A numerologia das 24h de Le Mans

A
ah-le-mans-2018-pq-23
Jan Lammers – o holandês de 62 anos está na numerologia de Le Mans como um dos 10 vencedores em atividade e por ter participado da última vitória da Jaguar na corrida… há três décadas!

0 – Em 86 anos na história das 24h de Le Mans, NENHUM piloto até hoje fez o chamado hat-trick (pole, melhor volta e vitória).

1 – Mulher no grid em 2018: a dinamarquesa Christina Nielsen, que disputará a corrida pela terceira vez.

3’14″791 – Tempo da pole position de Kamui Kobayashi, novo recorde na atual configuração do circuito, alcançado no ano passado.

3’24″842 – Novo recorde da classe LMP2, alcançado por Paul-Loup Chatin no qualifying deste ano.

4 – Países da América do Sul com pilotos na prova de 2018: Brasil, Argentina, Venezuela e Colômbia.

5 – Vice-campeonatos da Toyota nas 24h de Le Mans, o último deles em 2016. A marca espera quebrar o tabu.

7 – Total de pilotos brasileiros na edição de 2018 das 24h de Le Mans, incluindo Felipe Nasr como o único novato.

9 – Vitórias do dinamarquês Tom Kristensen, o maior vencedor individual de todos os tempos.

10 – Vencedores na geral em La Sarthe neste ano, entre eles Jan Lammers, ganhador da prova em… 1988.

13 – Número de participações do brasileiro Thomas Erdos, recordista do país em Le Mans.

18 – Idade de Julien Andlauer, o mais jovem estreante da prova neste ano.

19 – Total de vitórias da Porsche, recorde histórico.

23 – Número de pilotos atualmente ou com passagem pela Fórmula 1.

24 – Participações para Jan Lammers, o mais longevo participante entre os 180 pilotos.

30 – Anos da vitória da Jaguar em 1988 com o lendário protótipo XJR-9. Um dos tripulantes era Jan Lammers, que está no grid três décadas depois.

32 – Nações com pelo menos um representante em La Sarthe (há quem diga que são 35). A França soma 33 pilotos, seguida pela Grã-Bretanha com 29, EUA com 17, Itália com 13 e Alemanha com 10. O Brasil é o sexto na listagem.

34 – Total de outros pilotos presentes em 2018 que venceram as 24h de Le Mans em subcategorias.

38 – Anos desde a última vitória de um construtor independente em La Sarthe – Jean Rondeau, em 1980.

39 – Estreantes na prova de 2018, incluindo o bicampeão mundial de Fórmula 1 Fernando Alonso, o campeão de 2009 Jenson Button e o bicampeão de Indianápolis Juan Pablo Montoya. O total é menor que o do ano passado.

40 – Marinho Amaral, Alfredo Guaraná Menezes e Paulo Gomes chegaram em 7º lugar na geral e 2º no Grupo 5 na edição de 1978 das 24h de Le Mans, há quarenta anos.

66 – Idade de Mark Patterson, o mais velho de todos os 180 participantes.

68 – Idade de Jack Gerber, o competidor mais velho da história das 24h de Le Mans.

70 – Anos completados pela Porsche, fabricante com o maior número de vitórias e pole position neste ano nas duas classes de Grã-Turismo.

180 – Total de pilotos nas 24h de Le Mans em 2018.

190 – Países com transmissão da corrida, incluindo o Brasil – Fox Sports exibe a disputa pela quinta vez em seis anos.

225,228 – Média recorde em km/h da prova, alcançada em 2010 por Timo Bernhard, Romain Dumas e Mike Rockenfeller.

251,882 – Nova média recorde em km/h de qualificação, obtida por Kamui Kobayashi, superando o recorde do alemão Hans-Joachim Stuck, que durou por 32 anos.

342,3 – Maior velocidade em km/h na Speed Trap do circuito em 2018, por Sébastien Buemi e seu Toyota.

397 – Voltas percorridas pelos vencedores em 2010, o maior total da história.

405 – Recorde de velocidade máxima em km/h, batido por Roger Dorchy nas 24h de Le Mans em 1988.

1923 – Ano da primeira edição das 24h de Le Mans, vencida pelo Chenard & Walcker de André Lagache e René Leonard.

1935 – Ano da primeira participação brasileira em La Sarthe, com Bernardo Souza Dantas competindo com Roger Teillac num Bugatti. Abandonou por quebra de câmbio.

1972 – Ano da consagração de Graham Hill como o único tríplice coroado do automobilismo: o inglês venceu o GP de Mônaco de Fórmula 1 cinco vezes, as 500 Milhas de Indianápolis em 1966 e as 24h de Le Mans com um Matra-Simca. As ameaças no futuro atendem pelos nomes de Fernando Alonso e Juan Pablo Montoya.

5.410,713 – Distância recorde percorrida em quilômetros pelos vencedores da prova em 2010.

8.500 – Pneus levados pelo fabricante Michelin para as 24h de Le Mans, atendendo 46 do total de 60 carros inscritos.

13.626 – Extensão atual em metros do circuito de Sarthe.

263.800 – Pùblico da prova em 2016, recorde histórico.

850.000.000 – Audiência estimada no mundo inteiro para a prova deste ano.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

10 Comentários

  • Rodrigo, considero os vencedores entre 1994 e 1996, também vitórias de construtores privados, não? Embora motorizados com motor Porsche, exceção em 1995, os carros eram construídos por fabricantes independentes, tanto o Porsche dauer de 1994 quanto o chassis twr de 1996 e 1997, além do McLaren de 1995

    • Edmilson, seu raciocínio é válido. Mas para os compêndios, o 962C da Dauer tinha apoio da Porsche e os TWR-Porsche WSC que ganhariam a corrida por dois anos seguintes, também. Logo, a Porsche adiciona esses triunfos ao seu rol, porque importa a questão mecânica e de chassi.

      O último independente a ganhar foi o Jean Rondeau em 1980, mesmo.

  • Boa tarde sou fã do seu trabalho e do Edgar mello filho , pergunta se a Fox vai passar a 24 hs Lemans ao vivo ou vt ,obrigado

  • Isso foi ate o ano passado, este ano nao fui com uma equipe, muito ocupado com o GT-3 no Blancpain, F4 chines, Asian LeMans series e no Endurance Masters com um HPD-ARX Honda, um Toyota GT1, dois Peugeots 908-FAP e um Panoz GT1, sem falar no projeto FVe Brasil.

    Para Le Mans ja trabalhando com um prototipo hidrogenio, mas como e soh para 2024 acho que na hora so como espectador….nao sei se tenho corda ate la. rsrs

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames