MENU

23 de junho de 2016 - 19:34Automobilismo Nacional

Tirando da reta

HOME-Autodromo-Jacarepagua-Gilvan-Souza_LANIMA20120505_0007_26

Pouco importa se o prefeito é A, B, ou Z: o município do Rio de Janeiro tem TOTAL RESPONSABILIDADE com relação à extinção do Autódromo de Jacarepaguá. Assinou um acordo com três partes interessadas e todas se omitem sobre um novo circuito. Agora, o sr. Eduardo Paes quer tirar o seu da reta. É brincadeira…

RIO DE JANEIRO – A menos de seis meses de encerrar seu segundo mandato (graças a Deus) como prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes deu entrevista ao companheiro Mauro Cezar Pereira, da ESPN. Inclusive, um dos assuntos da pauta foi o Autódromo Internacional Nelson Piquet, que foi extinto para dar lugar ao Parque Olímpico e, depois, ficará à disposição da especulação imobiliária, um sonho acalentado pelo antecessor do alcaide, Cesar Maia, desde 2003, uma vez que desde aquela época ele alterou o zoneamento do IPTU da região – originalmente chamada de Camorim, para Barra da Tijuca, para arrecadar mais impostos, é claro.

A entrevista pode ser vista aqui.

No assunto Autódromo, Paes saiu pela tangente (fico imaginando o jeito debochado dele falando com o nobre colega da emissora paulista). Tirou o dele da reta. E jogou no colo da União a responsabilidade de entregar um novo circuito ao Rio de Janeiro.

“Isso eu vou deixar você perguntar para o governo federal. Eles se comprometeram a fazer um autódromo em Deodoro, em uma área do Exército, e não fizeram. Acho que é uma necessidade da cidade.”

Até concordo que seja uma necessidade para a cidade. Mas não da forma como tudo foi conduzido nos últimos 13 anos. Cesar Maia já queria se ver livre de uma pista na qual ele – ironicamente – despejou recursos para ter o GP do Brasil de Motovelocidade e a Fórmula Indy. Para depois cancelar os contratos com os organizadores.

A administração de Paulo Enéas Scaglione, com todos os recursos que pôde mover, impediu o quanto foi possível a destruição total do autódromo – mas não a construção da HSBC Arena, do Parque Aquático Maria Lenk e do Velódromo.

O que fez seu sucessor, Clayton Pinteiro? Além de brincar com a verdade e dizer que se “acorrentaria” aos portões do autódromo (eu fui testemunha desse depoimento à imprensa numa etapa da Stock Car aqui no Rio), foi omisso e aceitou um acordo, assinado entre CBA, PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO e GOVERNO FEDERAL para a demolição de Jacarepaguá e a cessão de um terreno do Exército, em Deodoro, para a substituição da pista antiga por uma nova.

Fato é que ninguém fez nada: a CBA foi omissa. É omissa e continuará sendo, quem quer que seja seu novo presidente – também nos livraremos (graças a Deus) de Pinteiro em breve. Assiste calada ao descalabro das destruições de Jacarepaguá e Brasília e o fim de Curitiba. O governo federal, que nunca fez nada pelo automobilismo, não cumpriu com sua parte.

E a prefeitura, sr. Eduardo Paes, tem sua parcela de culpa nessa história. Não saia como vítima ou tergiverse sobre um acordo que o município assinou. Não importa se era o prefeito A, B ou Z. Era um compromisso. Um acordo. E se o acordo não foi cumprido, qual a sua moral, sr. prefeito do Rio de Janeiro, em atribuir somente à União a responsabilidade da obra do novo circuito?

Nunca é demais lembrar: a demolição do Autódromo de Jacarepaguá foi um ato absolutamente ilegal, pois o terreno, embora de responsabilidade da prefeitura carioca, era do Rio Previdência, o Fundo Único de Previdência Social ao estado do Rio de Janeiro.

E cuidado: haverá políticos em busca de votos prometendo o que não podem cumprir. O sr. Carlo Caiado, do partido DEM,  que se diz “defensor do automobilismo”, sem nunca ter posto os pés num, é um deles. Até procurou o blogueiro para conversar, mas nunca me recebeu em seu gabinete. Não caiam em conversa fiada de políticos, enquanto os representantes do povo forem esses que aí estão, em todas as esferas – municipal, estadual e federal.

Compartilhar

23 comentários

  1. Peter disse:

    Moto bom, pura verdade grande Mattar, mas alem desses vagabundos que vc citou como Cesar Maia, Eduardo Paes entre outros, um dos grandes culpados que contribuiu para essa catástrofe anunciada, é o povo que infelizmente votou nesses canalhas…. e continuou votando errado, até hoje.

  2. ags disse:

    Esse Sr Eduardo Paes.. vai levar o maior susto da vida dele..
    Dias antes do tão falado e falido Olimpíadas..ele vai descer pra Curitiba…
    Depois o sr me fala..viu..esperar..sem perder a cabeça..
    Cabeças vão rolando e vai rolar mais…..aqui se faz..aqui se paga…

  3. Fern Kesnault disse:

    O mais tristte é o deboche de todos eles, nao há sequer uma sindicancia sobre nada. É uma hipocrisia um evento da magnitude das OlimPIADAS (que é um otimo evento, mas nao para um país que tem tantas necessidades urgentes a executar), esta sendo num país com a grava crise e ainda correndo uma corrupção grossa nesse evento qe cadê a sua excelencia Moro pra pedir ou “bisbilhotar” toda essa sujeira?? É outro verme desse prosaico país corrompido com “otoridades” que debocham do povo a todo instante na sua aurea de pedancia nos tres niveis de poder (judiciario, executivo e legislativo), e envoltos em “uma ilha da fantasia” com “n” vantagens pecuniarias….nunca seremos nada enquanto tivermos vermes assim
    !

  4. OZZMAIR disse:

    Não tive a oportunidade de conhecer Jacarepaguá , mas pelo que eu via , se tratava de um belo traçado , localizado num belo lugar , mas , infelizmente a tendência , em se tratando desse país de 5ª categoria , é que tudo que esteja relacionado com automobilismo , se acabe. Aqui em SP , Interlagos ainda existe por causa da F1 , mas quando deixar de acontecer o evento , tenho certeza , vai ter o mesmo fim que Jacarepaguá.

    Um abraço!!!

    • Fern Kesnault disse:

      Vale lembrar que a area total do circuito de Interlagos é uma doação e tem a finalidade de se ter apenas provas de automobilismo…a sua não execução, faz a area retornar aos herdeiros legais do doador…entao nao ha a minima possibilidade do Municipio querer vender, arrendar para outro proposito ou que quer que seja.

  5. Gustavo disse:

    Não sou advogado, mas o descumprimento de em acordo por entes estatais não ensejaria uma eventual ação popular?

    Com a palavra os bacharéis de direito e advogados amantes do automobilismo.

  6. O Crítico disse:

    Tanto o Autódromo quanto o bom e velho Maracanã foram GRANDES REFERÊNCIAS ESPORTIVAS NO RJ! Agora só existem nos arquivos de imagens, infelizmente :(

  7. Leandro disse:

    Pois é Rodrigo, mas isso mostra bem como é a realidade do Brasil e infelizmente não é só no automobilismo esses absurdos… Outra pista que vejo com risco é a de Interlagos, caso realmente a F1 saia do Brasil, acho que demolem a pista no dia seguinte a uma eventual última prova da categoria no país…

    • Danilo disse:

      Tenho muito medo que isso aconteça com Interlagos também.Logo um dos últimos palcos que restam do automobilismo brasileiro.Rio já se foi há tempos,Curitiba também,Goiânia por muito não foi riscada também,pra quem já viu muitas corridas de Fórmula 1 na cidade em que eu estou,fica muito complicado.

    • Robertom disse:

      Apesar das recentes declarações do “LARANJA ou Testa de Ferro” do Bernie, Sr Tamas Rohonyi, Interlagos não corre perigo.
      Os pessimistas estão completamento errados quanto a Interlagos, tem que ser mantida como “pista de corrida” (termos do contrato de cessão) ou volta para os herdeiros do Louis Samson, que doou o autódromo para a PMSP.
      Tentaram dar um “chapéu” no Autódromo de Goiânia e o doador da área requisitou a reintegração de posse, os políticos espertos foram obrigados a desistir, foi todo reformado e ficou ótimo.

  8. MarcioD disse:

    Acho ridículo demolirem um autódromo por causa de um evento que dura alguns dias. A má intenção por detrás(especulação imobiliária) é evidente, se não teriam feito uma integração como Sochi. Sempre duvidei desta promessa de Deodoro sair, este acordo foi um tipo de enrolação não para inglês , mas para brasileiro ver.

  9. Vinicius disse:

    Por essa imagem aérea fica mais do que provado que dava para afazer algo como Sochi fez… espaço tem de sobra!! Ficaria até mais bonito os carros contornando as praças esportivas!! Maaaas, sacomé né, esse terrenão vale uma grana…

  10. Leandro disse:

    Mattar,

    sou seu fã e gostaria de parabenizá-lo pela transmissão das 24 hrs na FOX.
    Voces deram show.
    Em relação a Jacarepagua, me permita discordar de sua posição.
    Para que precisamos de um autódromo ?
    Estive em Jacarepagua um pouco antes da demolição, em uma prova da Stock, e dava pena. Se por hipotese, tivessemos mantido o autodromo, teriamos hoje um monte de mato e arquibancadas caindo aos pedaços para ter uma ou duas corridinhas de stock e uns campeonatos estaduais que não servem para nada.
    Além do mais, trata-se de uma área que sofreu uma forte valorização nos últimos anos e é normal que a mesma desperte o interesse da iniciativa privada.

    Abraços

    Leandro

    • Rodrigo Mattar disse:

      Campeonatos estaduais que não servem pra nada, Leandro? E as oficinas? Preparadores? Quantos postos de trabalho se foram sem o autódromo?

    • Rodrigo Vilela disse:

      Estaduais não servem pra nada?? Eu não li isso…

    • Robertom disse:

      Leandro, V. caiu na conversa mole dos políticos safados.
      O abandono de Jacarepaguá foi proposital, exatamente para justificar seu afastamento do calendário dos eventos mais importantes e finalmente sua destruição.
      A área é publica e será tomada pele iniciativa privada.
      V. acha isso “normal” e “legal” ?
      V. está ligado à alguma empreiteira, algum político ou dirigente esportivo?

      • Leandro disse:

        Não Rodrigo, não estou ligado a nada disso.
        So estou sendo realista. Fui a Jacarepagua para o GP Brasil de 88, me lembro perfeitamente. Era uma mato só. Uma area, deserta.
        De la para ca, duas coisas aconteceram.
        Primeiro, o automobilismo nacional acabou. Poucos ainda se interessam e os campeonatos nacionais são digno de pena.
        Segundo, a cidade cresceu, justamente naquela região. Houve uma grande valorização imobiliaria e manter um terreno daquele tamanho, para meia duzia de caras correrem com seus carrinhos e ninguem ir é uma loucura.
        Simples assim.

        Abraços

        Leandro

  11. Danilo disse:

    Aqui em São Paulo tem os reclamam do Haddad por suspeitas de Má Gestão,é porque não sabem nem metade que esse cidadão que governa a Prefeitura do Rio de Janeiro fez com as contas públicas dessa cidade.O que esse prefeito fez com o Rio de Janeiro,não só ele,como o ex-governador e parceiro dele vulgo Pezão é simplesmente imperdoável.É vergonhoso,um escândalo o que fizeram com o Estado do Rio de Janeiro.Desculpe minha expressão,mas é tudo o que eu sinto nesse momento.

  12. Fernando Silva disse:

    Primeiro foi Jacarepagua, que infelizmente, não tive oportunidade de conhecer e assistir uma corrida in loco (quase fui na Corrida do Milhão da Stock em 2008…), acabou não dando certo meu plano…
    Depois Curitiba e Brasilia. ou alguém acha que será reconstruído depois daquele acordo furado que traria a Indy no ano passado??
    E é o mesmo que pode acontecer com Interlagos, que no ano passado teve a corrida da Fórmula Truck retirada para dar lugar a um festival de…música eletrônica…o evento dos caminhões, que já constava no calendário oficial da categoria teve de ser transferido para Londrina.
    Vale lembrar que a pista esteve fechada para as categorias nacionais durante praticamente todo o ano passado, recebendo apenas a Stock no fim do ano, mas a empresa que administra o autódromo (SPTuris) estende tapate vermelho para festivais como Lollapalooza, missas e qualquer outra coisa que não seja esporte a motor.
    Alguem tem dúvidas do que irá acontecer com Interlagos caso o velho caduco Bernie retire o Brasil do calendário da F1??

  13. Alair disse:

    O que é o Sr. Eduardo Paes senão mais um dos tantos filhos da puta, os quais elegemos para se beneficiarem das leis que eles fazem e que pouco estão se importando com a população? Se existisse pena de morte para políticos corruptos neste país e o sangue deles corresse para um rio, este teria uma vazão maior que o Amazonas;..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *