MENU

10 de maio de 2019 - 11:18Fórmula 1

Arquivo morto

interlagosaerea_divulgacao_

RIO DE JANEIRO – Duas novidades sobre a polêmica envolvendo a Fórmula 1 no Brasil.

Uma, que a prefeitura de São Paulo pleiteia renovar por mais cinco anos de prazo, ou seja, até 2025, o contrato que mantém Interlagos como palco do GP do Brasil. O último documento foi acertado com a FOM de Bernie Ecclestone. Agora, tudo terá de ser resolvido com a Liberty Media.

Segunda e importantíssima notícia, trazida pelo Victor Martins hoje no Grande Prêmio: o prefeito Bruno Covas, que assumiu a municipalidade de São Paulo no lugar de João Doria, retirou do plano municipal de desestatização, ou seja, a respeito de privatizações, o Projeto de Lei 705/17, relativo ao Complexo Interlagos.

Valeu a luta de todos os envolvidos pela preservação do circuito. Diferentemente de Jacarepaguá, o #SalveInterlagos parece ter dado certo.

E o Projeto 705/17 irá para o seu devido lugar: o arquivo morto. O lixo da história.

7 comentários

  1. Bruno Serafim disse:

    Se a prefeitura de SP renovar o contrato de Interlagos E TAMBÉM a nova pista do RJ sair do papel, no meu mundo dos sonhos poderíamos ter um segundo GP de F1 no Brasil chamado de GP da América do Sul. Sonhar não faz mal, não é mesmo? Não poderíamos ter os dois?

    • Antonio Seabra disse:

      Ai sim seria perfeito.
      E Graças a Deus Interlagos está salvo….(por enquanto)

    • Amaral disse:

      Sim, sonhar não custa.
      Mas esse sonho da pista no RJ, nas condições apresentadas, não é sonho, é delírio falacioso. Infelizmente.

    • Claudio Lac disse:

      “Pensando” com o coração, como carioca amante do automobilismo, amaria duas provas no Brasil.
      Já com a razão, tenho um pressentimento que nessa briga entre Rio (+ Liberty) x SP (+ Bernie) o Brasil vai ficar sem prova.
      Liberty vai continuar lucrando com a F1;
      Bernie com seus cafés;
      E Bolsonaro com laranjas.

  2. Amaral disse:

    Ainda há um pulsar de esperança na Terra de Vera Cruz.
    Que novos fios de esperança surjam. E tenho fé de que irão surgir.

  3. Max Morais disse:

    Enquanto isso o Autódromo Internacional Nelson Piquet em Brasília nada, de nada. E os governantes (Rio e DF) juntamente com os Tribunais de Contas(DF e RIO), respectivamente com seus autódromos continuam com suas alegações que não chegam a lugar nenhum. Ate quando……..???

  4. Leonardo Silva Conrado disse:

    O caminho proposto agora vai ser a concessão, como notíciado abaixo, acho mais seguro uma concessão, pois a privatização teria um risco maior de demolição do autódromo.
    https://olharolimpico.blogosfera.uol.com.br/2019/05/10/covas-desiste-de-vender-autodromo-e-propoe-concessao/

Deixe uma resposta para Amaral Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *