MENU

21 de março de 2015 - 17:57United Sports Car Championship

12h de Sebring: e lá vem a Ganassi…

imsa_28277853

Devagar, devagarinho, olha a Ganassi pondo as manguinhas de fora…

RIO DE JANEIRO – Partindo apenas da 9ª posição do grid, ninguém apostaria um níquel na Chip Ganassi Racing pela performance apenas mediana nos treinos. Mas, como diria o eterno craque Didi, “treino é treino, jogo é jogo”. E quando o jogo é jogado, a CGR mostra o que vale: ao chegarmos exatamente à metade das 12 Horas de Sebring, lá está o #01 com o logo da Ford na ponta. O carro de Scott Pruett/Scott Dixon/Joey Hand se vale da excelente regularidade de seus pilotos para, após 161 voltas, liderar o pelotão ao fim da primeira metade da disputa.

É claro que nada está definido e a luta promete bastante agora no trecho final. O Corvette DP #5 de João Barbosa/Christian Fittipaldi/Sébastien Bourdais está no páreo, assim como o #90 de Richard Westbrook/Mike Rockenfeller/Michael Valiante. Uma boa surpresa é o desempenho do #2 da Tequila Patrón ESM, graças ao ótimo turno de pilotagem de Jon Fogarty antes de entregar o HPD ARX-03b a Johannes Van Overbeek.

A disputa pela liderança da classe Prototype Challenge está restrita a dois carros apenas no momento, uma vez que o #54 da CORE Autosport está uma volta atrasado e o #11, do brasileiro Bruno Junqueira, quebrou o câmbio com Chris Cumming a bordo. A equipe tenta voltar à disputa, mas só na troca do câmbio inteiro, será perdida mais do que uma hora. O comando da categoria é do #52 da PR1/Mathiasen Motorsports, guiado por Mike Guasch/Andrew Palmer/Tom Kimber-Smith. A Performance Tech Motorsports segue com sólido desempenho na disputa, graças a James French/Jerome Mee/Conor Daly.

Na GTLM, com sete dos nove inscritos ainda na mesma volta, “deu ruim”, como dizem no popular, para a BMW Z4 GTE #25 que tem entre os tripulantes o brasileiro Augusto Farfus. O carro teve problemas de suspensão e precisou ser levado para trás dos pits, no caminhão de reparos do time de Bobby Rahal. O duelo pela vitória segue entre os Porsche 991 RSR e o Chevrolet Corvette C7-R. Neste momento, liderança para o #911 com Patrick Pilet a bordo, seguido pelo “Trovão Amarelo” #3 de Antonio Garcia e pelo Porsche #17 guiado por Patrick Long.

A Porsche também comanda na GTD: o #23 agora conduzido por Ian James lidera a disputa, onde os sete primeiros colocados seguem na mesma volta. O Viper voltou a ter bom desempenho e reaparece na linha de frente, com Jeroen Bleekemolen em segundo. Também continua rápido o Aston Martin da TRG, que vem em 3º com a dinamarquesa Christina Nielsen. A quarta marca diferente entre os quatro primeiros é a Audi, graças a Christopher Haase. Cooper MacNeil e Emilio Valverde completam os seis melhores na categoria.

Neste momento, vários carros jazem nos pits, como o Porsche #44 da Magnus Racing, o HPD #1 de Ryan Dalziel e o #11 da RSR Racing, além da BMW da equipe de Augusto Farfus. Oficialmente fora da prova, estão o Porsche #81 da GB Autosport (motor), o DeltaWing DWC13 (suspensão), os dois Mazda SDR-14 da SpeedSource (um por superaquecimento e outro por falha na direção), o Ligier JS P2 #60 da Michael Shank Racing (acidente) e o Audi R8 LMS #45 da Flying Lizard Motorsports (problemas mecânicos).

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *