MENU

11 de outubro de 2017 - 15:54Supercars Series

Zebra nos 1000 km de Bathurst: vitória da Erebus, com Reynolds e Youlden

Supercars-EV11-17-24013

Kings of The Mountain: David Reynolds e Luke Youlden festejam no pódio a vitória dos 1000 km de Bathurst, em Mount Panorama

RIO DE JANEIRO - É muito comum a presença dos simpáticos cangurus, animais típicos da paisagem australiana, no circuito de Mount Panorama, local da clássica prova 1000 km de Bathurst, uma das mais tradicionais do Supercars Series. Mas no último domingo, os marsupiais deram vez à zebra – e que zebra!

Ninguém esperava que acontecesse, mas a Erebus Motorsport, escuderia chefiada por uma mulher – Betty Klimenko – faturou a corrida com David Reynolds e Luke Youlden dividindo um Holden Commodore ao longo das 161 voltas de uma prova caótica, principalmente pela ação da chuva. Em condições piores que muito circuito por aí (e sem #mimimi), os 26 carros e 52 pilotos inscritos deram um show pelo desafiador traçado com variações enormes de altura.

E não só isso: a prova do último domingo foi absolutamente cruel com dois pilotos. O então líder do campeonato e pole position Scott McLaughlin, correndo em dupla com o francês Alexandre Prémat num dos Ford da DJR Team Penske, liderou a prova nas primeiras 74 voltas e tudo parecia caminhar da melhor forma possível. Até que… bum! O motor do Falcon FG X explodiu e deixou a dupla na última colocação geral da corrida.

Jamie Whincup tinha totais condições de assim ultrapassar McLaughlin na liderança do campeonato e sua sorte não foi menos pior. Também uma falha mecânica tirou de esquadro o Holden da equipe Red Bull Racing Australia – forçando o abandono do multicampeão e de seu parceiro Paul Dumbrell após 124 voltas completadas.

As surpresas no resultado final não pararam por aí, pois o 2º lugar ficou com Scott Pye/Warren Luff, num dos Holden da equipe Walkinshaw. E o terceiro posto no pódio foi suficiente para Fabian Coulthard não só assumir a ponta da tabela – beneficiado pelo desastre de McLaughlin e de Whincup – como também do Pirtek Enduro Cup, em dupla com Tony D’Alberto.

Dale Wood/Chris Pither, formando a dupla no segundo bólido da Erebus, terminaram em quarto lugar, seguidos pelo atual campeão Shane Van Gisbergen, que corre em dupla com Matt Campbell. Michael Caruso/Dean Fiore conseguiram um bom 6º posto com o melhor Nissaan Altima na disputa.

Restam ainda três eventos para o término da temporada e um deles – a Gold Coast 600, em Surfers Paradise – encerra a Pirtek Enduro Cup. A prova, disputada num circuito que aproveita parte do antigo traçado onde correu a Fórmula Indy, será realizada em duas baterias com 300 km de percurso. No minitorneio paralelo de provas longas, Coulthard/D’Alberto lideram com 480 pontos, contra 444 dos vencedores em Sandown Park – Cameron Waters/Richie Stanaway – e 414 de Chaz Mostert/Steve Owen.

1 comentário

  1. wellington disse:

    Rodrigo,

    Que corrida… 7h15minutos de pura emoção… foi a melhor bathurst que eu vi…. valew demais os calos na bunda ficando na frente da TV para ver tudo!

    Agora se me permite algumas pequenas correções e comentários (se quiser pode editar meu comentário depois blz?)

    1 – O Scotty não liderou quase nada da prova,,, ele passou reto na última curva logo no inicio e ficou muito tempo para o Premat assumir a liderança e lá pela volta 46 o problema de motor surgiu… e deu uma agonia desgraçada ver o esforço dos caras para tentar mantê-lo funcionando… foi perdendo rendimento até que na 74 ele arriou… foi duro… agora você viu que ele no Sábado bateu o recorde da pista?! 2m03,835 se não me engano!?

    2 – Whincup ainda terminou a corrida… a RedBull o trouxe pro pit e o manteve lá até 2 voltas pro final e ai ele fez essas voltas e pelo regulamento ele ficou com a 20ª posição e passou o SM por 8 pontos pois fez 90, esse regulamente é engraçado… teve gente como o Percat que fez um corridão mas na última volta quebrou e não cruzou a linha (um pecado com o rapaz) e mesmo tendo completado 160 voltas ficou com um DNF e sem pontos e o Whincup com 124 pontuou… foi uma pena a DJR não ter feito o mesmo com Scotty…. A RedBull está dando um show de estratégia… desde Ipswich e principalmente em Sidney quando eles recuperaram muitos pontos por boas estratégias aliadas as péssimas da DJR, esse campeonato pode acabar definido pela inteligência e não pelo carro mais rápido…

    3 – Reinolds era sim candidato a vitória, ele ficou o fim de semana todo brigando com o SM pela pole, tanto que largou em 2°… o cara manja de bathurst… e mereceu a vitória…

    4 – Teve canguru sim… lá pra volta cento e alguma coisa apareceu um e teve até bandeira amarela!!!

    5 – Shane Van Gisberg e Matt Campbell foram os reis das rodadas e passando reto nas curvas. Alias todo mundo que era rotulado com bom de pista molhada acabou comendo grama ou terra…

    6 – Tim Slade foi heroico… o cara foi cozido e desidratado na marra! porque a refrigeração e o liquido que é dado ao piloto não estavam funcionando direito… o cara a duas voltas do fim cedeu o lugar pro co-driver e saiu carregado!!!! dava dó de ver ele correndo assim!

    7 – Richard Stanaway… o rei da chuva… o rapaz vem mostrando que ano que vem ele deve ser titular, na prova passada ele arrasou, mas nessa, na chuva ele andava em média 2.5 segundos mais rápido por volta que todo mundo! Se não parasse de chover ele teria ganho dando volta em todo mundo… tanto que PRA apostou nele e não no Waters (titular) para terminar a prova… foi uma pena também tanto pra ele quanto para o Chaz Mostert terem se envolvido em um acidente durante a relargada em uma barbeiragem do Tander.

    8 – Simona, Moffat, Percat, caramba… como vocês se acidentam justamente no fim da prova indo tão bem!?

    9 – Como um cara como o Couthard consegue liderar um campeonato como esse?! tirando as primeiras provas onde até venceu ele só tem se arrastado, nessa se não houve-se várias bandeiras amarelas do meio da prova em diante ele teria ficado do meio pro fim do pelotão… mas deu sorte que todo mundo na frente dele estava quebrando, rodando ou batendo. Mas não aposto minhas fichas nele.

    10 – Frosty… putz bater sozinho no fim depois de uma corrida tão apagada… não espanta o povo falando que está na hora da aposentadoria…

    Desculpe se pareço chato comentando isso… é que em 7h15m de corrida acontece muita coisa e as vezes confunde ou passa batido.

    abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>