MENU

7 de abril de 2017 - 22:27IMSA

IMSA: mais uma pole para a Cadillac e Ricky Taylor em Long Beach

C82mr8WUIAA7G5p

Estamos sem manchete: a Wayne Taylor Racing e o Cadillac DPi largam na frente neste sábado no GP de Long Beach. O Fox Sports 2 transmite, ao vivo!

RIO DE JANEIRO – Parafraseando a velha marchinha, com os irmãos Taylor, não há quem possa no IMSA Weather Tech SportsCar Championship. E nem com os Corvette DPi-V.R. Por mais que a IMSA imponha restrições aos protótipos com motor 6,2 litros concebidos na plataforma do Dallara P217, está sempre o construtor estadunidense na primeira fila.

Novamente a Wayne Taylor Racing e a AX Racing foram protagonistas, mas dessa vez Ricky Taylor, um dos “irmãos Metralha”, conseguiu voltas muito rápidas desde o início: foi o primeiro piloto a virar abaixo de 1’14” e conquistou mais uma pole position (terceira seguida dele no circuito) com 1’13″549. Só no fim do treino com 15 minutos de duração é que Christian Fittipaldi conseguiu reduzir a diferença para uma margem aceitável – 0″204 separaram o piloto brasileiro de 46 anos do melhor tempo do grid.

O Mazda RT-24P DPi da Speedsource andou bem: Tristan Nunez fez o 3º melhor tempo a 0″579 da pole. E a grande surpresa foi a última volta do russo-canadense Misha Goikhberg, que arrancou a quarta posição do grid já com o cronômetro zerado. O piloto do Oreca 07 Gibson LMP2 da JDC-Miller Motorsports superou os DPi de Eric Curran, Scott Sharp e Tom Long para conseguir um lugar na segunda fila.

O novato Will Owen e Ed Brown (este, era de se esperar) tiveram dificuldades para andar no mesmo ritmo dos outros carros da Prototype. Owen ficou a menos de três segundos da pole, mas Brown levou 3″133 nas costas – pelo menos, eles conseguiram virar tempos melhores que os carros Grã-Turismo.

Entre os GTLM, houve uma briga encarniçada pelo melhor tempo da sessão – da qual ficou ausente o Porsche #911 de Patrick Pilet/Dirk Werner: as cinco marcas lutaram o tempo inteiro em busca da pole e no afã de melhorar o recorde da pista, dois carros bateram – a Ferrari #62 da Risi Competizione foi a primeira, na curva Seaside, e sem sofrer praticamente um arranhão ao bater na pilha de pneus (um milagre!) e o segundo foi o Ford GT EcoBoost de Richard Westbrook, que por provocar uma bandeira vermelha, que encerrou a sessão, perdeu sua melhor volta.

Os sete mais rápidos acabaram separados por 0″381 e todos os construtores têm um carro no top 5. E o dinamarquês Jan Magnussen quebrou o recorde da volta para a pista de Long Beach com o Corvette C7-R que divide com o espanhol Antonio Garcia. Ele virou em 1’16″909, apenas 0″092 melhor que Joey Hand – ironicamente prejudicado pelo acidente com o Ford de Westbrook, já que tinha tudo para desbancar o nórdico da pole.

Apesar do acidente, Toni Vilander ainda ficou com a terceira posição na classe, seguido pelo Porsche 911 GTE de Laurens Vanthoor e pela BMW M6 GTLM de Bill Auberlen, que é um dos pilotos que mais conhece a pista. O californiano ficou a somente 0″163 da pole com um carro que vem deixando a desejar em termos de performance – o que é extraordinário.

Na divisão GTD, a disputa pela pole foi espetacular, assim como a performance dos pneus “Black” da Continental, fornecedora da categoria – melhorando a cada volta. Vários pilotos se revezaram na primeira posição e no fim dos 15 minutos de sessão, deu o Lamborghini #48 da Paul Miller Racing: Bryan Sellers cravou 1’19″246, apenas 0″033 mais rápido que o Lexus RC-F guiado por Jack Hawksworth.

Nada menos que 12 pilotos ficaram dentro do mesmo segundo, sendo que além da ótima performance do Lexus da 3GT Racing, a boa surpresa do treino foi o canadense Daniel Morad com o terceiro tempo, mais rápido que o Lamborghini de Corey Lewis por apenas quatro milésimos. Lawson Aschenbach e Ben Keating terminaram rigorosamente com O MESMO TEMPO, mas o piloto da Stevenson Motorsports levou vantagem por cravar sua melhor volta primeiro.

Na “competição” paralela das mulheres do IMSA Weather Tech SportsCar, Katherine Leggelevou a melhor sobre Christina Nielsen: na última volta da sessão, a britânica classificou seu Acura NSX-GT3 com 1’20″029, três posições à frente da dinamarquesa da Scuderia Corsa. Oswaldo Negri lutou como pôde, mas acabou apenas com o 12º lugar em sua categoria – 1’20″242. Acidentado de manhã, o Lexus de Scott Pruett/Sage Karam não marcou tempo e será preservado para a corrida deste sábado.

O Fox Sports 2 transmite AO VIVO o GP de Long Beach às 17h com Hamilton Rodrigues e Rodrigo Mattar. Conto com a audiência de todos vocês.

1 comentário

  1. Geraldo disse:

    De se tirar o chapéu para o trabalho da JDC-Miller nessas suas primeiras corridas na classe P. Também impressiona como o Misha Goikhberg, que já tinha andado muito bem na PC, se adaptou rápido ao novo brinquedo e vem tendo ótimo desempenho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *