MENU

29 de janeiro de 2019 - 07:29Mundial de Endurance

1000 Milhas de Sebring: nova atualização traz Corvette na LMGTE-PRO

5c068c0398907

RIO DE JANEIRO – O Automobile Club de l’Ouest (ACO) e parceiros do Mundial de Endurance (FIA WEC) divulgaram há pouco nesta terça-feira um update da lista de inscritos das 1000 Milhas de Sebring, próxima prova da Super Season 2018/19 que acontece em março.

E há várias novidades. A começar pela adição de mais um carro.

Presente também em Xangai, a Corvette Racing aceita o desafio e se junta aos times oficiais já inscritos para a prova na classe LMGTE-PRO, aumentando o total de carros desta divisão para onze e do plantel para 35 bólidos. O carro #64 será guiado por Jan Magnussen/Antonio Garcia/Mike Rockenfeller.

Na elaboração desta lista, que ainda não é a definitiva, algumas equipes promoveram mudanças – em parte radicais e outras, não.

Entre os times de LMP1, a SMP Racing é que traz mais outro piloto vindo da Fórmula 1. Sergey Sirotkin está escalado para o carro #17, ao invés do jovem compatriota russo Matevos Isaakyan. A escuderia tampouco definiu ainda quem será o substituto de Jenson Button, impedido de participar do evento estadunidense por coincidência de datas com os testes coletivos do Super GT – onde foi o campeão do ano passado.

A Rebellion Racing também nos apresenta novidades, com Nathanaël Berthon assumindo em definitivo a vaga do suíço Mathias Beche, com um contrato assinado não só para as três últimas provas desta temporada em andamento, como também para o campeonato de 2019/20. Na ByKolles, os nomes da tripulação seguem indefinidos.

Radical mesmo foi a Jackie Chan DC Racing: o time sino-britânico mudou completamente o lineup do carro #37. Saem todos os malaios – Jazeman Jaafar, Nabil Jeffri e Weiron Tan, que inclusive vinham em 3º lugar com 98 pontos, quatro pódios e uma vitória em Fuji, na quarta etapa – para entrar o dinamarquês David Heinemeier-Hänsson e os britânicos Jordan King e Will Stevens, que teria assinado apenas para Sebring e Spa-Francorchamps, já que tem compromisso com a Panis-Barthez Competition nas 24h de Le Mans.

A BMW Team MTEK definiu que o canadense Bruno Spengler e o britânico Alexander Sims reforçam as duplas titulares já compostas e previamente conhecidas. Augusto Farfus e o português Antônio Félix da Costa vão dividir o #81 com Sims e Spengler estará no #82 junto a Martin Tomczyk e Nicky Catsburg.

A Ford Chip Ganassi segue com a intenção de ter terceiros pilotos – ainda não conhecidos até o momento. E a Aston Martin Racing definiu que irá com três pilotos num carro e dois noutro, na LMGTE-PRO. O que significa que Jonathan Adam ficou mesmo com a TF Sport, para compor trinca com Charlie Eastwood e o turco Salih Yoluç na LMGTE-AM.

Nesta categoria, dos nove inscritos só a Dempsey Racing-Proton ainda não tem seu lineup definido, o que já perdura desde a divulgação da primeira lista em dezembro. Segue uma vaga em aberto para o carro #77 e duas para o #88.

Só lembrando que os líderes do FIA WEC nas respectivas categorias são: Sébastien Buemi/Kazuki Nakajima/Fernando Alonso (Toyota), com 102 pontos; Ho-Pin Tung/Stéphane Richelmi/Gabriel Aubry (Jackie Chan DC Racing), somando 112 na LMP2; Michael Christensen/Kévin Estré (Porsche) comandam com 111 pontos a classificação de Grã-Turismo e Jörg Bergmeister/Egidio Perfetti/Patrick Lindsey (Project 1 Racing) têm 84 pontos na LMGTE-AM.

Compartilhar

1 comentário

  1. Fernando Silva disse:

    Muito boa notícia a participação da Corvette Racing nas 1000 milhas de Sebring. Particularmente, sou a favor da equipe manter ao menos um carro extra no WEC ou ainda atuar como suporte, a um time cliente (ex: Larbre Competition). Sobre as vagas para os terceiros pilotos nos carros da Chip Ganassi…alguma possibilidade para o TK? Pois acho que o endurance é o caminho, principalmente pelo fato do mundo dos monopostos vai fechando as portas para os quarentões como ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *