Charly Lamm (1956-2019)

C

Charly-Lamm-BMW-1

RIO DE JANEIRO – Às vésperas das 24h de Daytona, uma notícia repentina entristece a casa BMW: morreu nesta quinta-feira o alemão Karl “Charly” Lamm, aos 63 anos de idade – após uma curta e definitiva enfermidade.

Lendário chefe da não menos lendária equipe BMW Schnitzer, ele serviu à marca no esporte a motor por 40 anos e se aposentou ao fim de 2018. Ele era o comandante da estrutura que deu a Augusto Farfus o título do FIA GT World Cup em Macau e após a corrida, recebeu dezenas de homenagens.

Meio-irmão dos fundadores Herbert e Josef Schnitzer, Charly Lamm foi uma das maiores figuras da BMW Motorsport junto ao também falecido engenheiro Paul Rosche. Sob sua batuta, a marca da Baviera conquistou uma vitória nas 24h de Le Mans com seu protótipo LMP, além de inúmeros triunfos noutras provas clássicas de 24 Horas, como as de Nürburgring e Spa-Francorchamps.

Sem contar os títulos em diferentes categorias de Turismo em diversos continentes, principalmente Europa e até mesmo nos EUA, onde na parceria com a equipe de Bobby Rahal a BMW levantou troféus de campeã no extinto American Le Mans Series. Charly foi um vencedor.

“Inesperadamente recebemos as notícias da família Lamm que Charly Lamm morreu na quinta-feira. Nossas sinceras condolências vão para a família Lamm e a família Schnitzer”, comentou o diretor da BMW Motorsport Jens Marquardt. “É difícil aceitar que Charly não esteja mais conosco. Ele teve um impacto significativo nas corridas da BMW por décadas, celebrou grandes sucessos com sua equipe e impressionou os fãs ao redor do mundo com sua paixão única pelas corridas”, frisa o dirigente.

“Perder ele de repente é um choque e uma tragédia – particularmente porque Charly estava prestes a começar um novo capítulo de sua vida. Lamentamos a perda de um personagem valorizado e amado internacionalmente, que sempre estará intimamente ligado à BMW Motorsport. Obrigado por tudo, Charly. Sentiremos sua falta para sempre”, encerrou Jens em nota à imprensa.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames