Buriram: próxima parada do Super GT

B
Super-GT-2019-Buriram-Preview-2
A dupla Yuji Tachikawa e Hiroaki Ishiura lidera o campeonato do Super GT na divisão GT500

RIO DE JANEIRO – A cidade tailandesa de Buriram será a única fora do território japonês a receber uma etapa do Super GT. Neste fim de semana, acontece a 4ª etapa, prevista para o Chang International Circuit, com 39 carros das classes GT500 e GT300 confirmados para o evento.

Algumas das equipes normalmente não viajam para fora do Japão por conta dos custos e também pelas menores dimensões do Paddock, que não comporta mais de 40 carros – o total de inscritos é de 44 em todo o campeonato. E desta vez não há times locais com equipamentos previstos para pilotos tailandeses competirem diante de seus fãs.

O Team Mach, que salvou um excepcional 2º lugar nos 300 km de Suzuka, na corrida anterior realizada em 26 de maio, não vai levar seu Toyota 86 MC (Mother Chassis). A R’Qs Motor Sports também não vai alinhar com sua Mercedes-AMG GT3 para Masaki Jyonai e Hisashi Wada.

Outra ausência será a da Nillz Racing com seu Nissan GT-R Nismo GT3 para Masaki Tanaka/Taiyou Iida, bem como a Tomei Sports com outro Nissan e a McLaren Customer Racing Japan tampouco irá para a Tailândia com Seiji Ara/Álex Palou.

Para essa etapa, a tabela de lastro de acordo com a pontuação do campeonato apresenta 53 kg adicionais para os líderes Yuji Tachikawa/Hiroaki Ishiura, 49 kg para Tsugio Matsuda/Ronnie Quintarelli e 44 kg para Yuhi Sekiguchi/Kazuki Nakajima – este último retorna com moral após o título do Mundial de Endurance.

O detalhe é que a dupla do carro #38 da equipe ZENT Cerumo terá uma substancial mudança no fluxo de combustível: 3,2 kg/hora a menos em relação a Suzuka. Mas há um outro fator: nunca nenhuma outra marca que não a Lexus (leia-se Toyota) venceu em Buriram no GT500 desde a estreia da categoria naquele traçado, em 2014.

No GT300, Morio Nitta/Sena Sakaguchi vão para a Tailândia com 60 kg adicionais no Lexus da K-Tunes Racing. Nirei Fukuzumi/Shinichi Takagi estarão com 57 kg extras no Honda da dupla e 44 kg para Katsuyuki Hiranaka/Hironobu Yasuda, com o Nissan da Gainer. Esta marca ganhou três vezes na subcategoria, em 2014, 2015 e no ano passado.

Oito dos 24 carros do plantel da classe GT300 não vão carregar lastro adicional em Buriram: um deles é o Aston Martin da D’Station Racing, que continua perseguindo os primeiros pontos na competição para a dupla Tomonobu Fujii/João Paulo de Oliveira.

A corrida deste domingo será disputada em 65 voltas pelo traçado de 4,554 km de extensão – perfazendo 300 km de percurso.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames