No sufoco, irmãos Taylor vencem em Mosport

N
CJvk8vFVEAAyLba
Além de ocupar a liderança e marcar a melhor volta da corrida, Oswaldo Negri foi recompensado pelo 3º lugar no pódio, celebrando com John Pew (Foto: Reprodução Twitter/Michael Shank Racing)

RIO DE JANEIRO – Quem acompanhou a transmissão do Tudor United SportsCar neste domingo na tela do Fox Sports 2 viu uma corrida bastante movimentada no Canadian Tire Motorsports Park, o circuito mais conhecido como Mosport, no Canadá. Cinco carros ocuparam a liderança ao longo das 2h40min de prova e no fim, no sufoco, prevaleceu o Corvette DP #10 dos irmãos Ricky e Jordan Taylor, que faturaram sua segunda corrida na temporada de 2015.

Largando da pole position, o carro dos filhos do big boss Wayne Taylor pulou na frente e comandou a corrida até perder a ponta para o Corvette DP #5 guiado por Christian Fittipaldi no início da disputa. Um Safety Car acionado por conta de uma falha mecânica no #38 de Conor Daly, que ocupava a liderança da prova na classe Prototype Challenge, determinou a primeira e única bandeira amarela de toda a corrida.

Naquela altura, os líderes aproveitaram para fazer suas paradas. Antes, o Corvette DP #31 fora aos pits primeiro, com Dane Cameron substituindo Eric Curran e o #60 guiado por John Pew passou a ser ocupado pelo brasileiro Oswaldo Negri. O #01 de Scott Pruett tentou dar o bote, parando antes que os boxes fechassem, mas não deu certo: o Ford EcoBoost Riley DP entrou com as luzes vermelhas piscando e teve que pagar uma punição stop & hold de um minuto, perdendo com isso uma volta.

Quando o #31 parou uma segunda vez, em razão de um furo de pneu, Negri assumiu a liderança e nela permaneceu, mesmo com a fortíssima pressão de João Barbosa e problemas na direção hidráulica que foram se agravando à medida que a corrida avançava. As imagens mostraram as evidentes dificuldades do piloto da Michael Shank Racing em ultrapassar os retardatários, embora o ritmo do carro fosse bom com pista livre.

Ficou claro que todos precisariam repor combustível nos últimos minutos da disputa e a parada de Negri não foi das melhores, com o piloto perdendo tempo. Na Action Express, um furo de pneu no #5 e problemas no abastecimento do #31 na última parada, jogaram fora a chance de vitória. A WTR arriscou trocar apenas os pneus do lado esquerdo do carro e se deu bem: Jordan Taylor resistiu firme aos ataques de Dane Cameron, completando a prova com 128 voltas percorridas e somente 0″477 entre os dois primeiros colocados.

Negri viu seu enorme esforço coroado com o terceiro pódio nas últimas quatro corridas e, vencido pela estafa e pela desidratação, o brasileiro saiu carregado de seu Ligier JS P2 HPD sob aplausos efusivos do time. Christian e João Barbosa chegaram em quinto, atrás justamente de Michael Valiante/Richard Westbrook, que tiveram performance discreta e cruzaram na quarta posição – suficiente para a permanência na liderança do campeonato, com 222 pontos contra 214 da dupla luso-brasileira.

Na classe Prototype Challenge, venceu quem teve menos dificuldades ao longo da disputa: o #54 de Jonathan Bennett/Colin Braun chegou enfim à primeira vitória na temporada, resultado que deixa a dupla da CORE Autosport com boa vantagem na ponta da tabela. Eles completaram em 8º na geral, uma volta à frente do #16 de John Falb/Sean Rayhall. Mikhail Goikhberg/Matthew McMurry fecharam o pódio.

O brasileiro Bruno Junqueira poderia ter discutido a vitória em Mosport, não fosse por um erro do parceiro de pilotagem Chris Cumming, que traído por pneus frios, rodou e bateu num dos muros à margem da pista durante uma das voltas de apresentação. A dupla perdeu três voltas nos boxes e de último ainda se recuperou para chegar em 16º na geral e quarto na PC. Pior que eles, só Mike Guasch/Tom Kimber-Smith, que perderam pontos importantes na batalha pela liderança do campeonato.

A GTLM viu o domínio do início ao fim do Porsche 991 RSR #911 de Nick Tandy/Patrick Pilet, que liderou toda a disputa, sofrendo eventualmente alguma pressão da BMW Z4 GTE de Dirk Werner/Bill Auberlen. No fim, a dupla do #25 ainda acabou em 4º lugar, superada por Lucas Luhr/John Edwards e também por Jan Magnussen/Antonio Garcia, que superaram não só um início ruim como também a dificuldade de correr com um Corvette C7-R emprestado pela Larbre Competition. O pódio deixou a dupla do carro #3 ainda no comando da classificação entre os pilotos.

A próxima prova do Tudor United SportsCar Championship será em Lime Rock Park, em Connecticut, dentro de duas semanas. E não teremos as classes Prototype e GTLM, que regressam somente em Road America, em 9 de agosto.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

2 Comentários

  • Corrida divertida, em uma pista fantástica.

    Comendo pelas beiradas, a dupla Eric Curran e Dane Cameron começam a se aproximar dos primeiros colocados no campeonato. Vamos ver se vão ter folego pra entrar na briga de fato.

    Com a direção hidráulica tendo problemas, e sem água no carro para se hidratar, só é possível classificar o pódio do Negri como heroico. Mesmo com todas as adversidades, manteve o ritmo forte e lutou até o fim. Ele, John Pew e a MSR já começam a fazer por merecer uma vitória nessa temporada. É difícil, mas fica a torcida.

  • O que o Negri fez foi simplesmente espetacular…já tinha minha torcida por ser o único LMP2 (competitivo…) enfrentando os DP’s…agora mais ainda.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames