MENU

10 de agosto de 2017 - 15:47Nascar

Sobe a placa: sai o SS, entra o Camaro

DG42RgGXcAAuIRy

RIO DE JANEIRO – Tem carro novo em folha para a temporada 2018 da Monster Energy Nascar Cup Series: a Chevrolet, dona de 30 títulos na divisão principal, mostrou hoje em Detroit, no estado de Michigan (EUA) o seu novo bólido para a categoria. É o Camaro ZL1, substituto do carro baseado no modelo SS, que estava nas pistas desde 2013 quando sucedeu o Impala e sairá da linha de produção da montadora no fim deste ano.

O lançamento oficial contou com a presença de um dos maiores campeões da história da Nascar, o heptacampeão Jimmie Johnson, que se juntou a Mark Reuss, vice-presidente executivo de desenvolvimento global de produtos, para a revelação da nova máquina no quartel-general da marca da gravatinha.

O modelo original de série tem configuração bastante semelhante a dos carros da Nascar, com motor de arquitetura V8 a 90º. A diferença é a seguinte: enquanto na Stock Car ronca uma unidade de aspiração normal com mais de 800 HP de potência, na versão de rua a potência é de 650 HP e também é adotado um sistema de sobrealimentação.

Na Monster Energy Nascar Cup Series, a Chevrolet é uma das marcas que mais está presente em número de carros. Só a Hendrick Motorsports, equipe de Jimmie Johnson, responde por quatro deles. A Richard Childress Racing tem três carros e a Chip Ganassi Racing, dois. Times de menor expressão como Germain Motorsports, Circle Sport, JTG Daugherty Racing e a Leavine Family Racing também usam os Chevy na divisão principal.

Para 2018, a família pode aumentar se a GMS Racing, de Maurice Gallagher, concretizar uma parceria técnica com a Hendrick e alinhar dois carros. Um seria para Spencer Gallagher, filho do dono, que hoje disputa a Xfinity Series sem muito brilho. O outro pode ficar com Kasey Kahne, que foi dispensado da Hendrick mas tem o saldo do contrato – assinado até 2018 – para ser cumprido.

18 comentários

  1. Luis Bezerra disse:

    A Ford podia reagir e por o Mustang.

  2. Leandro disse:

    Achava que seria o Malibu, por ser concorrente direto do Fusion e Camry. Mas o Camaro está lindo.

  3. Luciano disse:

    Pena que a FCA arregou e não quis lançar mão de um programa na Nascar. Tá faltando um Dodge no meio dessa confusão… A Honda também poderia ver se dava para colocar um engenho dela, pois o mercado norte-americano é deveras importante e estratégico para ela. E nem cogito nenhuma outra marca não americana na Nascar, pois fora a Honda e a Toyota, não sei se há outras com presença forte e com produtos que vendem muito na terra do Tio Sam ao nível da dupla nipônica…

    • fernando disse:

      Muito dificil a Honda e a Fiat/Chrysler embarcarem na Nascar, eles não teriam nenhum desenvolvimento técnologico pra fazer lá, seria apenas o Marketing o que não parece ser o proposito de ambas.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Fernando, num primeiro momento o presidente do grupo Fiat Chrysler Automobile, o sr. Sergio Marchionne, acenou com uma ‘possível’ volta da Dodge no ano passado. Mas diante do quadro atual, ele preferiu recuar.

      • Luis Bezerra disse:

        Mas que seria um tesão ter o Camaro, Mustang e Charger juntos.

  4. José Wesley disse:

    Os montadoras que participam da NASCAR desenvolvem apenas o motor e a carenagem que dá o aspecto visual do carro? Sendo o restante padronizado para todos os modelos. Ou constroem o carro inteiro?

  5. Vinicius disse:

    E tem gente que não liga para o visual… ficou muito melhor!! Agora Mattar, o que a Chevy vai usar na Xfinity?

  6. Robertom disse:

    Devido aos concorrentes Fusion e Camry eu esperava o Malibu ou Impala, ainda mais por que eles já utilizam o Camaro na X-Finity.
    Ficou ótimo o visual…

  7. João Ferreira disse:

    Rodrigo, na Xfinity continuará o Camaro ou terá outro baseado num modelo novo da Chevrolet?

  8. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    LINDÃO!!!!

  9. Marcos Ferreira disse:

    A Nascar precisa atrair o público mais jovem e acredito que o Camaro fará um papel melhor que o Impala ou outro carro, que são carros mais de “tiozão”.

  10. Claudio disse:

    A Nascar, principalmente na categoria principal, precisa encontrar uma forma de atrair mais equipes e tornar o pessoal do fundão mais competitivo, a última etapa em Glen só teve 37 carros, se seguir nesse ritmo e com mais patrocinadores pulando fora a cada ano, a tendência é cada vez ter menos carros

  11. Fábio Miranda disse:

    Boa tarde. Vou para Portugal no próximo mês, mas não gostaria de ficar sem assisitir a Nascar. Sabem me dizer se é transmitida para o território português e qual o canal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *