamento é muito superior; c) o restante do grid é fraco. o menino ganha tudo. dá gosto de ver. mas como a f3 por aqui a muito deixa a desejar e na porsche como disse o tricampeão foi brincadeira, ficou a curiosidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *