MENU

18 de junho de 2019 - 06:4324 Horas de Le Mans, Mundial de Endurance

Dupla frustração

85_Keating_Motorsports_Le_Mans_2019

O sonho virou pesadelo: os comissários excluíram a Keating Motorsports do topo do pódio nas 24h de Le Mans, por conta de um tanque de combustível com apenas 0,1 litro a mais que o permitido.

SÃO PAULO (De volta pra casa!) – A primeira notícia eu já soube na França, enquanto o avião preparava a decolagem em Charles de Gaulle. A segunda, por intermédio do jornalista e amigo Luis Ferrari, que esteve na comitiva que foi às 24 Horas de Le Mans: dois Ford GT EcoBoost foram desclassificados – um deles, justamente o da Keating Motorsports, vencedor da LMGTE-AM com Felipe Fraga/Ben Keating/Jeroen Bleekemolen.

Na vistoria técnica, realizada sempre após a liberação dos carros no Parque Fechado pelo Scrutineering, foi constatada uma irregularidade nos reservatórios de combustível do #68, que ficou em quarto lugar na classe LMGTE-PRO e dos então campeões da disputa na outra divisão dos carros Grã-Turismo  – a diferença foi de apenas 0,1 litro no tanque.

Pode parecer pouco, mas não há tolerância com os números estabelecidos pelo BoP. Ou é aquilo da tabela, ou não é. Não se trata de uma intenção grosseira de burlar o regulamento, como fizeram G-Drive e TDS Racing ano passado, mas é uma infração às regras.

Creiam: isso não invalida a grande corrida de Felipe Fraga em sua estreia. O garoto guiou muito. Se houve uma irregularidade, zero de culpa dele. A parte do Felipe na pista ele fez bem, brilhantemente.

A bem da verdade, a Keating Motorsports sofreu também algumas penalizações um tanto quanto estranhas durante a disputa e antes de serem excluídos, a Project 1 (campeã mundial da LMGTE-AM, aliás) já herdara a vitória pois o Ford #85 foi penalizado em 55″2 segundos porque a plataforma de reabastecimentos entregava uma carga completa de combustível fora do mínimo permitido de 45 segundos.

Dessa forma, o trio Rodrigo Baptista/Jeffrey Segal/Wei Lu alcança extra-oficialmente o segundo lugar no pódio da classe LMGTR-AM, cabendo o terceiro posto à Cooper MacNeil/Toni Vilander/Robert Smith, da Weathertech Racing/Scuderia Corsa, também com Ferrari 488 GTE.

Cabe lembrar que o resultado da 87ª 24 Horas de Le Mans permanece provisório.

Compartilhar

3 comentários

  1. Rogerv disse:

    Foda, muito foda…. para o piloto…..

  2. Sergio Luis dos Santos disse:

    Fico pensando se não seria possível que as inspeções técnicas ocorressem nos dias anteriores, durante os treinos e as qualificações, deixando apenas para serem analisadas durante ou após a corrida infrações ocorridas nos pit stops… Isso é muito ruim para os pilotos e demais integrantes da equipe…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *