IMSA: mais uma pole para a Cadillac e Ricky Taylor em Long Beach

I
C82mr8WUIAA7G5p
Estamos sem manchete: a Wayne Taylor Racing e o Cadillac DPi largam na frente neste sábado no GP de Long Beach. O Fox Sports 2 transmite, ao vivo!

RIO DE JANEIRO – Parafraseando a velha marchinha, com os irmãos Taylor, não há quem possa no IMSA Weather Tech SportsCar Championship. E nem com os Corvette DPi-V.R. Por mais que a IMSA imponha restrições aos protótipos com motor 6,2 litros concebidos na plataforma do Dallara P217, está sempre o construtor estadunidense na primeira fila.

Novamente a Wayne Taylor Racing e a AX Racing foram protagonistas, mas dessa vez Ricky Taylor, um dos “irmãos Metralha”, conseguiu voltas muito rápidas desde o início: foi o primeiro piloto a virar abaixo de 1’14” e conquistou mais uma pole position (terceira seguida dele no circuito) com 1’13″549. Só no fim do treino com 15 minutos de duração é que Christian Fittipaldi conseguiu reduzir a diferença para uma margem aceitável – 0″204 separaram o piloto brasileiro de 46 anos do melhor tempo do grid.

O Mazda RT-24P DPi da Speedsource andou bem: Tristan Nunez fez o 3º melhor tempo a 0″579 da pole. E a grande surpresa foi a última volta do russo-canadense Misha Goikhberg, que arrancou a quarta posição do grid já com o cronômetro zerado. O piloto do Oreca 07 Gibson LMP2 da JDC-Miller Motorsports superou os DPi de Eric Curran, Scott Sharp e Tom Long para conseguir um lugar na segunda fila.

O novato Will Owen e Ed Brown (este, era de se esperar) tiveram dificuldades para andar no mesmo ritmo dos outros carros da Prototype. Owen ficou a menos de três segundos da pole, mas Brown levou 3″133 nas costas – pelo menos, eles conseguiram virar tempos melhores que os carros Grã-Turismo.

Entre os GTLM, houve uma briga encarniçada pelo melhor tempo da sessão – da qual ficou ausente o Porsche #911 de Patrick Pilet/Dirk Werner: as cinco marcas lutaram o tempo inteiro em busca da pole e no afã de melhorar o recorde da pista, dois carros bateram – a Ferrari #62 da Risi Competizione foi a primeira, na curva Seaside, e sem sofrer praticamente um arranhão ao bater na pilha de pneus (um milagre!) e o segundo foi o Ford GT EcoBoost de Richard Westbrook, que por provocar uma bandeira vermelha, que encerrou a sessão, perdeu sua melhor volta.

Os sete mais rápidos acabaram separados por 0″381 e todos os construtores têm um carro no top 5. E o dinamarquês Jan Magnussen quebrou o recorde da volta para a pista de Long Beach com o Corvette C7-R que divide com o espanhol Antonio Garcia. Ele virou em 1’16″909, apenas 0″092 melhor que Joey Hand – ironicamente prejudicado pelo acidente com o Ford de Westbrook, já que tinha tudo para desbancar o nórdico da pole.

Apesar do acidente, Toni Vilander ainda ficou com a terceira posição na classe, seguido pelo Porsche 911 GTE de Laurens Vanthoor e pela BMW M6 GTLM de Bill Auberlen, que é um dos pilotos que mais conhece a pista. O californiano ficou a somente 0″163 da pole com um carro que vem deixando a desejar em termos de performance – o que é extraordinário.

Na divisão GTD, a disputa pela pole foi espetacular, assim como a performance dos pneus “Black” da Continental, fornecedora da categoria – melhorando a cada volta. Vários pilotos se revezaram na primeira posição e no fim dos 15 minutos de sessão, deu o Lamborghini #48 da Paul Miller Racing: Bryan Sellers cravou 1’19″246, apenas 0″033 mais rápido que o Lexus RC-F guiado por Jack Hawksworth.

Nada menos que 12 pilotos ficaram dentro do mesmo segundo, sendo que além da ótima performance do Lexus da 3GT Racing, a boa surpresa do treino foi o canadense Daniel Morad com o terceiro tempo, mais rápido que o Lamborghini de Corey Lewis por apenas quatro milésimos. Lawson Aschenbach e Ben Keating terminaram rigorosamente com O MESMO TEMPO, mas o piloto da Stevenson Motorsports levou vantagem por cravar sua melhor volta primeiro.

Na “competição” paralela das mulheres do IMSA Weather Tech SportsCar, Katherine Leggelevou a melhor sobre Christina Nielsen: na última volta da sessão, a britânica classificou seu Acura NSX-GT3 com 1’20″029, três posições à frente da dinamarquesa da Scuderia Corsa. Oswaldo Negri lutou como pôde, mas acabou apenas com o 12º lugar em sua categoria – 1’20″242. Acidentado de manhã, o Lexus de Scott Pruett/Sage Karam não marcou tempo e será preservado para a corrida deste sábado.

O Fox Sports 2 transmite AO VIVO o GP de Long Beach às 17h com Hamilton Rodrigues e Rodrigo Mattar. Conto com a audiência de todos vocês.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • De se tirar o chapéu para o trabalho da JDC-Miller nessas suas primeiras corridas na classe P. Também impressiona como o Misha Goikhberg, que já tinha andado muito bem na PC, se adaptou rápido ao novo brinquedo e vem tendo ótimo desempenho.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames