IMSA: com quebra de recorde, pole é da Chip Ganassi Racing no VIR

I

Ford-66

RIO DE JANEIRO – O esporte favorito dos pilotos que disputaram hoje o treino de classificação para o Michelin GT Challenge, 10ª e antepenúltima etapa do IMSA Weather Tech SportsCar Championship foi quebrar recordes: nas duas categorias, os pilotos conseguiram melhorar os tempos do ano passado, registrando novas marcas a serem batidas no Virginia International Raceway.

E pela quinta vez no ano, a pole da classe GTLM ficou com a Chip Ganassi Racing, após uma troca frenética de posições no topo da folha de tempos. Joey Hand levou o carro #66 pela terceira vez à posição de honra do grid com o novo recorde do circuito de 5,261 km – 1’40″211, mais de um segundo e três décimos abaixo do tempo cravado por Jan Magnussen, que deu ao Corvette #3 o melhor tempo no ano passado. Oito dos nove inscritos, inclusive, quebraram o antigo recorde da pista.

Alexander Sims chegou a ter a pole nas mãos, mas acabou em 2º no grid, a 0″204 do Ford, com John Edwards a apenas vinte e seis milésimos do companheiro de BMW Team RLL. A Risi Competizione voltou bem e Giancarlo Fisichella ficou na quarta posição, seguido pelos dois Corvette C7-R. Os líderes do campeonato Antonio Garcia/Jan Magnussen ficaram com o 6º lugar.

Após a vitória em Lime Rock, os dois novos Porsche 911 RSR não foram competitivos mais uma vez. Dirk Werner chegou a sair da pista, rodando em seguida. O alemão acabou com o último tempo da classe, superado em seis décimos pelo outro carro do construtor de Weissach.

Na GTD, pela primeira vez em 2017 um piloto conquistou duas pole positions em sequência: após fazer o melhor tempo em Road America, o holandês Jeroen Mul estabeleceu o novo recorde da divisão para o VIR – 1’43″591, mais de um segundo e meio abaixo do melhor tempo alcançado por Madison Snow no último ano.

Mul lidera um grid que tem cinco carros diferentes nas cinco primeiras posições: Jesse Krohn ficou com a 2ª posição na BMW da Turner Motorsport, seguido pelo Audi guiado por Andrew Davis, a Mercedes-AMG com Jeroen Bleekemolen e o Lexus tripulado por Jack Hawksworth. Só aí veio um carro repetido – o segundo Lexus, que no treino de classificação foi conduzido por Sage Karam.

Líderes do campeonato e ainda sem nenhuma vitória em 2017, a dupla Christina Nielsen/Alessandro Balzan não foi além do 10º lugar entre 16 carros no VIR. Os pilotos da Scuderia Corsa ficaram a 1″182 da pole, virando meio segundo abaixo do Acura do brasileiro Oswaldo Negri, único representante do país nesta corrida.

A corrida do VIR, última exclusiva para os carros de Grã-Turismo, terá duração de 2h40min e começa às 13h30 locais – 14h30 de Brasília. O site da IMSA transmite ao vivo via live streaming. O Fox Sports 2 exibe a etapa em VT inédito na terça-feira, em horário a ser confirmado pela programação do canal.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames