Duas estreias e 24 carros no GT Open em Hockenheim

D
19-05-Antonelli-Mercedes-and-group
A Mercedes da Antonelli Motorsport lidera o grupo de carros do GT Open rumo à Courbe des Signes, em Paul Ricard: o próximo desafio é em Hockenheim, numa inédita corrida do certame naquela pista (Foto: Fotospeedy)

RIO DE JANEIRO – Neste fim de semana, o International GT Open fará sua primeira aparição na Alemanha em cinco anos – e a primeira no traçado de Hockenheim, que desde o início dos anos 2000 não tem mais o famoso trecho da floresta de altíssima velocidade. Virou uma pista comum, com 4,5 km de extensão – curta demais para a Fórmula 1 e razoavelmente boa para carros de Turismo e Grã-Turismo.

É nesse cenário em que acontecerá a segunda corrida de um campeonato que começou com domínio da Emil Frey Racing na pista francesa de Le Castellet, em Paul Ricard, com pelo menos duas estreias aguardadas – ambas as equipes com o modelo Mercedes-AMG GT3, que será maioria no grid, num total de 10 bólidos – quase 50% do plantel de 24 carros anunciados.

A escuderia GetSpeed Performance, que prometera fazer algumas participações em 2019, levará o carro com o dorsal #11 para uma dupla de graduação bronze formada pelo norte-americano John Shoffner e pelo britânico Janine Hill. Ambos os diletantes são especialistas em provas do VLN em Nürburgring, ex-paraquedistas e têm 54 anos de idade.

Num outro bólido da marca da estrela de três pontas, Russell Ward e Indy Dontje regressam ao certame – desta vez com possibilidades de pontuar – numa inscrição Pro-Am na associação entre a Westward Racing e a HTP Motorsport, com o dorsal #33. Além do evento deste fim de semana, a parceria será vista em mais duas corridas – Silverstone e Barcelona.

Com a ausência da Petri Corse após uma estreia atribulada em Paul Ricard, além do retorno não visto da Olimp Racing e a estreia não concretizada do time de Üwe Alzen, que prometeu alinhar um Audi e até agora não apareceu, a outra novidade no plantel é a estreia de Darren Turner no Aston Martin #96 da Optimum Motorsport, como substituto de Bradley Ellis ao lado de Oliver Wilkinson – fazendo da dupla britânica forte candidata a fazer um bom papel na classe Pro-Am, que reúne o maior número de inscritos – 11 carros no total.

Líderes do campeonato, Albert Costa/Giacomo Altoè somam 23 pontos contra 18 da tripulação Pro-Am formada por Miguel Ramos/Fabrizio Crestani (SPS Performance Automotive) e 17 dos italianos Daniel Zampieri/Alessio Rovera, da Antonelli Motorsport. O sétimo lugar numa das provas da rodada inaugural deixou Allam Khodair/Marcelo Hahn, que mais uma vez estarão a bordo do McLaren 720S GT3 da Teo Martín Motorsport, em 10º na tabela, com quatro pontos.

Na subclasse Pro-Am, os comandantes da classificação são Raffaele Gianmaria/Jiatong Liang (Ratón Racing by Target), que somam 16 pontos; enquanto Hahn/Khodair têm o quarto posto, com oito. Na Am, pontuação máxima para Alexander Hrachowina/Martin Konrad após as duas primeiras corridas da temporada.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames