MENU

16 de junho de 2019 - 18:1524 Horas de Le Mans, Mundial de Endurance

LE MANS, SUA LINDA!

JMD_1481

Registro histórico do craque José Mário Dias, com os três brasileiros vencedores das 24 Horas de Le Mans: Daniel Serra (AF Corse/LMGTE-PRO), André Negrão (Signatech-Alpine/LMP2) e Felipe Fraga (Keating Motorsports/LMGTE-AM)

LE MANS – Me recuso a escrever algo sobre a corrida desse fim de semana das 24 Horas de Le Mans.

E por que deveria, se a moçada do GRANDE PRÊMIO deu conta do recado? Pra que isso?

Não quero falar de Fernando Alonso campeão – embora mereça e muito festejar seu primeiro título mundial depois de 13 anos – num campeonato disputado apenas pela Toyota, que corre “de terno”. Só quando quebrasse mesmo o TS050 Hybrid poderia ter dificuldades. E olhe lá.

Eu queria começar falando do falso jornalista. Aquele falso amigo, aspone, puxador de saco, fomentador de panelinha, que fica fazendo jogo pela frente e te fodendo por trás. Conheci um tipinho desses na vida. Vagabundo e sem-vergonha.

Esses, em troca de favor, vendem a mãe se for preciso mas não entregam. Eu nunca precisei de favor algum para chegar onde cheguei em 23 anos de profissão. Não devo absolutamente nada a ninguém, a não ser à minha própria pessoa.

Tipos assim levam vantagem quase sempre – e eles estão espalhados pelo mundo inteiro, porque há pessoas que, infelizmente, são assim.

Só que as coisas mudaram e eu acho – sim, acho sim e tenho todo o direito de achar – que finalmente houve justiça com relação à minha pessoa.

Porque tudo conspirou para que (quase) tudo desse certo, exceto os normais aborrecimentos de não vir a uma pista fora do país havia onze anos – a última fora Valência, em 2008.

Não vou aceitar ser baba-ovo de ninguém. Podem achar o que quiserem de mim, não estou nem aí.

Já sei que haverá sempre um mal-amado que poderá dizer que A foi mais entrevistado que B, do que C. A gente tenta dar igual relevância a TODOS os pilotos brasileiros. Mas eles nem sempre podem nos atender quando solicitados. É frustrante? Sem dúvida. Mas a gente tenta abstrair e levar adiante o negócio.

E em Le Mans há tanta coisa boa e bacana que você pode – literalmente – se perder.

Tem os dinamarqueses, que são animados e muito loucos – aliás, como pode aquele país ter 1% de sua população reunida aqui e espalhada pela cidade inteira? Eu fico pasmo com isso. Que deve se chamar paixão, loucura e vontade.

Deve ser porque a atmosfera aqui é diferente e a gente sente a cada passo. A cada ida no Village, uma nova surpresa. Realmente Le Mans é um negócio fora do comum.

É por ser assim que, mesmo diante de uma situação que parecia caótica, deu pra virar o jogo e participar de uma cobertura histórica. Entre erros e acertos, vencemos todos.

JMD_9666

Rodrigo Baptista foi a gratíssima surpresa entre os brasileiros, ao terminar em sua estreia com o 3º lugar na classe LMGTE-AM, na 87ª 24 Horas de Le Mans (Foto: José Mário Dias)

Venceram Felipe Fraga, André Negrão e Daniel Serra. Rodrigo Baptista, com seu jeito caladão, mostrou que é do ramo e também foi ao pódio. Mostrou um belo cartão de visitas ao pessoal de La Sarthe.

Do Fraga e do Daniel não poderia esperar nada diferente. São dois craques, campeões da Stock Car, com uma coisa em comum: ganharam em suas estreias. Serra fez algo ainda mais notável. Triunfou em duas edições, num espaço de três anos, por duas marcas diferentes – sendo que em 2019, no ano do 70º aniversário da primeira vitória da Ferrari na lendária pista francesa. Coisa de monstro.

A última nota positiva fica por conta, claro, do André Negrão.

Eu não devo favor a piloto nenhum, mas acho o seguinte. O dever do jornalista é informar quem está bem e quem tem tido performance nas competições de automobilismo. Então, a partir do momento em que o André começou a se sobressair nos protótipos do WEC, é claro que meu dever era mostrar ao público que aquele cara recomeçava seu caminho no esporte de forma diferente daquela que ele experimentou a vida inteira – dos karts aos monopostos.

JMD_Alpine_LeMans2019_12009

Varando a noite de La Sarthe, o Alpine de André Negrão/Pierre Thiriet/Nico Lapierre levou o título mundial na classe LMP2: a conquista não mereceu de alguns portais a relevância merecida (Foto: José Mário Dias)

Ganhar em La Sarthe não é pra qualquer um. Ganhar duas, seguidas, e ainda por cima sendo campeão mundial da classe LMP2 – e ainda por cima representando a histórica marca Alpine – é um negócio que deveria ser muito mais comemorado e lembrado.

Mas, não: o UOL fez uma nota de merda sobre as 24h de Le Mans, reduzindo a conquista a algo menor.

Pombas! Todo mundo sabia, eu sabia, minha mãe sabia, meu filho sabia, meus amigos brasileiros sabiam, a torcida do Íbis sabia que Fernando Alonso seria campeão e a probabilidade disto não acontecer era igual a de um meteoro cair em Le Mans neste domingo.

Então não me venham com jornalismo que passa recibo de incompetência ou, por outra, que se curva à monocultura esportiva do futebol e que acostumou mal o público ao tentar fazer crer que o esporte a motor se resume apenas à Fórmula 1.

O Fox Sports deu um banho de cobertura, com três janelas de transmissão – incluindo o período mais espetacular (minha opinião…), que é o noturno.

Este que vos escreve fez até o quase impossível. Entrei na roda gigante para fazer imagens e registrar um momento que pra mim era único, raro e especial. Não ir ao principal cartão-postal do circuito francês é igual a estar no Vaticano e não ver o Papa.

Eu morro de medo de altura. Mas toparia qualquer coisa pelo desafio. Le Mans me fez vencer um pouco do meu medo.

Pisar nesse solo sagrado, andar quilômetros e mais quilômetros todos os dias, sair do circuito neste domingo completamente “na capa do Batman”, estropiado, fodido, cabeça sem controle sobre as pernas, vontade de chorar, puta que pariu, não podia me emocionar, mas… me emocionei.

Foi impossível não lembrar de certas coisas ao estar ali ao rés do pódio, o que não podia deixar de fazer em momento algum neste domingo.

Me vêm à cabeça aquelas lembranças tão desagradáveis de 2017, daquele gesto escroto de um alguém que nunca mais foi lembrado por equipe alguma para correr aqui (por que será?), que hoje recebeu o troco com tapa de luva de pelica.

Posso dizer hoje que estas 24 Horas de Le Mans, vividas intensamente desde o momento em que cheguei ao circuito na quinta-feira, representam minha maior realização profissional como jornalista, apesar dos percalços.

IMG_20190616_152024796[1]

Ao fundo, o histórico pódo das cerimônias de premiação… o sorriso é maior que o cansaço e o sonho de ir à Le Mans foi plenamente realizado. VENCI!

Quero agradecer a todo mundo que tornou isso possível – de coração. O carinho dos colegas do Fox Sports foi enorme, comovente. Aos demais jornalistas que igualmente ficaram felizes. A todo mundo que trocou mensagens e assistiu à corrida não só no Brasil como aqui. Encontrei pelo menos três torcedores brasileiros em Le Mans – e com dois deles fui a um pub típico da Inglaterra chamado Mulligan’s.

Uma noite memorável. De alegria, realização e diversão.

Encontrei a palavra para descrever o que foram essas 24 Horas de Le Mans pra mim: memoráveis.

Para mim e para as mais de 252,5 mil pessoas que passaram por lá neste fim de semana.

Agora que já fomos apresentados um ao outro, tenho o direito de querer voltar lá de novo, não é não?

Le Mans: eu vim, vi, vivi, sobrevivi e VENCI!

Sua linda!

64 comentários

  1. Gustavo Godoy disse:

    Até chorei !!! No words !!! Parabéns a todos !!!

  2. Ah,

    Sem palavras! Me senti como se fosse eu mesmo que estava lá. Me senti representado, muito bem representado. Torço muito por ti, sou seu fã de carteirinha. Que venham outras e outras 24 horas de Le Mans….quem sabe um dia a gente repita aquela gelada de Londrina em solo francês? Abração!

  3. Alexandre Santos disse:

    Rodrigo, parabéns pela cobertura, o momento na roda gigante foi impagável! Ter a presença in loco da referência no jornalismo automobilístico “fora da caixa” brasileiro pra mostrar tudo o que acontece nessa instituição do automobilismo internacional que é Le Mans foi gratificante pra quem acompanhou a transmissão da Fox, e o Thiago e o Edgard deram o toque de excelência. Se algum dia vier a Fortaleza, sinta-se convidado a visitar uma turma que curte demais a “vida fora da F1” e sempre se junta pra acompanhar e discutir tudo o que o automobilismo nos traz de melhor, seja regional, nacional ou internacional.

  4. Luiz Alberto Lomando disse:

    AFODER!!! Parabéns!

  5. Geraldo Netto disse:

    Assisti a corrida em vários momentos. Gostei muito quando, de madrugada, no horário da França, você vibrou levantando o braço direito demonstrando o quanto estava feliz em estar em Le Mans. Excelente vitória de todos os brasileiros. Como foi um erro da própria Toyota, por questão de justiça, deveria ter ordenado a troca dos carros.

  6. Alfredo Gehre disse:

    Parabéns, garoto ! Vc merece e seu contentamento contagia a todos nós ! Valeu…

  7. Fernando Silva disse:

    Mattar, sua felicidade e realização a cada entrada na transmissão nos contagiou e tenho certeza que esse trabalho nesta cobertura, juntamente com o Thiago, o Mestre Edgard e os canais Fox Sports fez muita gente mudar a maneira como vê o endurance…sem exageros, a melhor cobertura desta prova na história da tv brasileira!!
    Ontem, durante a primeira janela, lembrei que foi lendo um post de seu blog, ainda hospedado no site do seu antigo canal, que tomei conhecimento da primeira edição das 6h de São Paulo, em 2012…trabalhava perto de um dos postos de venda e sai feito um doido para comprar…em 2013 havia um link de Streaming liberado para acompanhar a prova e em 2015, a primeira cobertura mais estendida do Fox Sports, onde eu e alguns outros clamamos para que o canal tomasse do concorrente os direitos de transmissão do WEC no Brasil…e ainda que há os que reclamem, que se esquecem que não é fácil disponibilizar janelas de transmissão para um esporte que não se chama futebol e, mesmo dentro do automobilismo, tem uma grande parcela de “fãs” que ignoram categorias que não se chamam F1…a estes, façam as contas e somem o tempo das três janelas de transmissão…qual canal faz isso no Brasil?
    Hoje, muitos deram o braço a torcer, assistiram e se deliciaram com uma corrida transmitida com dedicação e por gente que entende e que gosta do negócio.
    Por isso, mais uma vez, parabéns e muito obrigado!!

  8. Fernando Silva disse:

    Falando um pouquinho da corrida…rs…sem pachequismo, talvez esta tenha sido a maior “invasão brasileira” na historia da prova…se não em quantidade de participantes, mas em resultado…Rodrigo Baptista e Fraga arrebentaram em seus stints…o Fraga creio até que suba de graduação com o triunfo…Andre Negrão terá vida longa no endurance e em breve deve pintar em algum time de LMP1 e/ou Hypercars…
    Sobre o Daniel Serra, sem exageros, poucas vezes vimos um piloto vestir tão bem um carro como é o caso dele com os modelos GT da Ferrari…ainda mais quando vai acrescentar a uma dupla das melhores do grid (Calado/Pier Guidi), tenho certeza que ele se sentiu mais a vontade na 488 EVO GTE do que no Vangage que guiou em 2017. Acho, só acho, que a Stock Car pode perder dois pilotos numa tacada só.

  9. Wilton Sturm disse:

    Rodrigo, todos aqui curtiram COM VOCÊ e POR VOCÊ! Um brinde aos bons momentos e todas as lembranças que já estão impregnadas em você! SALUT!!

  10. Carlos Eduardo Pereira disse:

    Rodrigo, e você esperava menos de Le Mans ??? Uma lenda do automobilismo, e na minha opinião, uma vitória aí vale mais que um titulo da F1. Alonso é um dos que hoje está muito mais feliz do que alguns campeões da F1, pois tem numa só tacada uma vitória e um titulo mundial do WEC.
    Sobre os brasileiros, o que dizer ??? Fantástica, sensacional e excepcional a participação deles !!! Parabéns a todos eles. Só de chegar a correr aí, é um sonho. Ganhar, é uma confirmação de todo esforço que esses meninos fazem, apesar dos baques que o automobilismo brasileiro sofre.. Quanto a sua participação aí, meus PARABÉNS.

  11. Ivair disse:

    Rodrigo parabéns pela sua realização. Emoções existem para serem vividas. Siga em frente! Sempre brigando pelos seus objetivos. E mais, parabéns para a FOX e claro para o Thiago e o Edgard!

  12. Bruno Serafim disse:

    Show de bola, Mattar. Acho que todo mundo ficou emocionado, você, Edgard de Mello, nós…

  13. Zé Maria disse:

    É isso aí, Rodrigo!
    Viva a vida intensamente, bacana essa emoção que você transmitiu para a gente, mais que merecida essa sua “24 in loco”, que venham outras na sequência, que vocês tenham a chance de levar o Edgard numa próxima oportunidade, agora é desejar um bom retorno, já na saudade da que passou, mas contudo todavia entretanto, também já em contagem regressiva para 2020.
    Abraço.
    Zé Maria

  14. ags disse:

    Sem bla bla. é o melhor blogueiro do pais..em termos de automobilismo..
    Segue sua rota meu caro Mattar… se tem gente incomodada… manda pra fila dos VATNCU… vce mostra pela sua maneira de ser que tbm tem seu lado emocional… valeuuuuu… manda esse pseudo jornalista procurar quem foi o pai dele..
    E tem mais… virá mais provas especiais…que vce irá sim fazer cobertura…
    PS.. cuida da voz..kkkk foi maximo…

  15. Álvaro Ferreira disse:

    Boa, Rodrigo, pra frente é que se anda. E você andou o bom caminho. Seguindo sua vocação e o amor pelo esporte.
    Parabéns! E obrigado…
    Que venham outras experiências dessas para você. Ganhamos nós todos.

  16. Antonio Seabra disse:

    Rodrigo,

    Eu não preciso dizer muita coisa, você sabe o quanto torci por uma ida tua a Le Mans. E sabe também o quanto eu fiquei feliz quando ela se materializou.
    Parabéns pela realização, pela felicidade, pelas entradas ao vivo, pelas reportagens, pelo que já veio aqui no blog e no site, e pelo que virá, no site, no blog e na TV.
    Além disso, como eu disse nos comentários do post anterior, você é um puta pé quente !!!! Precisou você ir a Sarthe pra 3 brasileiros ganharem em 3 categorias !!!!
    Espero que as poucas dicas passadas tenham valido a pena, de alguma forma….
    Parabéns a FOX pela trasnmissõ, especialmente por terem ficado 1h mais do que previsto e terem transmitido TODA a cerimonia de premiação. Coisa de gente de bom senso !!!!
    Transmita os parabéns ao Thiago e ao IMPAGAVEL e INCRIVEL Edgar, pela transmissão maravilhosa.
    E que venham outas Le Mans e Daytona no teu caminho, voce merece e sabe honrar.

    Grande Abraço

    Antonio

    PS – quanto aos invejosos, aos jornalistas menores, não gaste seu latim e seu emocional com eles. Como diria o antigo cronista social, Ibrahim Sued, “os cães ladram e a caravana passa”….

    PS2 – a sensacional tocada do Daniel com a Ferrari me fez lembrar de outro brasileiro que também andou muito bem com os GT’s, da marca do Cavallino: Jaime Melo Jr. Lamentavel que a carreira dele tenha se encerrado antes da hora…..

  17. Adriano de Avance Moreno disse:

    Rodrigo, Le Mans possui uma atmosfera única e indescritível. E seu entusiasmo e empolgação por pisar neste piso sagrado do automobilismo que é o traçado de Le Sarthe é mais do que justificado. Você praticamente realizou, com grande mérito, o sonho de estar presente a uma das mais icônicas provas do automobilismo mundial. Uma recompensa mais do que merecida depois de tantos anos de profissão acompanhando o mundo do esporte a motor. Que esta sua primeira participação “in loco” em Le Mans seja só a primeira de várias presenças na pista francesa nos próximos anos. E, com relação a falta de caráter e falsidade de muitas pessoas, sei muito bem o que é ser muito mal compreendido por uma legião de pessoas que lê meus textos, e depois ainda me acusa de praticar jornalismo “mau caráter”, mimizento, entre outros adjetivos menos educados quando expomos nosso ponto de vista sobre certos acontecimentos, tentando sempre ser imparcial e justo com todos. A este tipo de crítica, dou de ombros, e todos aqueles que tratam de denegrir o seu trabalho, é esquecer este tipo de turma, porque não é para eles que sentimos prazer em escrever. Críticas, contudo, sempre são bem-vindas, desde que construtivas e objetivas, mas as advindas de gente de baixa moral… Estas não somos obrigados a aturar. Você certamente teve uma semana e tanto, e aposto que já está até contando as horas para a 24 Horas de Le Mans de 2020, e com a chance de poder voltar a estar presente. E, diga-se de passagem, que quantidade de disputas na pista! Especialmente nas classes GT, ver todo aquele pessoal acelerando fundo colados uns aos outros na grande reta. Quisera que a classe LMP1 tivesse tal luta… Quem sabe na era dos hypercars que vem por aí. E pau na máquina com todos os pilotos. Uma grande corrida, e uma corrida grande, onde até o último minuto nada podia ser dado por certo. Que o diga a Toyota, pelo que viveu recentemente, e pelo que ocorreu nesta edição… Imagino que agora deva estar curtindo uma daquelas ressacas pós-corrida bem bravas… E com uma grande sensação de dever cumprido, por todo o belo trabalho desempenhado. E parabéns por tudo, Rodrigo! E Vive Le Mans!!

  18. Automobilismo Brasileiro disse:

    Uma experiência única, que poderia ser contada em detalhes para aqueles que um dia sonham em conhecer o lugar e a prova mítica. Existem 4,597 motivos para o definhamento do automobilismo nacional. Aqui foram explicitados mais alguns.
    Poderiam ter sido colocadas 4.597 informações/detalhes, dicas…
    De que vale uma rixa com um piloto que um dia cobrou e colocou ao vivo uma informação que vc não sabia ?
    Ficou magoado….tem de saber tudo…???
    Vai e aprende, simples assim. Te informa, contatos não lhe faltam, evolua……
    O teu blog é o que há de pouco sobre automobilismo no Brasil, mas isso…..
    A desforra não contribui em nada…..aliás….dá razão para aquele que um dia te deu a letra.
    Uma pena…..

    • Rodrigo Mattar disse:

      Lamento que a sua visão seja tão tacanha quanto aquele que você se referiu. Enfim, um comentário negativo entre muitos positivos. Mas ficará aqui. Não será reprovado porque pelo menos você foi educado nas suas argumentações. Passar bem.

    • luis andre disse:

      meu senhor que fez esse comentario nem sei seu nome so lhe digo o seguinte eles reporteres comentaristas colunistas e locutores fazem mais pelo automobilismo que todos que escrevem e criticam co pseudonimos e nunca gostei de nascar por exemplo e hoje sou um torcedor que nao perco uma e torço que nem louco por uma categoria que nunca admirei ..parabens a fox sports… em especial a vc rodrigo mattar,edgard parceiro de corridas , E a todos da fox pelos fim de semanas de total emoçao….ass:luis andre ferreira

  19. Nelson Souza disse:

    Parabéns Rodrigo! Acompanho tua devoção ao endurance, tenho certeza que sem a sua luta não teríamos uma cobertura tão ampla das 24 horas de Le Mans na TV, obrigado por conquistar isso para nós! Fico muito feliz de ver você em Le Mans, se tem alguém que merece esse êxito, com certeza é você, tenha a certeza que não há jornalista no Brasil que entenda mais de endurance do que você, você merece todo o reconhecimento possível e imaginável, que se dane o piloto CEO de uma corrida sem piloto… É uma pessoa menor, que nunca vai chegar aos pés de um Rodrigo Mattar! Que seja a primeira de muitas coberturas em Le Mans!

  20. Carlos Eduardo disse:

    Rodrigo, foi simplesmente ESPETACULAR a transmissão de vocês! Parabéns a todos os envolvidos e foi muito legal ver sua felicidade ao acompanhar a corrida in loco! Sucesso sempre pra você!

  21. Antonio Vidal disse:

    Fala Rodrigo!

    Dividirei meus comentários em 3 partes; a primeira versando sobre a transmissão da FOX SPORTS.
    Parabéns a todo time do canal, Começo a me simpatizar pelo Thiago Pereira, tem futuro, o garoto. Agora, assistir as 24 Horas de Le Mans com os comentários do”MESTRE” é algo imensurável, histórias e estórias fantásticas da época de ouro automobilismo, dados técnicos que só quem sentou na “barata” sabe explicar como ninguém…agora: “filé de aliche” foi sensacional….
    PARABÉNS FOX SPORTS!

    RODRIGO MATTAR: empolgante e comovente participação. É claro e evidente a paixão que você carrega por aquilo que faz e fez neste fim de semana. Continue assim. Concordo plenamente pela tal “monocultura” que reza no nosso esporte onde o que impera aqui, automobilisticamente falando, é só e tão somente, Fórmula 1…Fórmula 1.

    A CORRIDA:

    Este ano tínhamos tudo para o bi-campeonato na LMGTEPRO, mas os freios, nos castigaram…KÈVIN ESTRE e vinha bem, impondo um ritmo fortíssimo, quando precisou ir pra UTI…assim, a AF CORSE herdou a liderança que foi duramente disputada madrugada adentro, onde FERRARI, CORVETTE e os PORSCHEs duelaram sempre entre 3:51m e 3.52m…foi lindo de se ver, volta a volta, via FIAWEC.COM, a batalha campal na na madrugada de LE MANS. Parabéns a trinca da FERRARI pela conquista. Decepcionante participação da A. MARTIN que só saiu na foto por conta da pole, depois, sumiu. Já a BMW, saiu da categoria com um gostinho azedo de ter tentando pelo menos, mostrado um pouco mais…triste.
    REPITO: PARABÉNS RODRIGO PELO SEU ENVOLVIMENTO E POR QUE NÃO DIZER, PELO SEU SACERDÓCIO, POR TER O COMPROMISSO DE QUERER NOS MOSTRAR TUDO O QUE VOCÊ VIVEU LÁ…SHOW!

    FALTAM 365 DIAS PARA AS 24 HORAS DE LE MANS 2020!…FORÇA PORSCHEEEE!

    • André Fonseca disse:

      Edgard Mello Filho é covardia, né!?

      Ouvir o choro dele ao final da prova, com os brasileiros vencendo foi lindo!!!

      Mas qual foi a história da ” filé allice”???

      Acho que essa eu perdi…

      • Rodrigo Mattar disse:

        Eu também perdi, porque não sei o contexto. Eu não tinha o retorno da transmissão deles no meu ouvido em momento algum.

  22. Paulo Alexandre Teixeira disse:

    Só digo isto, Mattar: mereceste. E que venham mais vezes, pode ser que um dia nos cruzemos!

  23. Sérgio Ferraz disse:

    Falou tudo!!!!

    Le Mans é único e é muito mais que estar na olhando pra pista, é visitar o vilage e é andar de ônibus pra ver a corrida de vários lugares.

    Pra quem ainda não eu recomendo comprar um lugar na arquibancada perto da largada, sempre que ouço a música antes da largada me emociono.

    Mattar, se tem um jornalista que merece estar ali todo ano é você. Parabéns pelo trabalho!

  24. Goncalo disse:

    Bom dia Rodrigo,
    É a primeira vez que faço qualquer tipo de comentário aqui apesar de acompanhar o blog todos os dias desde bastante tempo.
    Sou portuga e gostei imenso de o ouvir na transmissão do Eurosport, demonstrou tudo , emoção , paixão e acima de tudo conhecimento do que estava a falar.
    LeMans é mais que uma corrida , É A CORRIDA , um lugar sagrado que todos temos que visitar um dia.
    Continue a brindar-nos diariamente com um blog excelente e que aborda quase todas as categorias do desporto que amamos.
    Quanto ás criticas e comentários infelizes , se forem construtivos muito bem , se for só para dizer mal , como se diz aqui ” .. vozes de burro , não chegam ao céu … “.
    Continue o excelente trabalho , todos os leitores fieis aqui estão a apoiar.
    Grande abraço do outro lado do atlântico.
    Gonçalo

  25. LUIS FELIPE BEZERRA disse:

    Rodrigo,

    Vc mereceu ir pra aí. Ao contrário do seu caso, dão muitas pérolas aos porcos. Alguém com o tesão que vc tem pela prova, ter a oportunidade de estar em loco é emocionante pra quem vê. Agora que tomou gosto, tira o Visto americano, para que nós tb tenhamos o prazer de te ver em Daytona.

  26. Carlos Belleza disse:

    Rodrigo, parabéns por tudo, principalmente pela emoção! Acompanhei na íntegra a transmissão da Fox, estava espetacular! As tuas intervenções e os comentários do Edgar deram grande brilho ao evento! Os pilotos brasileiros nos deixaram orgulhosos!
    Vai um convite: vem assistir e cobrir as 6 Horas de Guaporé 14/9, campeonato gaúcho de Super Turismo, mais de 30 carros no grid e com um detalhe, os pilotos estarão lá, porque são apaixonados pelo automobilismo, assim como tu!
    Grande abraço!

  27. Fabiano Zanon disse:

    PÁU NELES MATTAR!!!!

    Eu gravei um pedaço de uma das tuas entradas ao vivo. Mandei no chat do face.

    ACREDITO QUE OS OUVIDOS FORAM PURIFICADOS E A ALMA FOI LAVADA COM GASOLINA E O CORPO FOI DEFUMADO COM FUMAÇA DE BORRACHA QUEIMADA A CADA PITSTOP.

    Acertei?

    GRADE ABRAÇO FRANDE AMIGO!!!!

  28. Sergio Luis dos Santos disse:

    Se a nota do UOL é ruim, imagina a do G1 que nem falava do campeonato da LMP2 no Negrão… Sem contar que, como é usual, se não transmitem mal falam… Grande abraço. Pena que perdi a entrada de aventura na roda gigante…

  29. luis andre disse:

    parabens a vc Rodrigo Mattar pela nosso prazer de podermos assistir o verdadeiro automobilismo competitivo nao a procissao de domingo da F1 …criticas deixe que façam ..Parabens ao fox sports pelo verdadeiro prazer de assistir um icone do automobilismo mundial e pelas memoraveis corridas da nascar entre outras transmissoes deste canal …mande um grande abraço a Edgard de Melo Filho parceiro de corridas…..nunca desista zoiao sempre vao existir a mais denegrir do que aplaudir…MEUS SINCEROS APLAUSOS A VCS E FOX SPORTS

  30. Wilson Carpini disse:

    bom dia Rodrigo.
    Seu mérito, sua competência o credencia para a tarefa que lhe foi dada.
    Acompanho suas transmissões desde os tempos de sportv, o blog sei lá a quantos anos visito quase que diariamente.
    Não é puxação de saco, afinal nunca conversamos pessoalmente, somente esporadicamente via Messenger, mas mesmo assim, vc faz transmissões sensacionais, dá cobertura a varias categorias que muita gente talvez nem saiba que exista.
    O fato de vc estar em Le Mans era uma “tragédia anunciada” que eu acho que demorou um pouco, mas chegou a sua vez.
    Sei que sinceridade é seu forte, pelo que já vi aqui no blog e no facebook, uma sinceridade desconsertante, que muitos evitam para não ter brigas por aí.
    Às vezes, alguns brasileiros tem o mau hábito de diminuir a conquista alheia, de desmerecer as conquistas de nós mesmos brasileiros… exemplo: procure alguma notícia extensa na imprensa brasileira sobre o título do Raul Boesel em 1987, ano que Piquet foi tri na F-1… mal tinhamos informações sobre a F-Indy, onde Emerson Fittipaldi recomeçava a vida
    De mais a mais, parabéns pelo sonho realizado, pela jornada cumprida, pela obra concluída.

  31. OZZMAIR disse:

    A sua entrada quando estava na roda gigante foi épica , ainda mais com o som dos carros ao fundo , e esse som dos carros ao fundo ficou melhor ainda quando se escuta o som único do Corvette. Um abraço e parabéns!!!

  32. Amaral disse:

    Vou dizer o que, para alguém que já disse tudo?
    Somente meus sinceros parabéns, e votos de que essa seja a primeira de muitas coberturas, e que Le Mans seja seu segundo quintal de casa!
    Você merece. E muito!
    Toda a felicidade do mundo a você e ao blog!

  33. Frederico Pereira disse:

    Rodrigo,
    Parabéns!
    Quando estiver descansado e tiver um tempo minha sugestão seria fazer um post com dicas para quem deseja ir assistir a prova. Tipo: onde ficar, meios de transporte para chegar ao autódromo, se é possível entrar e sair do autódromo quantas vezes quiser, atrações, etc.
    O considero o melhor jornalista de endurance do país disparado!
    Abraços.

  34. Farid Salim Junior disse:

    Caramba! não há como descrever uma alegria dessas, Rodrigo! Que se danem os invejosos de plantão, os mal humorados, os negativos de alma… Fodam-se todos!
    O importante é que você esteva lá – a trabalho, é certo – para ver de perto, ser testemunha do maior espetáculo automobilístico do planeta! que me perdoem os americanos, com sua mania de grandeza…
    Muito mais do que merecida, a sua presença foi mais do que necessária!
    Agradeço muito a você, por ter há poucos anos, efetuado a melhor narração de uma Transmissão dessa coisa linda e louca, que são as 24 de Le Mans, contando com propriedade, a história da corrida e seus principais atores! Fiquei encantado em ver e ouvir, crendo que você fosse um habitual frequentador dos boxes. Ali, você ganhou mais um fã, um admirador da qualidade do seu trabalho e, hoje, seguidor do seu blog. Recebi com muita alegria a sua chegada em um dos grupos criados por Wiliam José Tomáz – lá no Facebook, por saber da qualidade de seus escritos.
    Portanto, só tenho a agradecer a você e, também, parabenizar sua coroada participação nesse grandioso evento! que venham as 24 Horas de Le Mans de 2020, com você lá, ancorando a próxima transmissão da corrida, ok? Forte abraço!

  35. Daniel Grillo disse:

    Caro Mattar, na condição de apaixonado por automobilismo e admirador de seu trabalho, não posso deixar de parabenizá-lo uma vez mais. Pessoas que, como eu, se arrepiam com a mera menção ao nome “24 Horas de Le Mans”, não podem deixar de agradecer por termos sido brindados com a cobertura de altíssimo nível técnico. Um forte abraço.

  36. Cristiano Azevedo disse:

    Caro Rodrigo,

    Fiquei muito feliz com sua ida a Le Mans. Sério mesmo, comemorei como uma vitória do Vasco ou da McLaren (meus times do peito) quando soube que você estaria em La Sarthe. Acompanho seu trabalho de longe faz algum tempo, e agora pela FOX na cobertura do WEC. A sua paixão por Le Mans é explicita e tão bonita, que para mim é uma coisa que dá vontade de ajudar a realizar, caso fosse possível.

    Por isso, para mim, a maior vitória de Le Mans nesse ano foi sua. E todos nós ganhamos. A transmissão que sempre foi excelente, foi ainda melhor tendo você correspondendo in loco do circuito, fazendo entrevistas, conversando com a equipe, passando detalhes que nos aproximam ainda mais do evento.

    Parabéns a você, a equipe e a FOX.

  37. Raul Araujo disse:

    Rodrigo Mattar, Parabéns!
    Meu resumo deste texto emocionante é uma paródia do grande Everaldo Marques: “Você é RI-DÍ-CU-LO!!!!”
    Forte abraço,
    ST.
    Raul Araujo

  38. Paulo Moita disse:

    Rodrigo Mattar, parabéns pelo seu talento pra escrever sobre o esporte a motor em todas as categorias. Tenho acompanhado seus textos com atenção há muito tempo, pois são sem sombra de dúvida as melhores fontes de informação no momento tão ruim por que passa o esporte a motor nessa república das bananas.
    Continue assim, firme e forte, com esse excelente trabalho! Abraços

  39. Douglas Almeida disse:

    Rodrigo, foi mais do que merecido tua ida pra Le Mans, e garanto que nós que lemos tua página ficamos muito felizes por ti.
    Sobre a transmissão, você, Thiago e o Edgard deram show, pelo espaço, competência e a paixão que vemos que tem pelo esporte.
    Que venham outras viagens pro templo sagrado do endurance.

  40. Joao disse:

    Alguém me coloca em contexto nessa situação toda? Quem é o piloto e o que foi que aconteceu?

    • Ricardo disse:

      Rapaz, também to curioso pra saber, quem é o escroto de 2017?? O que aconteceu?? Alguém atualiza a gente aí por favor! kkk

      • Carlos disse:

        Lucas DiGrassi, que fez uma puta duma cagada de jogar futebol às vesperas da corrida, se machucou, não pode correr, e ai ficou em casa reclamando da transmissão, inclusive criticando o Mattar.

        E foi DEFENESTRADO por fãs que assistiam a transmissão e meteram a boca nele, ao vivo. Coisa linda de se ver.

      • Rodrigo Mattar disse:

        Carlos, dizem também que existiu outro motivo que o impediu de correr, mas… é melhor não ficar gastando vela com quem não corre mais por lá.

      • André Fonseca disse:

        Aaaaaaaaaaaaaaaaah Mattar, fala aí vai…

        Foi “falta de competência” mesmo!?

      • Ricardo disse:

        Puta merda é verdade, lembrei… tinha que ser esse cidadão… Isso mesmo Rodrigão, não gastemos mais velas com esse defunto, não vale a pena e esse é o tipo de arrogante petulante que morre pela boca, se é que não já morreu né, pelo menos pra Le Mans…

  41. Sandro disse:

    Feliz por você Rodrigo, você merece.

  42. Jonny'O disse:

    Parabéns Mattar por Le Mans! ano que vem terei uma casa na faixa em Rouen!

  43. Éder disse:

    Valeu, Rodrigo! Você merece. Que essa seja a primeira de muitas viagens a Le Mans.
    Espero um dia realizar esse sonho também. Eu sonho em fazer uma homenagem (com uma cruz ao lado da rodovia) ao grande Christian Heins, que infelizmente perdeu a vida naquela mítica pista. Abraço!

  44. Raphael disse:

    Boa noite Rodrigo, acompanhei vc’s pela Fox Sports e nos momentos que acompanhei dava pra ver que vc estava emocionado! Parabéns! Acabei de ler com tristeza que o carro do Fraga foi desclassificado!

  45. Jose Carlos Pereira disse:

    Estou feliz por vc realizar seu sonho. Também sou fã desta corrida maravilhosa, tenho 52 anos e também conheci a prova pelo filme de Steve McQueen, já gostava de carros esporte devido aos desenhos do Speed Racer. A 24 Horas de Le Mans é um espetáculo, parabéns.

  46. Marcelo Pacheco #49 disse:

    Caro Rodrigo, estive em Le Mans em 2013 onde pude ver vencerem (além de ganhar autógrafos em carros 1/18 que venceram a provadeos mitos McNish e Kristensen entre outros ex que também venceram a prova, ver e ouvir enquanto filmava, tocava e tinha orgasmos multiplos o Mazda 767B, Porsche 917 #23, Peugeot 905 #7 e o Primeiro Audi Turbo Diesel, todos ligados a centímetros de mimb Pude entrar na pista momentos antes da largada e ver passar ao meu lado Jean Todd, pude participar super bem posicionado da Parada dos pilotos e a festa que veio após ela em plena praça, parada esta que é tão legal qto a corrida. Pude estar perto e fotografar com inúmeras lendas entre elas Dr Wolfgang Ullrich que foi muito simpatico e disse adorar o Brasil, pude ver Bruno Senna gritar Brasil qdo viu minha bandeira durante a parada, pude ter a simpatia do Minassian qdo lhe disse que assim como ele naquela prova, também corria com o #49 aqui e ouvir dele “que legal o seu carro” e “olha, ele tambem corre de #49” se dirigindo a um dos parceiros daquele ano…. Enfim… Faço das suas as minhas palavras pois sentimos as mesmas coisas (e nem citei o Museu) de la pra cá meu parceiro na viagem (e que já havia ido sozinho em 2010), Ike Nodari assistiu todas as provas na íntegra aqui em casa, onde viramos a noite e nossas esposas ja sabem que nada podem marcar pra este final de semana. Em breve voltaremos e quem sabe, bebemos umas por lá. Quero também parabenizar a Fox Sports Brasil pela oportunidade em termos as janelas com “nossa turma” através de vc, do Thiago e do MESTRE Edgard. Quem sabe um dia conseguiremos uma transmissão na íntegra desta que é a melhor corrida do mundo. Abs e parabéns.

  47. André Fonseca disse:

    Já acompanho o Mattar a muito tempo, desde o “outro canal”, e lembro de sempre falar com carinho sobre Le Mans. Se a memória não me trair, algumas vezes no ar já tinha dito que gostaria de ir até a mítica corrida.

    Com as mídias sociais, ele foi uns dos primeiros jornalistas esportivos que comecei a seguir (dos poucos que sigo até hj), pq é um cara original, justo com o que pensa. Algumas vezes já discutimos, política inclusa, mas sempre dentro dos argumentos de um lado e do outro, com alguns palavrões.

    A satisfação em acompanhar a realização do sonho desse que é disparado o maior e melhor jornalista de automobilismo do Brasil, por todos os canais que ele escreve/aparece, é sensacional!!!

    Como se eu mesmo estivesse ao lado dele na roda gigante…

    Parabéns Mattar, pode ter certeza que essa foi a primeira de muitas viagens até La Sarthe!!!

    • Rodrigo Mattar disse:

      Boa André!

      No que interessa, pode ter certeza que a gente fala a mesma língua.

      Obrigado por suas palavras. Tenho certeza que são verdadeiras e refletem o que você pensa.

      A gente pode discutir por outra coisa. Por automobilismo, nunca! Jamais!

      Grande abraço!

      • André Fonseca disse:

        “É nóis”, Mattar!!!

        Automobilismo, nunca discutiremos!!!

        Gosto demais, apesar dos meus parcos conhecimentos…

        HE HE

        Agora uma dúvida: Le Mans novamente ou 24 Horas de Spa???

      • Rodrigo Mattar disse:

        Cara, quero muito voltar a Le Mans.

      • André Fonseca disse:

        É, acho que só iria para Spa depois de “enjoar” de Le Mans…

        “Já fui umas 4 ou 5 vezes em La Sarthe, aí dá aquele estalo e pronto, esse ano vou pra Spa!!!”

        HE HE HE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *