MENU

26 de maio de 2015 - 13:57Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (264)

22184_1629219323988985_7996469665706702101_n

RIO DE JANEIRO – Grande Prêmio da Inglaterra, 1976, circuito de Brands Hatch. Essa foi uma das corridas mais polêmicas e que marcou o auge da rivalidade entre James Hunt e Niki Lauda. A primeira largada foi anulada em decorrência de um acidente que envolveu o britânico da McLaren e, após muita polêmica e discussão, ele e outros dois pilotos – Jacques Laffite e Clay Regazzoni – puderam partir de suas posições de origem na relargada.

E este flagrante acima é justamente da segunda largada, mostrando um desesperado Mario Andretti que, da terceira posição do grid, viu o motor de sua Lotus 77 morrer, deixando o estadunidense em último ao fim da primeira volta. Andretti abandonou pouco depois e nem deve ter visto o duelo histórico entre Lauda e Hunt, vencido por este último, que acabaria posteriormente desclassificado por não ter respeitado o procedimento de partida para a segunda largada.

Há 39 anos, direto do túnel do tempo.

Compartilhar

6 comentários

  1. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Que confusão! Já no GP da Inglaterra do ano anterior teve confusão com um monte de batidas e a vitória do Emerson no seu McLaren M23. Não era para Hunt ganhar esta corrida mesmo (acidente e desclassificação).
    Mudando de assunto: bonito ver os carros com alguma diferenciação (Ferrari-Lauda#1 e Regazzoni#2, Tyrrell seis rodas-Sheckter#3 e Depailler#4, Lotus-Andretti#5 e Nisson#6, Brabham Alfa Romeo-#7 Reutemann e #8 Pace, March-Brambilla#9 e Peterson#10, Ensign-Amon #22, Surtees (não dá para ver o número), Ligier Matra-Laffite #26 e Penske-Watson #28. Foram os que eu consegui identificar.
    Nestes sites tem mais informações e fotos
    http://www.grandprix.com/gpe/rr273.html
    http://www.racingsportscars.com/f1.html
    http://www.racingsportscars.com/f1/photo/Brands_Hatch-1976-07-18.html

  2. Speeder_76 disse:

    A primeira corrida após o meu nascimento (tinha acontecido seis dias antes), e de facto foi das mais memoráveis. A Grã-Bretanha – e a Europa – vivia uma onda de calor naquele verão, e faltavam uns dias para o começo dos Jogos Olímpicos, em Montreal. Após a carambola em Paddock Hill Bend, o Hunt volta às boxes pelas traseiras, e a organização decide excluir o McLaren por isso. O publico detestou e começou a gritar “We Want Hunt!” We Want Hunt!” (nós queremos o Hunt) e atiraram garrafas de vidro e latas para a pista. E os organizadores recolocaram-no porque tinham medo de uma rebelião.

    Outro detalhe: a BBC não transmitiu esta corrida na sua televisão. A razão? A Surtees andava com a publicidade da Durex, marca de camisinhas, e achou a coisa um pouco… pecaminosa. E fez a mesma coisa em 1977.

  3. Razor disse:

    Na primeira largada, Regazzoni saiu da segunda fila e encheu a lateral de seu companheiro de Ferrari, Niki Lauda!
    “Rega” rodou e Hunt não conseguiu evitar sua roda traseira, a McLaren subiu e ao cair de volta no chão quebrou a suspensão dianteira.

    A polêmica foi que Hunt voltou aos boxes pelo short circuit, usado nas corridas domésticas, e estacionou o carro antes dos pits.
    O regulamento dizia que os carros que estivessem em movimento na hora da interrupção poderiam largar, os que estivessem parados não.
    Quando a corrida foi interrompida? Foi quando os líderes chegaram na linha de largada ao final da primeira volta e ali pararam ou quando foi mostrada a bandeira vermelha em todo o circuito?
    Por via das dúvidas, deixaram James Hunt largar e depois, sem torcida, decidiram.

    Regazzoni e Lafitte também largaram, mas foram desclassificados porque usaram os carros-reserva. Hunt teve seu carro titular consertado e largou com ele.

    Ainda bem que, no fim das contas, esses pontos não fizeram diferença na decisão do título.

  4. Alex disse:

    Uma coisa que sempre me vem à cabeça é : por que é tão difícil trazer o brilhantismo dessas épocas para a F-1 atual? Ou por que o futebol, hoje, é tão menos interessante do que era a 30 ou 40 anos atrás? O mesmo vale para uma série de outros esportes
    Será que o excesso de interesse financeiro leva o esporte a um caminho irreversível até acabar com ele de vez? Não vimos o filme até o fim, não sabemos se há alguma possibilidade de reação, no entanto, o que temos, até o momento, não permite muito otimismo, visto que a F-1 se debate há décadas para reduzir custos e melhorar a competitividade mas o que se vê é o oposto, cada vez mais. Nos resta continuar torcendo para que isso se reverta um dia.

    • Razor disse:

      Não sei se é uma falsa ilusão, meu caro Alex.
      Nos tempos do assunto deste post, por exemplo, os carros tinham na maioria o mesmo motor-câmbio-pneus-freios…era mais nivelado por causa disso. Mas os carros eram muito mais bonitos!

      Quanto ao futebol, eu penso que antes ele parecia mais bem jogado porque era mais lento, o jogador tinha tempo para dominar a bola, pensar no que ia fazer e realizar a jogada. Hoje, o cara tem meio segundo para receber a bola e fazer a jogada, senão já tem dois beques em cima pressionando. Considero o nível dos jogadores atuais melhor que os antigos por isso. Messi, Robben, Ibrahimovic e alguns outros, se tivessem o tempo que Pelé ou Maradona tinham, seriam ainda mais geniais do que são hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *