MENU

9 de julho de 2015 - 19:56Rali Dakar

KTM anuncia renovação para o Rali Dakar 2016

127806-17ef67d8-96c8-11e4-9bd9-740a91fb6db7

Terceiro colocado do Rali Dakar neste ano, Toby Price foi alçado a piloto oficial de fábrica da KTM para 2016

RIO DE JANEIRO – A edição 2016 do Rali Dakar já tem percurso anunciado e data marcada – será de 3 a 16 de janeiro, com largada em Lima e chegada em Rosario. Pela oitava vez, o evento será realizado na América do Sul e as equipes começam a definir seus pilotos e equipamentos.

A KTM, que perdeu Marc Coma, recém-aposentado e nomeado diretor desportivo do evento pelo ASO, organizador do Dakar, confirmou que terá sete motos oficiais de fábrica, partindo completamente para a renovação de seu lineup de pilotos.

Difícil, na ausência do espanhol, apontar agora um nome forte. Todos eles terão que provar algo mais para o construtor austríaco e justificar a escolha. Provavelmente a escolha de piloto número #1 da KTM recairá sobre o australiano Toby Price, 3º colocado da classificação geral do evento em sua estreia. Por uma questão de hierarquia e experiência, uma vez que foi vice-campeão do evento em 2014, Jordi Viladoms, de 30 anos, poderia ser indicado como o líder do time, mas não apostaria que os europeus correrão esse risco.

Os outros dois pilotos do KTM Red Bull Rally Factory Team não passam de promessas. O britânico Sam Sunderland já mostrou que é rápido, mas afoito. Colecionou dois abandonos em duas participações no Rali Dakar. O austríaco Matthias Walkner, um protegido de Heinz Kinigadner, ganhou uma especial neste ano, mas também desistiu em sua primeira aparição na prova.

Antoine_Meo__8_1024-Enduro

Vindo do motocross, Antoine Méo é cara nova na equipe oficial KTM para a edição 2016 do Rali Dakar

Quarto colocado na geral neste ano e melhor piloto sul-americano do Dakar, o chileno Pablo Quintanilla terá neste ano apoio irrestrito da KTM num time de menor escalão, do qual também fará parte a espanhola Laia Sanz, 9ª colocada na geral neste ano – além de um nome novo na relação de inscritos, o francês Antoine Méo, de 30 anos, egresso das competições de motocross em seu país.

Compartilhar

2 comentários

  1. Nuno Kopio disse:

    A Honda e a Yamaha vão ter a vida mais facíl e via aberta para vencer o Dakar.

  2. fernando disse:

    Falando em Dakar, faleceu essa semana o chileno Carlo de Gavardo, que fez grandes provas quando o Dakar ainda era na Africa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *