Spirit Of Race vence abertura do AsLMS

S
pm_aslms_Shanghai_pq_gallery-44-730x487
Recuperação da última posição até o topo do pódio: Pipo Derani, Côme Ledogar e Alexander West não podiam querer nada melhor na abertura do Asian Le Mans Series em Xangai

RIO DE JANEIRO – O ditado “os últimos serão os primeiros” às vezes tem valor no automobilismo. A Spirit Of Race mostrou isso ontem na pista de Xangai, durante a prova de abertura do Asian Le Mans Series, disputada em 4h de duração. A trinca Alexander West/Côme Ledogar/Pipo Derani se recuperou de um incidente logo na primeira curva que jogou o carro #8 para último, até o triunfo na corrida inaugural da temporada 2018/19, após 115 voltas percorridas.

Pole position, o Ligier JS P2 Nissan do time suíço, com West a bordo, colidiu com o #22 da United Autosports guiado por Phil Hanson, após perder a liderança da prova para o #24 da Algarve Pro Racing conduzido pelo francês Andrea Pizzitola. Como efeito imediato, o carro caiu para a 27ª posição após o contato seguido de uma rodada, e iniciou aí uma bela prova de recuperação – muito embora a pista estivesse bem traiçoeira no início por conta de uma densa névoa sobre a pista e pela baixa temperatura ambiente (16º C), que prejudicava a aderência dos pneus Michelin.

E essa recuperação foi beneficiada pelos azares alheios. Logo na abertura da décima volta, o carro de Pizzitola teve uma falha mecânica e teve que abandonar, provocando a entrada do Safety Car. Com as paradas de praxe, a United Autosports despontou como o time a ser superado na China, seguido pela surpreendente performance do LMP3 da Viper Niza Racing, que após o fim da primeira hora de disputa vinha em 2º lugar na geral.

Mas a Jackie Chan DC Racing X Jota, atual campeã da série, também deu sua parcela de contribuição para apimentar a disputa. O carro #1 do trio Weiron Tan/Nabil Jeffri/Jazeman Jaafar perdeu a roda traseira esquerda na última curva da pista. Como efeito, o protótipo saiu da pista e os pilotos, da disputa. Esse Safety Car ajudou ainda mais a Spirit Of Race do que o primeiro.

Além de West ter ganho posições, Côme Ledogar fez um bom turno e Pipo Derani, com o carro em ordem, fez sua parte. Acelerou forte e venceu a prova com 1’47″019 segundos de vantagem para Phil Hanson e o escocês Paul Di Resta, que ainda precisaram de um pit stop extra para conquistar a segunda posição – o combustível não era suficiente para percorrer as últimas voltas.

O time de Zak Brown e Richard Dean ainda fez o último lugar do pódio geral da LMP2 e a vitória na divisão Am, com o carro guiado por Guy Cosmo/Patrick Byrne/Salih Yoluç, que fechou a disputa quase nove segundos à frente do carro #4 da ARC Bratislava do trio Miro Konôpka/Kang Ling/Darren Burke. Mark Patterson/Chris McMurry/Anders Fjørdbach fecharam o pódio da subclasse e salvaram o dia da Algarve Pro Racing, com o top 5 geral.

pm_aslms_Shanghai_pq_gallery-40
Estreia com vitória na LMP3 para a Inter Europol Competition e a dupla Martin Hippe/Kuba Smiechowski

Na LMP3, o domínio inicial da Viper Niza Racing mudou de mãos ao longo da disputa. A liderança da classe ficou depois com a United Autosports graças ao #2 de Garrett Grist/Wayne Boyd/Chris Buncombe e ao fim da terceira hora, quem liderava era a Ecurie Ecosse/Nielsen, com Tony Wells/Colin Noble.

Mas ao final da prova, quem riu por último foi a Inter Europol Competition, que com uma estratégia melhor de paradas de box, acabou triunfando na classe com o 7º lugar geral, fechando a disputa com 112 voltas e 47″270 de vantagem para o 2º colocado, que foi mesmo o trio do #2 da United Autosports.

Aidan Read/Nobuya Yamanaka fecharam o pódio numa boa prova para a dupla da Eurasia Motorsport, superando os dois bólidos da Ecurie Ecosse/Nielsen. A liderança inicial da Viper Niza Racing não rendeu dividendos à dupla Nigel Moore/Douglas Khoo, que terminaram em oitavo na categoria, atrás até do carro da R24 – guiado por Stephane Kox/Marie Iwaoka/Sarah Bovy.

pm_aslms_Shanghai_pq_gallery-31
A CarGuy derrotou a concorrência para conquistar a primeira vitória do ano na GT

A vitória entre os Grã-Turismo ficou com a CarGuy Racing, que graças ao bom ritmo de prova do patrão Takeshi Kimura no início, se manteve à frente da concorrência. Kei Cozzolino e James Calado completaram o trabalho e o carro #11 fechou a prova na 13ª posição geral – uma volta à frente da Spirit Of Race, que perdeu muito tempo no início graças a Francesco Piovanetti, que andou em último ou entre os últimos, atrás até dos Porsche Cup.

Oswaldo Negri e o italiano Ale Pier Guidi, campeão mundial da LMGTE-PRO no FIA WEC, tiveram que trabalhar dobrado ao longo da disputa e tanto o brasileiro quanto seu colega de equipe conseguiram com muito mérito levar o carro #51 ao primeiro pódio do ano, seguidos por Bonamy Grimes/Johnny Mowlem, no Aston Martin Vantage V12 da Red River Sport by TF Sport.

A TianShi teve um fim de semana pra esquecer. Não obstante o incêndio do carro titular, substituído por uma Mercedes-AMG GT3 emprestada, o carro #88 que partiu da pole teve problemas após uma parada de box e depois acabou por desistir da disputa pouco após o fim da 3ª hora. Pelo menos Xu Wei e Massimiliano Wiser salvaram pontos importantes.

E entre os Porsche Cup, vitória tranquila da dupla Benny Simonsen/Philippe Descombes, da Modena Motorsports. A dupla completou a corrida com uma volta inteira sobre o carro da EKS conduzido por Lu Wen Long e Bao Jin Long. Além deles, a One Road foi a outra única equipe a ver a quadriculada, já que o carro da Earl Bamber Motorsport teve que deixar a disputa após rodar num trecho da pista e ficar preso no acostamento.

A próxima prova do Asian Le Mans Series será as 4h de Fuji, em 9 de dezembro.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames