MENU

17 de março de 2015 - 14:24Blancpain GT Series Endurance, Blancpain GT World Challenge Europe

Super-gêmeos em ação

10440200_790666124353746_4824270406433327014_n

RIO DE JANEIRO – O Rodrigo Sperafico informou via Facebook que estará em ação com o gêmeo Ricardo nas primeiras provas das séries Blancpain em 2015. Pelo visto, não houve acordo com relação ao adiamento da etapa prevista para Ribeirão Preto, o que deixa de fora da primeira rodada da Sprint Series todos os pilotos de Stock Car contratados pelo BMW Team Brasil neste ano, a saber: Cacá Bueno, Sérgio Jimenez, Felipe Fraga, Átila Abreu e Valdeno Brito.

A equipe coordenada por Antonio Hermann e Washington Bezerra terá que se socorrer de pilotos especialmente contratados para as provas de Nogaro (abertura do Blancpain Sprint Series na segunda-feira, 6 de abril). Nos testes realizados no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, onde fica a base da equipe brasileira em território europeu, um dos que treinaram por lá foi o alemão Dirk Muller, que comporá com o belga Maxime Martin a dupla do carro #77, o que seria inédito na história do BMW Team Brasil desde que resolveu encarar a aventura além-mar em 2013. Para Monza, toda a tripulação já confirmada para o restante do ano estará presente e Muller poderá ser o terceiro piloto ao lado de Valdeno e Átila.

Uma pena que não se faça calendários aqui no Brasil que sejam capazes de beneficiar os pilotos que podem, vez ou outra, fazer provas internacionais e assim desenvolver suas carreiras no exterior. Infelizmente, faz parte da mentalidade deste país.

Mas fica o registro. Sucesso aos “manos” Sperafico!

4 comentários

  1. Luis Felipe Bezerra disse:

    Os irmãos Speraficos devem correm em Nogaro somente e um deles deve completar o trio do carro #77. No outro carro correr Dirk Muller e Maxime Martin. Em Monza Cacá e companhia correm. A coincidência de datas é somente para Nogaro.

  2. Robertom disse:

    Sempre achei que deveriam correr provas longas em dupla, ter 2 pilotos iguais é uma enorme vantagem…

  3. Fernando Lima disse:

    Não quero aqui fazer julgamentos, mas se eu fosse o Valdeno Brito e, principalmente o Carlos Bueno Filho ( vulgo Cacá…), daria uma bica na Stock, pois são pilotos campeões de categorias nacionais, e embarcaria de mala e cuia nas categorias GT europeias. Seria literalmente “largar o osso”. Principalmente no caso filho do Galvão, pentacampeão da categoria, já mais que escreveu sua história nas pistas brasileiras. Aqui não se faz absolutamente nada para ajudar…ao contrário, apenas para atrapalhar. Se tivéssemos o WEC este ano no Brasil, com certeza a Vicar agendaria uma etapa de seu evento na mesma data, como fez ano passado e retrasado.
    Quanto aos Sperafico Brothers, boa sorte a eles, pois são excelentes pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *