MENU

14 de abril de 2019 - 13:21European Le Mans Series

Vitória da persistência: DragonSpeed ganha as 4h de Le Castellet

5cb3504306428

A comemoração efusiva de Ben Hanley, no primeiro triunfo da DragonSpeed em sua trajetória no Endurance e no ELMS (Foto: Jakob Ebrey Photography/ELMS)

RIO DE JANEIRO – Foram três anos de persistência e batalha. Nem sempre as coisas deram certo para a DragonSpeed nas provas do European Le Mans Series, por uma conjunção de fatores. Carro rápido, a equipe teve em muitas oportunidades. Mas hoje, tudo funcionou às mil maravilhas. E o resultado se traduziu na primeira vitória do time de Elton Julian entre os LMP2.

Afora o fato de ostentar uma decoração nova, com o preto se sobressaindo ao branco anterior, o #21 de James Allen/Henrik Hedman/Ben Hanley teve condução perfeita ao longo da disputa, que foi ganha após 135 voltas com pouco mais de dezesseis segundos de vantagem para a IDEC Sport Racing, segunda colocada com o trio Paul Lafargue/Memo Rojas Jr./Paul-Loup Chatin.

Dominante na primeira metade da prova, a Duqueine Engineering ainda alcançou um bom terceiro lugar, com o trio Nico Jamin/Pierre Ragues/Richard Bradley, superando o Aurus 01 da G-Drive Racing. Pole position para a prova, Norman Nato e seus parceiros Job Van Uitert e Roman Rusinov ficaram com a quarta colocação.

A United Autosports se esforçou com seus Ligier para quebrar o domínio dos Oreca, mas o máximo que conseguiu após o ótimo 3º posto de Alex Brundle nos treinos classificatórios foi o sexto posto de Paul Di Resta/Phil Hanson, a uma volta dos vencedores. Brundle e o colega de pilotagem Ryan Cullen tiveram um final de corrida complicado e fecharam em 13º, três voltas atrasados.

O brasileiro Bruno Senna regressou ao ELMS pela estreante (na LMP2, registre-se) RLR MSport/Tower Events. Ele e seus parceiros Arjun Maini e John Farano saíram de Le Castellet com quatro pontos. Fecharam a disputa em 8º lugar, sem possibilidade de se aproximar do carro da Cool Racing e tentar buscar uma posição a mais.

5cb353f47752f

A trinca francesa da Ultimate levou a melhor na disputa entre os LMP3, onde Thomas Erdos regressou às pistas com o sexto lugar na categoria (Foto: Jakob Ebrey Photography/ELMS)

Na LMP3, os protótipos Norma M30 confirmaram a performance de todo o fim de semana e alcançaram a vitória graças à equipe Ultimate e o bom trabalho dos pilotos locais Matthieu e Jean-Baptiste Lahaye, mais François Hériau. Eles completaram em 17º na geral, uma volta na frente de Mikkel Jensen/Jens Petersen, que ainda conquistaram um pódio salvador para a Eurointernational.

Pole position da disputa, a equipe Oregon Team perdeu o pódio nas últimas voltas: o lituano Gustas Grinbergas, que guiou no último turno, não conseguiu segurar o ritmo feroz do britânico Nigel Moore, que levou a Inter Europol Competition ao pódio, ao lado do alemão Martin Hippe. A Nielsen Racing completou o top 5, seguida da United Autosports com o Ligier guiado por Thomas Erdos/Wayne Boyd/Garett Grist. Coube ao brasileiro encerrar a disputa, cruzando a dez segundos do carro à frente, para marcar os oito primeiros pontos do time no campeonato.

5cb3540653039

Estreia no topo do pódio da LMGTE para a Luzich Racing e sua Ferrari 488 GTE (Foto: Jakob Ebrey Photography/ELMS)

E entre os LMGTE, a Luzich Racing estreou no ELMS com o pé direito. Ale Pier Guidi/Fabien Lauvergne/Nicklas Nielsen fizeram uma corrida sem erros e fecharam a disputa com 123 voltas completadas. A surpresa do domingo foi o pódio do trio 100% feminino da Kessel Racing: Rahel Frey/Michele Gatting/Manuela Göstner cruzaram a linha de chegada com o segundo lugar na divisão, quase 15 segundos à frente da trinca Matteo Cairol/Riccardo Pera/Christian Ried, que pelo menos salvou um terceiro lugar após partirem da pole position.

A disputa das 4h de Le Castellet apresentou excelente índice técnico, posto que dos 41 carros que deram a largada, apenas o #24 da Panis Barthez Competition e o #27 da IDEC Sport Racing, um por acidente e outro por falha mecânica, não completaram a prova.

O próximo desafio do ELMS em 2019 será a disputa das 4h de Monza, em maio.

3 comentários

  1. Ivair disse:

    Rodrigo. Merecida vitória da DragonSpeed! Sem dúvida. Eles já bateram na trave varias vezes. Acredito que a ELMS esse ano de 2019, vai ser um campeonato de muita disputa. Aliás um campeonato bem interessante.

  2. rodrigo botana disse:

    Brendon hanley correu duas provas da indy esse ano, st petersburg e barber, a equipe do elton julian e o hanley correrão a indy 500 esse ano mattar?e o stefan wilson e o carlos munhoz correrão a indy 500 esse ano se sabe mattar?

    • Rodrigo Mattar disse:

      É Ben Hanley o nome do rapaz.

      Sim, ele correrá a Indy 500. Ou tentará se classificar, pois pode haver mais pilotos do que vagas.

      Carlos Munoz está fora, por enquanto. Stefan Wilson também. Mas Sage Karam foi confirmado pela Dreyer & Reinbold.

      Há dois possíveis carros por confirmar, via Juncos Racing e Harding Steinbrenner Racing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *