MENU

29 de abril de 2019 - 16:54WTCR

“Bebu” Girolami é o novo líder do WTCR

Race-2-800x534

Com disputas sensacionais, a rodada tripla do WTCR no Hungaroring consagrou o argentino Néstor “Bebu” Girolami vencedor de duas etapas: com os bons desempenhos, o piloto da equipe de René Münnich é o novo líder do campeonato

RIO DE JANEIRO - Festa argentina em mais uma rodada do WTCR, a Copa do Mundo de Carros de Turismo. No tradicional circuito do Hungaroring, em fim de semana de tempo esquisito, Néstor “Bebu” Girolami foi a estrela da companhia. O piloto da equipe de René Münnich venceu duas das três etapas disputadas neste fim de semana, saindo do país da antiga Cortina de Ferro com a liderança do campeonato no bolso do macacão.

O piloto nascido em Córdoba dominou inteiramente a prova #1 no sábado. Pole position, liderou as 12 voltas, apesar da pressão do veterano Yvan Muller com seu Lynk & Co, ganhando pela primeira vez na competição. Para completar o dia feliz dos “hermanos”, Estebán Guerrieri fechou o pódio com o terceiro lugar, enquanto o brasileiro Augusto Farfus foi 9º colocado com seu Hyundai, repetindo o resultado alcançado no Marrocos numa das etapas daquela rodada tripla.

Para a corrida #2, os pilotos tinham pela frente uma pista úmida e escorregadia. Choveu minutos antes da disputa e ninguém arriscou montar pneus de pista molhada, o que foi uma decisão até sábia. O caos reinou nas duas primeiras voltas, talvez as mais alucinantes já disputadas na história da competição. Um bate-bate épico, linhas de quatro, pilotos se tocando e rodando.

Girolami era sexto no grid com a inversão dos dez primeiros do Q2 que definiu o grid para a segunda etapa da programação. De repente, se viu em primeiro lugar, à frente do pole Jean-Karl Vernay (Audi). O argentino ainda recebeu alguma pressão do rival da equipe Leopard WRT, mas no fim da disputa Vernay perdeu rendimento e completou a 2″529 do vencedor. O sueco Daniel Haglöf (Cupra) chegou a seu primeiro pódio na categoria.

“Foi um fim de semana fantástico; não poderia ter sido muito melhor”, disse o argentino. “Duas vitórias e a liderança do campeonato. Simplesmente incrível. Na segunda corrida, comecei em sexto e não conseguia imaginar que estaria na liderança até o final da primeira volta. Obrigado à equipe, que fez um grande trabalho, e à Honda Racing por um carro perfeito.”

Farfus era 3º no grid reverso, portanto com boas chances de subir ao pódio. Mas foi envolvido nos diversos contatos das primeiras voltas – inclusive sofrendo um toque forte do espanhol Mikel Azcona. Sustentou a quinta posição e a pressão de Yann Ehrlacher por várias voltas. Mas não conseguiu se segurar por ali durante muito tempo: seu carro parecia desequilibrado e o brasileiro chegou a cair para décimo. Acabou de novo em 9º lugar porque furou na última volta o pneu dianteiro direito do Hyundai do atual campeão Gabriele Tarquini.

E mesmo com um fim de semana tão irregular, o maior vencedor do WTCR levou mais um troféu de primeiro colocado para casa: na prova de fundo, que acabou contando com duas entradas do Safety Car, Tarquini roubou o doce do pole position e ídolo local Norbert Michelisz – seu companheiro de equipe, inclusive – já na largada. O acidente com Estebán Guerrieri na última curva poderia ter ajudado o magiar, mas Michelisz dormiu no ponto na hora da relargada e perdeu a chance de lutar pelo lugar mais alto no pódio. Depois, um outro problema com o italiano Kevin Ceccon decidiu a parada e Tarquini chegou à sétima vitória em 36 baterias disputadas pela categoria.

Yann Ehrlacher salvou um fim de semana péssimo de dois abandonos nas duas primeiras provas com uma atuação sólida e o 3º posto na prova #3, em que Augusto Farfus largou em oitavo e completou na mesma posição, somando pontos nas três provas do fim de semana. Ele está em 11º no campeonato com 30. E os argentinos dominam as duas primeiras posições: Girolami soma 100 pontos – 66 somente neste fim de semana, ganhando o prêmio de Most Valuable Driver – e Guerrieri, noventa.

A próxima etapa do campeonato será no circuito Slovakiaring, em Orechová Poton, no dia 12 de maio. Excepcionalmente, as três provas serão no mesmo dia, já que o WTCR dividirá o traçado com as motocicletas do FIM EWC, que disputará no sábado as 8h da Eslováquia, válidas como terceira etapa do Mundial de Endurance para Motocicletas.

Classificação do WTCR após duas rodadas e seis corridas:

1. Néstor Girolami – 100 pontos
2. Estebán Guerrieri – 90
3. Thed Björk – 81
4. Gabriele Tarquini – 79
5. Jean-Karl Vernay – 68
6. Mikel Azcona – 55
7. Yvan Muller – 51
8. Norbert Michelisz – 48
9. Frederic Vervisch – 47
10. Yann Ehrlacher – 44
11. Augusto Farfus – 30
12. Daniel Haglöf – 27
13. Rob Huff – 25
14. Andy Priaulx – 22
15. Aurélien Panis – 21
16. Tiago Monteiro – 20
17. Nicky Catsburg – 19
18. Attila Tassi – 16
19. Gordon Shedden e Ma Qing Hua – 12
21. Tom Coronel – 9
22. Johan Kristofferson – 8
23. Kevin Ceccon – 7
24. Mehdi Bennani – 5
25. Benjamin Leuchter – 4

1 comentário

  1. Rafa Cejulio disse:

    As corridas foram sensacionais, Farfus andou bem, segurou a bronca e as pancas ficando sempre entre os 10 primeiros colocados nas três provas.
    E parabéns aos argentinos!
    Rodrigo notei pela câmera on board que os pilotos freiam com o pé esquerdo, então o famoso “punta taco” pelo jeito foi aposentado também nos carros de turismo. Isso se deve ao câmbio no volante?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>