MENU

16 de outubro de 2018 - 13:44IMSA

Nova equipe na IMSA

2018_I500_Sullivan1_1600x800

Aqui ao lado de Dale Coyne e Sébastien Bourdais, os já parceiros na Indy Jimmy Vasser e James Sullivan se associam à AIM Autosport para assumir os modelos Lexus na IMSA em 2019

RIO DE JANEIRO – Tem equipe nova confirmada para a temporada 2019 da IMSA. Menos de 48h após o anúncio do fim da parceria entre a Lexus e a 3GT Racing, a marca vinculada à Toyota firma uma parceria para manter o modelo RC-F GT3 nas pistas ano que vem.

A AIM Vasser Sullivan Racing assume o running e a responsabilidade de manter os Lexus em atividade a partir da pré-temporada, culminando com a abertura do campeonato em Daytona. A equipe tem gente experiente e a própria AIM já esteve na IMSA lá por 2014, alinhando uma Ferrari 458 na classe GTD.

Agora, Andrew Bordin e os irmãos canadenses Ian e Keith Willis unem-se à Jimmy Vasser e James Sullivan, que operam um carro de Fórmula Indy em parceria com a Dale Coyne, para Sébastien Bourdais.

“O relacionamento passado de Jimmy com o programa de corridas da Toyota nos dias da Indycar definitivamente ajudou”, afirmou o gerente de operações da Lexus, Mark Egger. “Jimmy é dono de uma concessionária da Toyota, que também ajuda nesse lado. Nós sabemos como são suas operações de negócios”, completa.

“Conhecemos seu ofício comprovado em corridas, e até mesmo o aprofundamos em seus esforços atuais, mostrando seu profissionalismo e o modo como ele vai ao mercado. Estamos todos ansiosos pela chegada da nova equipe”, disse o dirigente.

Por enquanto, não há indícios de que a Lexus ampliará suas operações automobilísticas nos EUA, fornecendo carros a outra equipe cliente. O acordo entre a marca e a AIM Vasser Sullivan Racing tem duração de dois anos e pode ser renovado após o fim do vínculo, ao término do campeonato de 2020.

Sobre possíveis pilotos, Vasser fala em “abordagem metódica” para a escolha dos nomes. Em 2018, os dois Lexus da 3GT Racing foram guiados por Kyle Marcelli, Dominik Baumann, David Heinemeier-Hänsson e Jack Hawksworth. A dupla formada por Baumann e Marcelli terminou o campeonato com 268 pontos, uma vitória e o 5º lugar na classificação final de pilotos da GTD. A Lexus ficou em quinto entre os construtores, atrás de Lamborghini, Acura, Ferrari e Mercedes-AMG.

1 comentário

  1. Pedro Ribeiro disse:

    Boto fé no Lexus desde que venceram as 6h de Paul Ricard no Blancpain esse ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *