MENU

22 de fevereiro de 2019 - 13:55European Le Mans Series

Mais mulheres ao volante

KesselAllFemale

RIO DE JANEIRO – Sexta-feira especialíssima para as mulheres no automobilismo. Além do anúncio de Tatiana Calderón como piloto titular na Fórmula 2 pela BWT Arden, hoje a Kessel Racing confirmou o que já se especulava: a formação de uma trinca feminina para a disputa da temporada integral do European Le Mans Series.

O time suíço terá duas Ferrari 488 GT3 (inclusive, com vaga confirmada nas 24h de Le Mans) e uma delas será das moças da foto acima. Da esquerda para a direita, são elas a italiana Manuela Göstner (34 anos), a suíça Rahel Frey (32) e a dinamarquesa Michelle Gatting (25) – que incluisve está em Sepang para a disputa da etapa final do Asian Le Mans Series.

Não satisfeita com a vaga direta – Claudio Schiavoni é o piloto indicado – Ronnie Kessel confirma que fez um dossiê de inscrição para suas três pílotos, na classe LMGTE-AM. Mas é pouco provável que o comitê de seleção do ACO aceite essa inscrição.

Quanto à carreira no esporte, Göstner e Rahel Frey têm muito mais experiência que Michelle Gatting, que começou no automobilismo local, com participações esporádicas em provas de Porsche Cup e também no GT Open.

A participação do trio recebe o apoio maciço da própria FIA, através da Comissão Women in Motorsport, que é presidida pela lenda francesa Michele Mouton.

“Após uma primeira e ótima experiência nas 12h do Golfo em Abu Dhabi, ano passado, as três têm a merecida oportunidade de competir na temporada completa do ELMS”, avalia Michele. “Essa iniciativa da Kessel Racing é para mostrar que pilotos do sexo feminino são mais do que capazes de lutar na frente quando recebem as oportunidades certas”.

Elas vão conduzir o carro com o dorsal #83 e duelar contra os adversários das equipes Luzich Racing Partners, Spirit of Race, Team Project 1, JMW Motorsport, Dempsey Racing-Proton, Ebimotors e Proton Competition.

Compartilhar

2 comentários

  1. Cristiano disse:

    Boa tarde Mattar, primeiramente o uniforme da trinca com cores rosa e azul podem causar um aneurisma em certa ministra, mas deixa pra lá. Não entendi a questão de Le Mans, a equipe tem 2 carros, e só um com vaga na corrida com outro piloto, e a equipe está tentando a inclusão da trinca feminina?

    • Rodrigo Mattar disse:

      Está. A Kessel mandou mais uma reserva de inscrição além da automática. O que a equipe pode fazer depois é tirar o Schiavoni e colocar as garotas no lugar. Não é impossível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *