MENU

17 de maio de 2019 - 20:4324 Horas de Le Mans, Miniaturas

Pequenas maravilhas – especial 24 Horas de Le Mans: McLaren F1 GTR BMW (1996)

unnamed

RIO DE JANEIRO – Projeto original de Gordon Murray e construído para competir e andar na rua com um poderoso motor BMW V12 6 litros, o McLaren F1 GTR foi campeão das 24 Horas de Le Mans – isso aconteceu em 1995, numa corrida caótica e chuvosa, com Yannick Dalmas, J.J. Lehto e Masanori Seikya a bordo do carro alinhado em parceria entre os japoneses da Kokusai Kahiatso e a Lanzante Motorsport.

No ano seguinte, havia sete modelos idênticos no grid e a equipe nipônica repetiu a parceria com o time britânico para buscar o bicampeonato. Entre os pilotos, um brasileiro: Maurizio Sandro Sala.

Então habitué das provas de Grã-Turismo e Protótipos no Japão e na Europa, o querido Mauricinho alinhou no carro #53 junto ao francês Fabien Giroix e ao suíço Jean-Denis Deletraz. Na Pré-Classificação, quem esteve a bordo foi David Brabham.

Largando da 16ª colocação do grid com o tempo de 3’54″026, a trinca caiu para 24º no fim da primeira hora e melhorou bastante nos períodos seguintes, chegando a alcançar o décimo-quinto lugar. Mas alguns problemas fizeram o McLaren baixar para 33º e já haviam recuperado para décimo-nono quando o motor BMW uma falha insolúvel e os pilotos foram obrigados a desistir após 146 voltas, por volta de duas da madrugada.

A miniatura de hoje foi enviada pelo Caio Gruber, de Curitiba. Fabricada em escala 1/43, é da marca High Speed.

Valeu, Caio!

Continuem enviando fotos das suas miniaturas para o e-mail [email protected], que prometo publicar até o dia 15 de junho, quando será dada a largada da 87ª edição das 24h de Le Mans.

Compartilhar

6 comentários

  1. Bruno Serafim disse:

    Show de bola, Rodrigo! A F1 GTR foi um carro dominante nas provas de endurance, tenho algumas na minha coleção. Vou te mandar umas fotos no seu email.

  2. Gabriel Medina, O outro disse:

    Esse chassi específico tem muita história, depois de Le Mans ele foi comprado por ninguém menos que a Mercedes AMG, que na época tinha um prazo para desenvolver seu GT1 impossível de se cumprir e precisou recorrer a práticas menos ortodoxas.

    Depois de um ano como mula de testes, o carro foi devolvido a McLaren que o converteu em um carro de rua, estado em que ele se encontra até hoje, inclusive com a pintura em dois tons.

  3. André Fonseca disse:

    Mattar,

    Pode repetir modelo???

    E posso enviar pra vc minhas miniaturas que já postamos no Blog em anos anteriores?

    ;-)

  4. Caio disse:

    Oi Rodrigo, que história boa desse Mclaren. Gordon Murray projetando só poderia sair carro bom.
    Até o Piquet fez umas provas com ele.
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *