IMSA: 37 carros na final em Road Atlanta; sete brasileiros na pista com duas estreias

I
a©MarshallPruett_IMSA_PLMSAT10717_-051
Largada da última edição da Petit Le Mans, corrida vencida pela Tequila Patrón ESM e que marcou o regresso da Penske às provas de Endurance (Foto: Marshall Pruett/Racer Magazine)

RIO DE JANEIRO – Saiu nesta quarta-feira a lista de entradas para a 21ª edição da Petit Le Mans, última etapa do IMSA Weather Tech SportsCar Championship, marcada para o próximo dia 13 no circuito de Road Atlanta. A decisão do campeonato norte-americano de Endurance terá um total de 37 carros divididos em três categorias.

Lista de inscritos para a Petit Le Mans

Serão 14 carros na Prototype, nove na GTLM e mais catorze na GTD, disputando a prova que terá duração de 10 horas. E por conta da quarta etapa do FIA WEC marcada para o mesmo fim de semana, vários pilotos não puderam participar da Petit Le Mans, dando oportunidade a muitas estreias.

A Tequila Patrón ESM, por exemplo, chamou (com estardalhaço, inclusive) Antonio Giovinazzi e Timo Bernhard para dividir os Nissan Onroak DPi com os titulares. Mas Giovinazzi foi requisitado para compromissos com a Sauber, sua nova equipe na Fórmula 1. Como efeito, Norman Nato, que disputa o ELMS pela Racing Engineering, estará em seu lugar dividindo o #2 com Scott Sharp e Ryan Dalziel.

No #22, Bernhard é reforço no carro que terá duas despedidas: Pipo Derani vai para a AX Racing e Johannes Van Overbeek encerra a carreira após a corrida final do campeonato. Quem também dá adeus à competição é a Tequila Patrón, que foi vendida para o grupo Bacardi – a companhia não investirá em automobilismo na próxima temporada.

Por falar na AX Racing, Felipe Nasr e Eric Curran, líderes do campeonato, ganham a companhia de Gabby Chaves, já que Mike Conway está a serviço da Toyota no Mundial de Endurance. Em contrapartida, Romain Dumas vem para ser uma espécie de “arma secreta” para a CORE Autosport na batalha pelo título, já que Colin Braun e Jonathan Bennett vão para a decisão com quatro pontos de desvantagem para Nasr e Curran – outro que também faz sua despedida como piloto regular na IMSA.

A coincidência de datas entre IMSA e WEC provoca também a estreia de Lucas Di Grassi na série estadunidense. O piloto estará no carro #77 substituindo Harry Tincknell, que tem um contrato a cumprir com a Ford Chip Ganassi Racing. Sendo assim, serão cinco os brasileiros na pista pela classe Prototype: Nasr, Derani, Hélio Castroneves, Christian Fittipaldi e Di Grassi, claro.

Na GTLM, o plantel é de nove inscritos com o saudado retorno da Risi Competizione e sua Ferrari 488 GTE às pistas. O carro #62 será partilhado pelos campeões em título do Pirelli World Challenge da série SprintX – o espanhol Miguel Molina e o finlandês Toni Vilander, mais o italiano Andrea Bertolini.

A Corvette não poderá contar com Mike Rockenfeller, ocupado no mesmo fim de semana com a última etapa do DTM em Höckenheim, o que faz uma situação inusitada: Marcel Fässler está inscrito nos dois carros do time, que deve se despedir do modelo C7-R em Road Atlanta. Antonio Garcia e Jan Magnussen largarão líderes e esperam conquistar o título, na briga contra Ryan Briscoe e Richard Westbrook.

Outras novidades em relação às demais provas de Endurance da IMSA neste ano são a estreia do australiano Chaz Mostert, craque da Supercars Series, no carro #24 da BMW Team RLL junto a John Edwards e Jesse Krohn, além da participação de Mathieu Jaminet e Fred Makowiecki na equipe oficial de fábrica da Porsche, já que Gianmaria Bruni não poderá disputar a prova de Road Atlanta por motivos de WEC.

A GTD parte para a última etapa com algumas novidades entre os inscritos, também. O líder da Stock Car brasileira Daniel Serra foi confirmado no carro #63 da Scuderia Corsa junto a Cooper MacNeil e Gunnar Jeannette. E Felipe Fraga, que fez quatro corridas longas no exterior, vai para o quinto desafio: o piloto do Tocantins foi confirmado pela equipe P1 Motorsports com um Mercedes-AMG GT3 que será dividido junto ao alemão Maxi Bühk e a JC Perez.

Nas demais equipes, a 3GT Racing chamou Phillip Frommenwiler e Sean Rayhall para a última etapa, enquanto a Montaplast by Land Motorsport retorna para tentar vencer a Petit Le Mans em sua categoria, tendo Daniel Morad a dividir o #29 com os irmãos Sheldon e Kelvin Van der Linde.

Luca Stolz vai no Mercedes-AMG #33 da Riley Technologies, com Andrew Davis inscrito no Audi da Magnus e Corey Lewis no Lamborghini dos líderes do campeonato, Madison Snow e Bryan Sellers.

Robert Renauer foi confirmado na Wright Motorsports, enquanto a segunda Ferrari GT3 da Scuderia Corsa vai de Townsend Bell/Bill Sweedler/Frankie Montecalvo. Na Park Place, trio novo para a última etapa, formado por Spencer Pumpelly, o veterano Wolf Henzler e Tim Pappas.

Por fim, Trent Hindman juntar-se-á (gostaram?) a Álvaro Parente e Katherine Legge, para que a Dama de Ferro seja ajudada na tentativa de conquistar o título, já que a britânica chega à esta prova com apenas seis pontos de desvantagem para Sellers e Snow. No #93 estará Mario Farnbacher como terceiro piloto e no #96 da Turner, Dillon Machavern e Don Yount estarão junto a Markus Palttala no evento final do campeonato.

A corrida também vale como evento final da Tequila Patrón North American Endurance Cup, onde Curran e Nasr podem ganhar também a série paralela de provas longas. Os dois somam 31 pontos contra 25 de Fittipaldi e Albuquerque. Na GTLM, os líderes são Joey Hand e Dirk Müller com 33 pontos, quatro à frente de Nick Tandy e Patrick Pilet. Ben Keating/Jeroen Bleekemolen/Luca Stolz lideram na GTD com dois pontos de avanço (31 a 29) sobre Álvaro Parente e Katherine Legge.

O Fox Sports 2 deve transmitir grande parte da Petit Le Mans, por se tratar de data FIFA e não haver competições europeias de futebol. Ao longo da próxima semana, confirmo os horários.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

6 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames