Para quem não viu: WTCC, etapa de Losail

P

RIO DE JANEIRO – O World Touring Car Championship (WTCC) conheceu na sexta-feira passada seu novo campeão: o sueco Thed Björk, de 36 anos, levou o título da temporada 2017 ao terminar em quinto e quarto nas duas provas disputadas no circuito de Losail, no Catar, em corrida noturna.

O piloto da Volvo não precisou de muito esforço para manter – e até abrir – a vantagem para o húngaro Norbert Michelisz, da Honda. O magiar largou da 11ª posição nas duas corridas e não teve a menor condição de descontar pontos para o adversário. Acabou que o nórdico – vencedor de duas corridas em 20 disputadas – fechou o ano com 283,5 pontos contra 255 de Michelisz. Como efeito, a Volvo levou também a disputa com a Honda pelo campeonato de Construtores.

Tom Chilton levou o troféu dos independentes com o triunfo na primeira prova da rodada dupla e a 5ª colocação na segunda. O britânico da Sébastien Loeb Racing protagonizou uma disputa espetacular com o marroquino Mehdi Bennani, que duelava com ele pelo título paralelo ao Mundial de Pilotos do WTCC. O africano acabou em 3º lugar, atrás até do britânico Rob Huff.

Menção também ao argentino Estebán Guerrieri, que na minha modesta opinião foi o melhor piloto de todo o campeonato. Venceu três provas com dois carros diferentes e substituiu muito bem ao português Tiago Monteiro, novamente ausente de uma etapa do WTCC. Acabou o ano em 4º lugar, muito melhor que o compatriota Néstor Girolami, que podemos considerar a grande decepção de 2017. Por sinal, “Bebu” nem disputou a última rodada, sendo substituído pelo veteranaço Yvan Muller, que pontuou nas duas provas.

Abaixo, os vídeos da rodada dupla final do Mundial de Turismo, cujo formato deve mudar radicalmente para 2018.

https://www.youtube.com/watch?v=jzJasbHxW1M
https://www.youtube.com/watch?v=TTHBBp-lM_c

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames