MENU

22 de junho de 2016 - 20:36IMSA

IWSC: 42 carros para as 6h de Watkins Glen

2015 TUDOR United Sportscar Championship Watkins Glen

Largada das 6h de Watkins Glen de 2015: neste ano, a clássica prova do Weather Tech SportsCar conta com um total de 42 carros no grid

RIO DE JANEIRO – Após a pausa para a disputa das 24h de Le Mans, que contaram com a (boa) participação dos times dos EUA, a IMSA Weather Tech SportsCar Championship volta no comecinho de julho com as 6h de Watkins Glen. Sexta etapa da temporada 2016, a corrida é também a terceira – e penúltima – da Tequila Patrón North American Endurance Cup, que contempla as quatro provas mais longas do calendário. Já foram disputadas Daytona em janeiro e Sebring, em março. Falta Glen e depois a Petit Le Mans, que encerra a temporada em caráter oficial.

Lista provisória de inscritos para as 6h de Watkins Glen

A IMSA anunciou hoje o plantel provisório de inscritos. Serão 42 bólidos divididos em quatro categorias, marcando a volta de algumas equipes que andaram fora nas últimas etapas. Como, por exemplo, a Extreme Speed Motorsports. Vencedora das duas provas do NAEC no início do ano, a equipe que disputa o WEC terá à disposição o mesmo Ligier JS P2 Honda de seus dois triunfos e que correu também com a Michael Shank Racing em Sarthe. O carro #2 será inscrito para Scott Sharp/Johannes Van Overbeek/Pipo Derani – que terão a missão de se manter no topo da tabela. Eles têm 26 pontos, a mesma pontuação dos pilotos do #5 da Action Express Racing.

Quem também volta às pistas após a ausência em Detroit é o DeltaWing DWC13. Katherine Legge, que colaborou com a Michael Shank Racing em Detroit, regressa com o #0 que terá também Sean Rayhall e Gabby Chaves. O trio formado por Jim Pace/Dorsey Schroeder/Byron DeFoor se apresenta de novo com o BMW Riley #50 da Fifty Plus Racing, o que aumenta o total de inscritos da classe principal para 10 carros.

Líderes do campeonato empatados com Christian Fittipaldi/João Barbosa, os irmãos Jordan e Ricky Taylor terão a companhia de Max Angelelli em Glen no Corvette DP #10. A Mazda vai de Spencer Pigot e Ben Devlin na formação dos carros #55 e #70 do construtor japonês, enquanto Olivier Pla forma no #60 dos vencedores de Laguna Seca: Oswaldo Negri/John Pew retornam após a ótima participação nas 24h de Le Mans e o brasileiro é o 5º colocado na tabela, com 134 pontos.

A divisão Prototype Challenge apresenta somente sete inscritos e a única equipe com dois carros é a Starworks Motorsports: o #8 terá um terceiro piloto ainda a definir para dividir o carro com Renger Van der Zande e Alex Popow, líderes do campeonato com 162 pontos, enquanto no #88 a trinca já está confirmada: Maro Engel/Mark Kvamme/Sean Johnston. Vice-líderes, Robert Alon e Tom Kimber-Smith voltam a partilhar o #52 da PR1 Mathiasen com José Gutiérrez. O único carro com dois pilotos é o #85 do russo-canadense Misha Goikhberg e do sul-africano Stephen Simpson. E além da Starworks, a Performance Tech não definiu quem dividirá o #38 com Kyle Marcelli e James French.

Dos 10 carros da classe GTLM, 70% do plantel volta de Le Mans e a Corvette terá trabalho: o carro #4, justamente dos líderes da temporada Tommy Milner/Oliver Gavin, foi destruído num acidente durante a clássica prova francesa. A Corvette estava otimista em conseguir a rápida recuperação e reconstruir o que se danificou na batida. A dupla também lidera a pontuação do NAEC em sua categoria.

Também participantes em Sarthe, Fred Makowiecki/Earl Bamber tentam se recuperar dos problemas em Le Mans e se aproximar da liderança. Eles têm 118 pontos, três à frente de Richard Westbrook/Ryan Briscoe, que fazem parte da vitoriosa equipe Ford na França – ao lado dos campeões da disputa na categoria LMGTE-PRO, Joey Hand e Dirk Müller. Quarto colocado com 113 pontos, empatado com Toni Vilander/Giancarlo Fisichella, da equipe Risi Competizione, Daniel Serra está confirmado mais uma vez no #68 da Scuderia Corsa (campeã em Le Mans na LMGTE-AM) ao lado de Alessandro Pier Guidi.

A mais numerosa das classes é a GTD com um total de 15 inscritos. Sete desses carros terão três pilotos e é esperado um oitavo: a Magnus Racing ainda não fechou questão sobre quem dividirá o carro #44 com John Potter e Andy Lally. Em relação à prova de Detroit, a Black Swan Racing volta com força total e a Change Racing, que só alinhou um dos seus Lamborghini Huracán na última etapa, ainda não sabe se contará com Townsend Bell e Bill Sweedler no carro #11.

Christina Nielsen, que fez sua estreia em Le Mans no último fim de semana, lidera o campeonato com 126 pontos ao lado do italiano Alessandro Balzan. Mario Farnbacher/Alex Riberas somam 118 pontos, seguidos por Andy Lally/John Potter com 108 e Jeroen Bleekemolen/Ben Keating com 105.

O fuso de Watkins Glen em relação a Brasília é de apenas 1h a menos. O primeiro treino livre para as 6h de Watkins Glen começa sexta-feira dia 1º de julho às 12h25 (horário de Brasília) com a segunda sessão marcada para começar às 16h20. No sábado, o terceiro treino livre terá início às 11h15 e a qualificação que define o grid é a partir de 16h40. A corrida é domingo, a partir de 11h de Brasília.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *