Olé! Audi, Duval e Di Grassi fazem a pole nas 6h do México

O
WEC Mexico 2016
O Audi #8 guiado por Loïc Duval e por Lucas Di Grassi no treino oficial conquistou a pole position para as 6h do México (Foto: Audi Sport/Divulgação)

RIO DE JANEIRO – Na terra das touradas, a Audi deu um olé na Porsche em ritmo de classificação e conquistou a pole position para as 6h do México. E não poderia haver melhor momento para Lucas Di Grassi largar à frente dos rivais na luta pelo título: o piloto brasileiro e o francês Loïc Duval foram os responsáveis pela conquista da posição de honra – segunda da Audi e primeira do carro #8 em 2016, com a média das melhores voltas em 1’25″069, com apenas 0″042 de vantagem para o Porsche 919 Hybrid #2 dos líderes do campeonato, guiado por Neel Jani e Marc Lieb.

“Psicologicamente, é um fator importante, mas o fundamental é a corrida. Vamos tentar brigar para trazer mais uma vitória para a Audi, porque o campeonato é o mais importante. O trabalho de hoje foi feito e foi muito legal. Amanhã nossa missão é ir para cima”, concluiu Di Grassi.

Marcel Fässler e Andre Lotterer – que voltam a correr em dupla com o veto a Bénoit Tréluyer – conseguiram o 3º lugar no grid com o Audi #7, seguidos pelo Porsche conduzido por Brendon Hartley e Mark Webber. Assim, os dois Toyota TS050 Hybrid dividem a terceira fila, com Buemi e Nakajima adiante do trio Mike Conway/Stéphane Sarrazin/Kamui Kobayashi.

A Rebellion Racing venceu – sem surpresas – a briga dos LMP1 não-oficiais, com larga margem: 1’29″909 para o #13 do time suíço contra 1’31″674 do carro da ByKolles, que durante o treino oficial ficou envolto numa nuvem de fumaça, devido ao superaquecimento dos freios traseiros.

292886_635076_rgr_5.wec_josemariodias_03013__1_
Bruno Senna e a RGR Sport by Morand romperam a sequência de poles da G-Drive Racing na classe LMP2 (Foto: José Mário Dias/Divulgação)

Na LMP2, a RGR Sport by Morand pôs fim à sequência de quatro pole positions consecutivas da G-Drive Racing e fez valer o “fator casa” e o bom trabalho de Bruno Senna e Ricardo Gonzalez nas voltas rápidas, além da retaguarda com o chefe Toni Calderon e o engenheiro Gautier Boutelier. E Bruno fez uma volta excepcional em 1’34″688, que ajudou muito na conquista da primeira pole do #43 no FIA WEC, com a média de voltas em 1’35″485.

“Esse é daqueles dias gratificantes”, admitiu, alegre com a diferença de oito décimos imposta sobre a segunda melhor volta do qualifying, registrada pelo Alpine A460-Nissan do norte-americano Gustavo Menezes, o francês Nicolas Lapierre e o monegasco Stéphane Richelmi, líderes da classificação – Bruno e seus parceiros ocupam a segunda posição. “Numa categoria tão equilibrada, essa vantagem não é comum”, acrescentou.

“Nosso carro virou bem desde o início. Acho que nunca estivemos tão competitivos quanto aqui. Nosso ritmo de corrida deve ser bom porque o desgaste dos pneus está bastante dentro do aceitável”, observou. Também como determinam as regras do WEC, o mais veloz da equipe ao longo dos treinos obrigatoriamente tem de fazer o turno inicial, o que colocará Bruno no cockpit na largada.

Apesar de uma saída de pista que provocou pequenos danos no carro e uma bandeira vermelha, o Alpine A460 #36 conseguiu o 2º lugar no treino classificatório da LMP2, seguido pelo Gibson 015S #42 da Strakka Racing e pelo Oreca 05 #26 da G-Drive Racing. Bruno Junqueira e Roberto Gonzalez deram o 6º lugar ao #41 da Greaves Motorsport e o #31 conduzido por Pipo Derani e Chris Cumming não passou da décima posição, porque o piloto brasileiro da Tequila Patrón ESM sofreu uma rodada e deu de traseira numa barreira de proteção – felizmente sem danos graves.

2016-6-Heures-de-Mexico-Adrenal-Media-JRT27108_hd
Mais uma pole do “Dane Train”: Marco Sørensen e Nicki Thiim largam na frente entre os carros e pilotos da LMGTE-PRO (Foto: John Rourke/AdrenalMedia.com)

A Aston Martin dominou os treinos das classes LMGTE-PRO e LMGTE-AM: o construtor britânico fez 1-2 com seus Vantage V8 GTE equipados com pneus Dunlop na sessão de classificação. O #95 de Marco Sørensen e Nicki Thiim chegou à segunda pole position seguida no ano, com a média de 1’40″458 para as melhores voltas dos dois pilotos. Richie Stanaway e Darren Turner também foram muito bem e ficaram com o 2º tempo da categoria, na média de 1’40″600.

Líderes do campeonato, Stefan Mücke e Olivier Pla não foram além do 6º posto na categoria com o Ford GT EcoBoost – o outro carro do time de Chip Ganassi, guiado por Andy Priaulx e Harry Tincknell na tomada de tempo teve, além de uma rodada, problemas com a porta do lado do piloto, que começou a se abrir. Esse filme eu já vi antes…

Na LMGTE-AM, Paul Dalla Lana e Pedro Lamy foram os responsáveis pela terceira pole do #98, a primeira após a troca dos pneus Dunlop de 2015 pelos Michelin. A média de voltas foi 1’42″437, com boa margem de quatro décimos de segundo para Patrick Long e Khaled Al Qubaisi, que classificaram o Porsche 991 RSR #88 da Abu Dhabi Racing-Proton. A Gulf confirmou a boa performance do Porsche na pista mexicana e ficou em 3º graças a Michael Wainwright e Adam Carroll. A Ferrari dos líderes da categoria – François Perrodo/Emmanuel Collard/Rui Águas – fecha o grid de 32 carros que largam amanhã para as 6h do México.

E não custa nada lembrar: o Fox Sports 2 transmite AO VIVO e NA ÍNTEGRA a disputa das 6h do México. Entramos no ar a partir de 15h15, com Sergio Lago na narração e Rodrigo Mattar, vulgo eu, nos comentários. Espero vocês!

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

3 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames