G-Drive fica no WEC em 2017

G
16403348_1516245328403264_3773912724308557697_o
Fico: a G-Drive Racing enfim confirmou sua participação no Mundial de Endurance na classe LMP2, associada desta vez à TDS Racing (Foto: G-Drive Racing/Divulgação)

RIO DE JANEIRO – Chega ao fim a novela: a G-Drive Racing continua no FIA World Endurance Championship (WEC) para a temporada 2017, pondo fim a um rumor que se arrastou pelos últimos meses. Roman Rusinov, o piloto que traz o dinheiro do grupo Gazprom, ameaçou não seguir no campeonato caso sua graduação – que passou de prata para ouro – não mudasse. A FIA deu de ombros, o piloto foi mesmo confirmado com a nova graduação e a parceria com a Jota Sport, que já não seria mesmo renovada, foi trocada por uma associação com a TDS Racing de Xavier Combet e Jacques Morello.

Assim, a estrutura francesa empresta sua expertise para alinhar mais um Oreca 07 LMP2 com motor Gibson GK428 4,2 litros V8 e ECU Cosworth na temporada que se inicia em abril com as 6h de Silverstone. A TDS Racing já havia anunciado antes a passagem para o WEC com um carro que terá Manu Collard, François Perrodo e Matthieu Vaxivière.

Rusinov, de 35 anos, disputou todas as provas – menos uma, as 12h de Sebring de 2012, da história no Mundial de Endurance desde o regresso da competição ao calendário mundial do automobilismo. Além dele, o outro piloto confirmado é Pierre Thiriet, que sempre esteve vinculado à TDS nos programas do ELMS e 24h de Le Mans. Oportunamente, será anunciado o nome do terceiro piloto  – este de graduação ouro ou platina – que comporá a trinca do #26 da G-Drive Racing neste ano.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

4 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames