M-Sport muda tudo para 2016

M
13-mads-ostberg-ford-fiesta-rs-wrc
De volta: Mads Østberg volta à M-Sport após dois anos na Citroën para a próxima temporada do WRC – e com um surpreendente novo companheiro de equipe

RIO DE JANEIRO – Representante oficial da Ford no Mundial de Rali (WRC), a equipe M-Sport dirigida por Malcolm Wilson vem com tudo novo para a próxima temporada da categoria. Na largada da primeira etapa, o clássico Rali de Monte-Carlo, marcado para acontecer entre 22 e 24 de janeiro, nenhum dos titulares do time na última temporada estará a bordo: o galês Elfyn Evans e o estoniano Ött Tanak perderam seus lugares.

Os Ford Fiesta RS WRC do time britânico serão conduzidos por Mads Østberg, piloto norueguês que regressa à escuderia após duas temporadas na Citroën e pela grande surpresa: o francês Eric Camilli, visto neste ano no WRC2 pela equipe Oreca de Hughes de Chaunac, sobe para a turma de cima. Ele foi o 7º colocado na classificação da temporada recém-encerrada, com 67 pontos somados, três pódios e um 11º lugar como melhor resultado na geral – justamente no Rali de Monte-Carlo.

Se a saída de Evans da M-Sport pode ser considerada uma surpresa das mais desagradáveis – principalmente para o piloto – a debandada de Ött Tanak não é das maiores novidades da história. A temporada dele foi tremendamente irregular e cheia de percalços, mas mesmo assim ele volta ao WRC em 2016 junto a Jari Ketomäa na equipe Drive DMACK World Rally Team, com o apoio e o suporte da marca anglo-chinesa de pneus, bem como os carros construídos – ironicamente – pela própria M-Sport.

Até agora, 11 carros estão confirmados para competir “full time” no WRC. A Citroën terá um programa parcial para Kris Meeke e Stéphane Lefevbre, ainda com os DS3 WRC e em caráter não-oficial antes do retorno da montadora em 2017 com o modelo C4 WRC.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames