MENU

6 de maio de 2019 - 23:51IMSA

Bis da Penske em Mid-Ohio; Montoya e Cameron ganham primeira juntos na IMSA

Acura-6-Mid-Ohio-Race-IMSA-2019

A parceria Cameron/Montoya chegou à primeira vitória na IMSA e no Acura Team Penske, que faturou mais uma vez em Mid-Ohio

RIO DE JANEIRO - O Acura Team Penske voltou a triunfar em Mid-Ohio e parece que a pista de Lexington é feita sob medida para o protótipo ARX-05 DPì do “Capitão”: desta vez, quem riu por último foi a dupla Dane Cameron/Juan Pablo Montoya, que repetiu o feito dos colegas Hélio Castroneves/Ricky Taylor ano passado, levando os louros da vitória após 123 voltas percorridas em 2h40min de disputa na 4ª etapa do IMSA Weather Tech SportsCar Championship.

A corrida, porém, foi dominada pela Mazda. Pole position, Oliver Jarvis manteve o seu RT24-P DPi na frente do pelotão de 36 carros com extrema competência. Mas o parceiro Tristan Nunez não conseguiu segurar o rojão. No último stint, perdeu a dianteira e não mais a recuperou. Poderia ter sido a primeira vitória do construtor japonês na unificação das séries Rolex Grand-Am e American Le Mans Series, que já vem desde 2014. Foi adiada por mais um tempinho…

A dupla ficou a menos de dois segundos e meio dos vencedores, enquanto o outro Mazda guiado por Jonathan Bomarito e Ryan Hunter-Reay acabaria por terminar em 3º, já que o Acura de Castroneves/Taylor foi danificado por um contato logo no início e a dupla do carro #7 foi obrigada a perder tempo nos boxes. Ficariam com o quinto lugar final, logo atrás de Pipo Derani/Felipe Nasr, que foram sempre os melhores com os Cadillac DPi-V.R – apesar de sofrerem uma punição drive through por conta de uma manora considerada irregular de ultrapassagem.

E com o resultado, os brasileiros seguem à frente no campeonato – 120 pontos após quatro corridas, contra 116 de Castroneves e Taylor.

“Infelizmente, não tivemos um carro para lutar pela vitória, mas foi um daqueles dias em que você pensa no campeonato”, disse Derani. “Então, por este lado, foi positivo. Terminamos a corrida com bons pontos. Foi um fim de semana sem problemas, sempre pensando no campeonato e vamos seguir focados. Espero que possamos estar tão fortes em Detroit, como a equipe esteve no ano passado”, completou Derani, lembrando que no ano passado Nasr e o então companheiro, Eric Curran, foram os vencedores da etapa nas ruas de Detroit.

Entre os LMP2, a PR1/Mathiasen faturou com sobras: o carro da Performance Tech guiado por Cameron Cassels/Kyle Masson teve problemas logo no início e perdeu longo período parado nos boxes. Eric Lux, que substituiu o francês Gabriel Aubry como parceiro de Matthew McMurry, ajudou o colega a triunfar com o 11º lugar geral, a sete voltas do Acura vitorioso entre os DPi.

Com a categoria voltando apenas nas 6h de Watkins Glen (já que não correrão em Detroit), Cassels e Masson ainda lideram a classificação do campeonato com 99 pontos contra 95 de McMurry. Aubry, ausente por conta do compromisso com o WEC em Spa-Francorchamps, é o 3º colocado com 60.

Tranquilo e favorável: o Porsche da dupla Bamber/Vanthoor ganhou outra e a marca alemã venceu pela terceira vez seguida em quatro provas na GTLM

Já nos GTLM, a Porsche continua imparável: foi a terceira vitória seguida do construtor de Weissach em quatro provas, num ano até aqui de sonho para os 911 RSR de motor central-traseiro. Festa de Laurens Vanthoor/Earl Bamber pela segunda vez e liderança do campeonato com sete pontos de vantagem sobre os sempre perigosos Jan Magnussen/Antonio Garcia, que ano passado – recordem-se – levaram o título sem ganhar uma prova sequer.

Aliás, foi a dupla da Corvette Racing que se intrometeu entre os Porsches, cabendo o terceiro posto a Nick Tandy/Patrick Pilet, com vantagem sobre a BMW M8 GTE de Connor De Philippi/Tom Blomqvist. A Ford não passou do 5º posto com Richard Westbrook/Ryan Briscoe, enquanto Sébastien Bourdais/Dirk Müller, que partiram da pole, não passaram da sétima colocação.

AIM-Lexus-2019-IMSA-Mid-Ohio-Race

Ótimo trabalho de Heistand/Hawksworth, premiados com a vitória na GTD

Na GTD, que viu a estreia (com abandono) do novo McLaren 720S GT3 da Compass Racing, abrindo a temporada da chamada Sprint Cup, deu Lexus na cabeça num final sensacional: o carro #14 de Richard Heistand/Jack Hawksworth, pole position na categoria, levou um sufoco tremendo do Acura de Mario Farnbacher/Trent Hindman nos minutos finais. Mas a dupla da AIM Vasser Sullivan prevaleceu, conquistando o primeiro triunfo do time na série IMSA.

A segunda posição não foi de todo má para Farnbacher/Hindman, já que a dupla lidera a classificação após três etapas (a GTD não correu em Long Beach), somando 84 pontos, quatro à frente de Frankie Montecalvo/Townsend Bell, o “Bell da Boina”. A vitória em Mid-Ohio fez Heistand/Hawksworth empatarem em terceiro com Patrick Long na classificação.

A próxima etapa será o “tiro curto” de Detroit, no primeiro sábado de junho. Corrida de 1h40min, apenas com os DPi e GTD, já que Corvette, Porsche e Ganassi estarão em Le Mans para o Journée Test, o treino coletivo que acontece duas semanas antes das 24h de Le Mans.

2 comentários

  1. Emerson disse:

    Rodrigo, por que a Fox Sports não transmitiu a corrida em VT conforme anunciado ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>