MENU

8 de julho de 2015 - 14:18Blancpain GT Series Endurance, Blancpain GT World Challenge Europe

Vende-se

BLANCPAIN GT SERIES TONI

RIO DE JANEIRO – O João Alexandre de Vasconcelos havia me alertado pelo Facebook e hoje o Renan do Couto escreveu um post a respeito no blog dele: o BMW Team Brasil vai se desfazer de suas BMW Z4 GT3 ao fim da temporada 2015 das séries Blancpain.

Preço de venda dos equipamentos, incluindo carros e peças de reposição: € 270 mil, equivalentes a pouco mais de R$ 960 mil. Tenho certeza que não faltarão interessados até outubro, quando o time sediado em Portugal promete entregar todo o material, até porque o carro ainda poderá ser usado em diferentes séries de Grã-Turismo, mas não com total assistência do construtor de Munique.

É que, como muita gente já sabe, em 2016 entra em ação um novo modelo BMW nas pistas, o M6 GTR, que vai substituir a Z4 nas principais competições da modalidade. Isso não significa, porém, que a equipe gerida por Antonio Hermann e Washington Bezerra pretenda prosseguir com a marca e muito menos que irá encerrar suas atividades. Outros dois construtores estão de olho na possibilidade de se tornar parceiros da equipe – que mesmo perdendo o apoio do Banco do Brasil, segue firme com seu projeto de se tornar uma referência brasileira no Endurance internacional, conforme dito pelo próprio Hermann em entrevista que pode ser lida aqui.

9 comentários

  1. Luís Felipe Bezerra disse:

    Não posso falar muito, mas há mais 90% de sermos uma equipe oficial.

  2. Luís Felipe Bezerra disse:

    Rodrigo…vc também esqueceu de falar da puta corrida que o Valdeno e o Atila fizeram em Moscou.

    • Alexandre disse:

      O time tem feito grandes corridas. Presença frequente no pódio e até vitoriosa com os pilotos gringos. Hermann e Bezerra merecem toda a nossa admiração, respeito e torcida.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Eu ia tentar pôr os vídeos das corridas, mas já que você já falou… não preciso fazer isso… hehehe

  3. Andre Rocha disse:

    Aqui entre nós, o time todo melhorou muito com a chegada do Átila e do Valdeno. Por que será?

    • Fernando Lima disse:

      O Atila Abreu sempre foi muito rápido, desde os tempos de monoposto…e se adaptou muito bem aos carros de turismo/stock/GT…O Valdeno dispensa comentários…bicampeão de GT3 aqui no Brasil com o Antonio Hermann e, com ele como um dos pilotos titulares (ao contrário de 2013/14…), a equipe foi para frente sim.

  4. Fernando Lima disse:

    Se eu fosse o Antonio Hermann, já teria trocado os carros no início da temporada, porque o BoP das séries SRO/Blancpain nunca foi devidamente justa com o modelo BMW Z4 (minha opinião…). E, conforme foi falado ai acima, se ano que vem a equipe vem com um esquema oficial, bem provável que seja por outro fabricante…
    Sobre a última corrida assisti apenas à uma parte e os carros vem frequentando as primeiras posições, sobretudo o #77…imaginem se o BoP favorecessem os carros do Team Brazil.

  5. Fernando Kesnault disse:

    Comentei sobre a bela atuação da dupla no facebook em “automobilismo & motociclismo”…..e quando esquecerem caca bueno ficará ainda melhor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *