12h de Bathurst: abertos os trabalhos em Mount Panorama

1
farfus1
Em sua estreia no circuito de Mount Panorama, Augusto Farfus já disse ao que veio e foi o mais rápido do segundo treino livre para as 12h de Bathurst

RIO DE JANEIRO (Dá-lhe Endurance!) – No outro lado do mundo, começou mais uma edição das 12 Horas de Bathurst, a já tradicional e não menos espetacular corrida de longa duração disputada no mítico circuito misto de Mount Panorama. O traçado de 23 curvas e mais de 6,2 km de extensão recebe neste fim de semana mais de 50 carros para a abertura de um calendário de quatro etapas que comporão o Intercontinental GT Challenge. As demais são as 24 Horas de Spa-Francorchamps, as 10 Horas de Suzuka e as 8 Horas de Laguna Seca.

Nesta sexta-feira (sim, já é sexta-feira por lá), a pista foi aberta para as sessões de treinos livres e o primeiro ensaio foi restrito aos pilotos de graduação prata e bronze, dos carros com tripulação Pro-Am ou totalmente amadora, com gentleman drivers. Por isso, dos 53 inscritos, foram quarenta e um bólidos para as primeiras voltas no circuito.

Stuart Leonard foi o piloto mais rápido a bordo do Audi R8 LMS da equipe WRT, que partilhará com Dries Vanthoor e Robin Frijns – 2’06″861. Sua marca foi um segundo e três décimos melhor que a do sueco Alexander West, inscrito no McLaren 650S GT3 da equipe YNA junto a Fraser Ross, Andrew Watson e ao velocíssimo Scott McLaughlin, atual vice-campeão do Supercars australiano.

Em grande parte do primeiro treino, que durou apenas meia hora, o Audi #3 da equipe Audi Sport Customer Racing, da classe A-Am, foi o mais rápido. Mas Ash Samadi, autor da melhor volta, não melhorou o tempo e foi superado por West e depois Leonard. David Calvert-Jones foi o quarto a bordo do Porsche #12 da Competition Motorsports e Morgan Haber impressionou num dos novos Marc II V8 com bolha de Mustang: fechou o top 5 da primeira sessão.

No segundo treino, todos os carros estavam aptos a marcar tempo, mas houve uma ausência notável: o Lamborghini Gallardo R-EX da equipe de Roger Lago, com problemas de vazamento de óleo, ficou o tempo inteiro nos boxes. Os mecânicos começaram a troca de motor para conseguir percorrer alguns quilômetros com o carro no quarto treino, que ainda será disputado nesta sexta-feira em Bathurst.

E logo em sua primeira participação no circuito de Mount Panorama, o brasileiro Augusto Farfus fez o melhor tempo da segunda prática. Num treino sem interrupções e com duração de 45 minutos, o piloto do #43 da BMW Team Schnitzer triturou a marca da primeira sessão e virou em 2’03″695. O piloto terá como parceiros o veloz australiano Chaz Mostert e o campeão do DTM Marco Wittmann.

“A pista ainda está muito verde, sem aderência”, avaliou Augusto após o treino. “É minha estreia aqui em Bathurst e fiquei muito impressionado”, confessa. “A localização da pista é muito legal, eu gostei. E o carro andou muito bem. Ficamos na P1, é uma boa forma de iniciar o fim de semana”, anima-se Farfus.

Garth Tander, que conhece bem o traçado das provas do Supercars, pôs o Audi #22 da equipe Jamec-Pem com a segunda colocação, a 0″141 de Farfus. Timo Glock, em sua segunda participação no circuito de Mount Panorama, mostra que vai pegando aos poucos a mão da pista: o alemão, que andou na Fórmula 1, foi o terceiro apenas seis milésimos à frente de outro Audi de uma equipe local, mas com dois neozelandeses – Matt Halliday e Jonny Reid, junto a Andrew Bagnall.

McLaughlin foi o 5º em sua primeira sessão com o carro #47 da YNA McLaren Autosport, enquanto Robin Frijns ficou logo após, em sexto.

A equipe Bentley M-Sport, que já estava no circuito, foi a que mais teve trabalho hoje: seus carros não chegaram a tempo, vindos de navio, para a foto oficial e para a montagem da estrutura. Os equipamentos desembarcaram em Bathurst às 3h30 da manhã (hora local) e foi um milagre que tenham ficado prontos para anda. O carro #17 de Steven Kane/Guy Smith/Jules Gounon conseguiu o 11º lugar no treino #2 e a trinca Andy Soucek/Maxime Soulet/Vincent Abril figurou apenas em vigésimo-sétimo.

Nas demais classes, o Porsche #23 do Team Carrera Cup Asia foi o mais rápido do grupo B, enquanto a BP Ultimate bateu a concorrência na divisão C e o Marc II V8 do trio Keith Kassulke/Rod Salmon/Will Brown destronou os demais competidores da classe Invitational.

Mais tarde, o blog traz o relato do terceiro e quarto treino livres. Amanhã, teremos vídeos ao vivo direto de Mount Panorama com o treino de classificação e demais eventos suporte das 12h de Bathurst, além do top 10 Shootout, que definirá o detentor do Allan Simonsen Pole Trophy para a corrida de domingo.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames