MENU

2 de março de 2016 - 14:18V8 Supercars

A batalha vai começar!

IMG_4327

O colorido dos carros do International V8 Supercars já toma conta do paddock em Adelaide; neste fim de semana, a temporada começa com a Clipsal 500

RIO DE JANEIRO – Do outro lado do mundo, os motores começam a roncar: a International V8 Supercars Series, principal competição de Turismo da região Ásia/Oceania, mais uma vez entra em cena para a temporada 2016. De março a novembro, serão 15 datas, passando por circuitos lendários da Austrália, Nova Zelândia e também por Darwin e até pela Malásia, país ao qual o certame retorna após um tempo afastado. A categoria, popularíssima, arrasta multidões por onde passa e não será diferente na prova de abertura, a Clipsal 500, disputada numa versão menor do traçado de Adelaide que recebeu por 10 anos o GP da Austrália de Fórmula 1.

A pista de 3,22 km de extensão receberá 26 carros para a rodada inaugural. A prova, com 500 km de percurso, é dividida em três baterias: duas serão no sábado, com 39 voltas cada e cerca de 125 km. No domingo, o buraco é muito mais embaixo: 78 voltas e 250 km de percurso. O certame tem diversos formatos de provas: SuperStreet (ST), esse que será usado em Adelaide; SuperSprint (SP), adotado em sete eventos; International SuperSprint (IT), com duas provas fora da Austrália e Endurance Cup (EC), com três provas em que os pilotos titulares correm em duplas com nomes pré-estabelecidos e cuja maior atração é a espetacular Bathurst 1000, em Mount Panorama.

E esta será a primeira temporada em muito tempo na qual um piloto que não Jamie Whincup correrá com o dorsal #1. Mark “Frosty” Winterbottom defende o título conquistado de maneira brilhante ano passado, mais uma vez pela Prodrive Racing Australia e seu Ford FG X Falcon. A novidade é que Cameron Waters foi alçado à condição de novo companheiro de equipe do atual campeão. Chaz Mostert, já recuperado do grave acidente sofrido em Bathurst, vai no #55 da Rod Nash Racing, com assistência da Prodrive, numa mudança promovida por “razões comerciais”. Outro carro semi-oficial da Ford é o #111 de Chris Pither.

O construtor da marca do oval azul também estará presente através da Penske. O time estadunidense, em parceria com a Dick Johnson Racing, aumenta suas operações no certame, alinhando dois carros desta vez – e com Fabian Coulthard como novo recruta. O primo distante do ex-Fórmula 1 David Coulthard correrá no carro #12 e Scott Pye está mantido no #17.

IMG_4257

Em primeiro plano, o carro de Jamie Whincup. O piloto guiará com o dorsal #88 e a Red Bull Racing Australia terá, pela primeira vez, três carros numa temporada

No âmbito de montadoras, o campeonato perdeu a Mercedes-Benz – o que, convenhamos, não se constitui num agravante. A Holden continua com a maioria dos times, incluindo a antiga cliente da marca germânica, a Erebus. O time chefiado por Betty Klimenko, inclusive, traz outra cara nova à categoria: Aaren Russell é o substituto de Ashley Walsh, que sai do campeonato. A Red Bull Racing Australia aumenta o lote de inscritos para três carros, reforçando o seu supertime. Jamie Whincup e Craig Lowndes ganham a companhia do talentoso Shane Van Gisbergen. O lugar do piloto na Tekno Autosports foi ocupado por Will Davison, ex-Erebus.

Garth Tander e James Courtney seguem para mais um ano na equipe Holden Racing Team, com Andre Heimgartner e Nick Percat repartindo as atenções na Lucas Dumbrell. Brad Jones alinha três carros em seu time, sendo um em parceria com a Britek Motorsport. Jason Bright, Tim Slade e Tim Blanchard são os “recrutas”. E a Charlie Schwerkolt terá Lee Holdsworth.

Na Volvo, Scott McLaughlin tem um novo colega para todo o campeonato. Sai David Wall, que fez péssima temporada em 2015 e entra o combativo James Moffat, que deixou a Nissan. Na equipe do construtor japonês, os irmãos Todd e Rick Kelly permanecem, assim como Michael Caruso. E Dale Wood, que deixou a Britek Motorsport, é a novidade na vaga de Moffat para 2016.

Para as provas de Endurance, onze dos 26 co-pilotos que dividirão os carros com os titulares nos três eventos da Pirtek Cup já foram anunciados. A Red Bull, inclusive, confirmou todos os nomes: Paul Dumbrell (com Jamie Whincup), Alexandre Prémat (parceiro de Shane Van Gisbergen) e Steve Richards (correndo com Craig Lowndes).

Compartilhar

9 comentários

  1. Ricardo Talarico disse:

    Caro Mattar,
    Você tem conhecimento se alguma TV brasileira vai transmitir, ao vivo ou gravado, tv aberta ou paga ?
    Obrigado.

  2. Xará, comecei lendo este post com a esperança de encontrar a informação que os canais Fox Sports tivessem adquirido os direitos de transmissão da V8 SuperCars… Hehehehe

  3. o pulguento disse:

    Pô Rodrigo, como fazemos para assistir estas provas?

  4. wellington disse:

    Esse campeonato vai pegar fogo!

    Principalmente na Red Bull, seus três pilotos são ótimos e Shane por si só vai ser a atração da temporada… só espero que não seja pelas lambanças costumeiras…

    A Ford que me surpreendeu ao colocar o Waters como titular… na Dunlop Series ele foi dominante… mas quando subiu ano passado não fez muita coisa… Só torço mesmo pro Mostert voltar bem, e com fome…. ano passado queria vê-lo brigando com Frosty no fim, mas aquela batida atrapalhou tudo… e Frosty esse ano tem que arrebentar pra defender o título! (só senti falta do patrocínio da pepsy!)

    Agora os Volvão!!!!! espero que esse ano a Volvo tenha se encontrado… pq tem 2 ótimos pilotos na mão e eu espero comemorar alguma vitória esse ano!!!!!

    E Rodrigo se me permite, já foi postado outras vezes pra galera um blog em que postam as corridas (e foi por isso que consegui acompanhar o campeonato do ano passado), geralmente no mesmo dia delas, o
    http : // burningwhee1s . blogspot . com . br/ pra galera poder acompanhar, já que ninguém vai transmitir (engraçado que nunca tinha notado o domínio BR….)

    e que o campeonato comece!!!!

  5. Renan disse:

    Esse carro da Red Bull está bem bonito…aliás mais bonito que o esquema de pintura usado na F1…

  6. tem que ter cuidado também com a holden que possuem dois ótimos campeões courtney e tander,não é mattar um em 2007 e outro em 2010.e o vice em ambas foi whincup.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *