MENU

16 de dezembro de 2016 - 15:12European Le Mans Series, Mundial de Endurance

Barrichello faz primeiro teste com novo brinquedo

team-nederland-dallara-dunlop-test-2016-sebring

Ao volante do Dallara LMP2 Gibson do Racing Team Nederland: Rubens Barrichello participou dos treinos de avaliação de 1 mil protótipos de pneus Dunlop para a temporada 2017 do Endurance internacional

RIO DE JANEIRO – Na última segunda-feira, Rubens Barrichello conheceu pela primeira vez o novo Dallara Gibson LMP2 com o qual sua equipe, a Racing Team Nederland, vai disputar o European Le Mans Series em 2017, visando um convite direto às 24h de Le Mans. O protótipo do time dos Países Baixos foi levado ao Sebring International Raceway, na Flórida, para os ensaios preparatórios da Dunlop, fornecedor de pneus de grande parte do plantel de carros da segunda subcategoria de Protótipos e também da Aston Martin na classe LMGTE-PRO.

A pista foi considerada a ideal pelos técnicos e engenheiros do fabricante de pneus, que levou 1 mil protótipos de novos compostos para serem avaliados e aprovados. Além das condições de temperatura serem bem melhores que em qualquer autódromo da Europa, o traçado de Sebring tem diferentes tipos de piso – desde asfalto ultra abrasivo a superfícies de concreto. Um pavimento capaz de tirar o sono de qualquer um. E ao volante do carro alaranjado estava um piloto que, definitivamente, sabe das coisas e que pode indicar ao fabricante um caminho – ou vários caminhos – a seguir.

Barrichello e a Racing Team Nederland não foram os únicos a andarem neste treino da Dunlop. A Rebellion Racing fez os primeiros quilômetros com o novo Oreca 07 LMP2 visando não só ajudar o fornecedor de pneus como também efetuar a checagem geral do carro que disputará as 24h de Daytona em janeiro. A Ligier, leia-se Onroak Automotive, esteve presente com o carro #52 da PR1-Mathiasen Motorsports – que ironicamente vai andar de Continental na série IMSA Weather Tech SportsCar Championship. Não havia nenhum Riley MK30 nos treinos, mas a Dunlop pretende avaliar o comportamento de seus pneus no novo protótipo LMP2 construído em território ianque assim que possível.

Um único Aston Martin Vantage GTE, totalmente em branco, foi visto também em Sebring junto aos protótipos já citados nos testes de pneus. A parceria entre a Dunlop e os britânicos deu certo, pois Nicki Thiim e Marco Sørensen levaram o título mundial da temporada 2016 no FIA WEC a bordo de um Aston Martin. O brasileiro Daniel Serra foi o responsável por muitos desses testes para carros de Grã-Turismo ao longo deste ano, e não ficaria surpreso se ele estivesse nesse carro na Flórida.

5 comentários

  1. Jefferson Paiva disse:

    Poxa, tava sumido. Estava sentindo falta já. (=
    Há, bem que a FIA poderia ajudar para que todo mundo corresse junto, pois ia ser massa ver a Cadillac de novo e Sarthe. Abraços Mestre Rodrigo e Feliz Natal.

  2. Gustavo disse:

    Nunca entendi porque Rubens não engatou no Endurance depois da saída da Indy.
    Sucesso para ele na nova empreitada.

    • Leandro disse:

      Acredito que a família tenha pesado na decisão, inclusive acredito que se ele ficasse na Indy mais uns dois anos, iria brigar por vitórias com frequência.

  3. moisesimoes disse:

    – Por um momento li “Neverland”. Brincadeira [risos].
    Desde já, torcendo pra ele em Le Mans. Rubens mereceria.

  4. luigi disse:

    Esta é a categoria que sempre acreditei que este piloto poderia se dar muito bem ,pois ele já demonstrou que é um excelente piloto e melhor ainda como membro de time,sempre pronto a acatar decisões de equipe sem questionar.
    que ele sê de muito bem nesta categoria. mas seja bem lembrado que numa disputa direta entre ele e Pipo Derani ,minha torcida sempre será por Derani.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *