MENU

3 de novembro de 2015 - 15:15Mundial de Endurance

FIA WEC: 32 carros confirmados para a decisão no Bahrein

2014-6-Heures-de-Bahrein-Start-of-the-6-Hours-of-Bahrain-RW7-9390

Pela terceira vez em quatro temporadas, as 6h do Bahrein encerram o campeonato do FIA WEC

RIO DE JANEIRO – O Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) termina em pouco mais de três semanas a quarta temporada de sua história. No próximo dia 21, um sábado, a pista de Sakhir será o palco da última etapa da temporada – as 6h do Bahrein. O sultanato do Oriente Médio volta a ser o cenário do encerramento do certame, tal como já o fora em 2012 e 2013.

Dessa vez, os organizadores esperam que finalmente a promessa do melhor grid do ano desde as 24h de Le Mans se cumpra. São aguardados 32 carros – total que já teria sido alcançado em Xangai, mas que não se concretizou em virtude do forfait do Aston Martin #95 da classe LMGTE-PRO. Para a etapa do Bahrein, contudo, o construtor britânico confirmou a presença deste carro.

smp1

O protótipo BR01 Nissan da AF Racing faz uma aparição extra na LMP2, reforçando o plantel: carro será guiado por David Markozov, Mikhail Aleshin e Nicolas Minassian

A inscrição suplementar fica por conta da AF Racing, que nada mais é que a SMP Racing com outro nome, como paliativo contra o embargo econômico dos EUA contra o SMP Bank, da Rússia. O reforço do novo protótipo BR01 Nissan, que fez boas provas no ELMS este ano, é muito bem vindo. O carro está inscrito com o numeral #44 e será guiado pelos russos David Markozov e Mikhail Aleshin, além do experiente Nicolas Minassian.

O alemão Nick Heidfeld, que no próximo fim de semana disputa a 2ª etapa da Fórmula E em Putrajaya, na Malásia, volta ao #12 da Rebellion Racing para ajudar Nicolas Prost, Mathias Beche e o time helvético a conquistar o campeonato da LMP1 entre os times privados. Também está previsto o regresso de Kristian Poulsen ao Corvette C7-R #50 da Larbre Competition e de Roald Goethe ao Aston Martin Vantage #96, ambos carros da classe LMGTE-AM – mas ainda carecem de total confirmação.

As 6h do Bahrein têm como grande destaque a luta pelo título de pilotos nas quatro categorias – que ainda segue em aberto. Na LMP1, Mark Webber pode chegar a uma conquista inédita em sua carreira, já que o australiano disputou 12 temporadas de F1 e o máximo que conseguiu foi um 3º lugar (três vezes) no Mundial de Pilotos. Ele e seus parceiros Timo Bernhard e Brendon Hartley chegam a Sakhir com 12 pontos de vantagem para Marcel Fässler/Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer – que lideraram o campeonato até a etapa de Fuji. O Mundial de Construtores já foi decidido por antecipação e a Porsche foi campeã em sua segunda temporada no FIA WEC.

wec-shanghai-finish-order-07

Nicolas Prost e Mathias Beche já levaram o troféu de campeões da LMP1 para pilotos de times não-oficiais

Na classificação paralela da LMP1 para os pilotos de times privados, Prost e Beche já levaram o título da temporada 2015. Com 119 pontos somados, o francês e o suíço não podem mais ser alcançados por Simon Trummer/Pierre Kaffer, que lutam agora pelo vice com Dodo Kraihamer e Alexandre Imperatori. Três pontos separam a tripulação do carro #4 da ByKolles do #13 da Rebellion – aliás, o time de Colin Kolles fez uma temporada mais do que razoável com seu CLM P1/01 AER neste ano.

wec-shanghai-finish-order-10

Será que a G-Drive Racing deixará escapar este ano o título que perdeu ano passado na LMP2 por um acidente em Interlagos?

A divisão LMP2 terá uma briga entre a tripulação do #26 da G-Drive Racing e do #47 da KCMG pelo título do FIA Endurance Trophy. Sam Bird/Julien Canal/Roman Rusinov vão para o Bahrein com vantagem de 16 pontos – 153 a 137 – contra Matt Howson e Richard Bradley. O brasileiro Pipo Derani e seus parceiros Gustavo Yacamán e Ricardo González estão fora da luta pelo título: somam 119 pontos, ocupando o 3º lugar na tabela. Mas podem conquistar o vice desde que o carro da KCMG não termine a corrida final da temporada.

wec-shanghai-finish-order-14

Com o Porsche #91, Richard Lietz pode ser campeão isolado na classe LMGTE-PRO; a marca briga pelo título de construtores contra a Ferrari

Richard Lietz vai para o Bahrein como o líder entre os pilotos da LMGTE-PRO: o austríaco comanda a tabela da FIA Endurance Cup somando 135 pontos, dezoito a mais que o próprio companheiro de equipe Michael Christensen e vinte à frente de James Calado/Davide Rigon. Os atuais campeões mundiais Gimmi Bruni/Toni Vilander ainda reúnem chances matemáticas – mas o panorama não é favorável à dupla da Ferrari da AF Corse. Entre os construtores, “Duelo de Cavalinhos”: Stuttgart tem três pontos de desvantagem para Maranello.

wec-shanghai-finish-order-21

A AF Corse está no páreo também na divisão LMGTE-AM com a trinca do #83 formada por Águas/Collard/Perrodo

Já na LMGTE-AM, Viktor Shaitar/Aleksej Basov/Andrea Bertolini têm 19 pontos de vantagem para Emmanuel Collard/Rui Águas/François Perrodo. As duplas das escuderias SMP Racing e AF Corse são as únicas, de fato, na batalha pelo título. Mais atrás, Paul Dalla Lana/Pedro Lamy/Mathias Lauda somam apenas dois pontos a mais que Patrick Dempsey/Patrick Long/Marco Seefried, numa bela briga pelo 3º lugar final da classificação do campeonato.

Compartilhar

5 comentários

  1. Ricardo disse:

    Rodrigo a categoria GTD utiliza carro com a configuração Fia GT3? Não sei se voce já fez ou pretende fazer, mas seria interessante um post um dia explicando a diferença entre esses carros e respectivos regulamentos, hoje temos nos EUA GTD e GTLM, no FIA WEC os GTLM, é o mesmo regulamento que é usado nos EUA? ai temos aquela série Blancpain Endurance, aonde corre o time brasileiro, lá os carros usam regulamento FIA GT3 ou GTLM, essa sopa de letrinhas da uma confusão danada, pelo menos para mim, valeu

    • Fernando Lima disse:

      Quando fala-se em GTLM, entende-se GT2, e nas séries Blancpain correm apenas carros GT3…mas o Mattar dará uma explicação mais rica e detalhada…

      • Ricardo disse:

        Valeu Fernando, fica confuso por que a algum tempo atras as fábricas colocavam modelos diferentes nas duas classes sei lá a Ferrari colocava as 360 Modena na GT3 e as 550 na GT2, mas agora eles fazem o mesmo carro mas com regulamentos diferentes, ai dificulta, os GTD que correm nos EUA devem usar o mesmo regulamento dos GT3 provavelmente, enfim deve ser isso

  2. Fernando Lima disse:

    Mattar, vendo a foto do protótipo da AF Racing com nº #21, me lembrei dos Nissans…
    Será que retornarão ano que vem ou podemos considerar como um projeto mais fracassado que o do Delta Wing??

  3. Romulo Dias disse:

    Esse carro da Rebellion é simplesmente lindo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *