12h de Bathurst: 58 carros na lista de inscritos

1
competition-770x480
A Competition Motorsports volta às 12h de Bathurst com Marc Lieb e Patrick Long dividindo o carro com David Calvert-Jones no circuito de Mount Panorama: a equipe terá um Porsche entre os 58 carros confirmados para a prova de 2017

RIO DE JANEIRO – Marcada para 5 de fevereiro do próximo ano, a edição 2017 das 12h de Bathurst, disputadas no sensacional circuito Mount Panorama, na Austrália, contam com extensa lista de inscritos – divulgada hoje pelos organizadores. O plantel final só será conhecido a partir do dia 16, mas os fãs podem esfregar as mãos: um total de 58 carros de nada menos que 15 marcas diferentes poderão fazer parte da prova que tem largada no fim da madrugada e a presença de “convidados” estranhos como os cangurus que, do nada, podem atravessar a pista e atrapalhar os planos de equipes e pilotos.

Trinta e cinco carros e vinte e sete escuderias deverão tomar parte do grid para a classe A, que ainda será dividida em três subcategorias conforme a graduação dos pilotos. A divisão será desmembrada em A-Pro (para pilotos profissionais), A-Pro/Am (mesclando profissionais e pilotos de menor graduação) e A-Am (evidentemente, para os menos graduados).

Com boa presença de equipes da Austrália e de vários times do exterior, a divisão terá dois Aston Martin V12 Vantage, sete Audi R8 LMS, dois Bentley Continental GT3, duas BMW M6 GT3, duas Ferrari 488 GT3, dois Lamborghini Gallardo R-EX e um Huracán, três McLaren 650S GT3, três Mercedes-AMG GT3 e mais duas SLS AMG GT3, quatro Nissan GT-R GT3 e cinco Porsche 911 GT3-R.

Campeã da última edição das 12h de Bathurst, a Tekno Autosports está ausente da prova em 2017. Mas a Nismo, que ganhou o evento em 2015 e chegou em 2º no ano passado, retorna com força total e dois carros oficiais de fábrica, afora a presença da Wall Racing/Hobson Motorsport com outros dois bólidos.

A M-Sport, equipe representante da Bentley, é outra que persegue a vitória em Mount Panorama, assim como a Craft-Bamboo Racing, que trocou desde o início do ano o modelo Aston Martin pelo Porsche – a equipe entra com dois carros na prova deste ano.

O construtor de Weissach terá também a Competition Motorsports e um timaço de pilotos de fábrica a bordo: Patrick Long e Marc Lieb se juntam a David Calvert-Jones na empreitada. Esse carro já podemos dizer que é da classe A-Pro/Am.

Sempre forte nas provas de Endurance, a Audi terá seis times a representando e dezenas de pilotos do programa Audi Sport Customer Racing serão certamente escalados para o evento. As BMW da Steven Richards Motorsport vão com outro timaço: num dos carros, participarão Mark Skaife/Russel “Enforcer” Ingall/Tony Longhurst. No outro, o próprio Steven Richards terá a companhia do atual campeão do DTM Marco Wittmann e de ninguém menos que Timo Glock, que esteve na Fórmula 1 e também é do DTM alemão.

Craig Lowndes e Jamie Whincup estão confirmados com a Ferrari 488 GT3 da Maranello Motorsport e o atual campeão do V8 Supercars, Shane Van Gisbergen, estará a bordo de uma das Mercedes-AMG GT3 confirmadas para as 12h de Bathurst – provavelmente no carro da Scott Taylor Motorsport junto a Craig Baird e um terceiro piloto a ser definido.

Nas demais divisões, o plantel está assim: três carros na classe B – todos Porsche Cup; oito na classe C e doze na Invitational. Na classe C, as novidades são as estreias do McLaren 570S e do KTM X-Bow que venceu neste ano o Pirelli World Challenge na classe GTS. São aguardados também quatro Porsche Cayman. E na Invitational, além do espetacular Daytona Coupé, haverá o ronco incrível do motor do Mazda RX-7, vários MARC Cars (cinco Focus e três Mazda3), uma BMW 335i e um Aston Martin Vantage GT8.

A Pirelli será o único fornecedor de pneus para a edição do próximo ano das 12h de Bathurst e a marca italiana patrocina também o Shootout que define a pole position, do qual participarão os 10 carros mais rápidos dos treinos classificatórios. O autor da melhor volta – cada piloto terá direito a uma única tentativa – ganha o Troféu Allan Simonsen. Nos últimos anos a honra coube a Maro Engel (2014), Laurens Vanthoor (2015) e Shane Van Gisbergen (2016).

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames