MENU

6 de junho de 2019 - 18:2524 Horas de Le Mans, Miniaturas

Pequenas maravilhas – especial 24 Horas de Le Mans: Chaparral 2D (1966)

IMG_0989

RIO DE JANEIRO – Poucos carros foram tão lendários quanto os Chaparral, o que faz do texano Jim Hall – ainda vivo, aos 83 anos – um dos grandes gênios da história do automobilismo. Muitas das contribuições que o esporte teria pelas últimas décadas, como o uso de transmissão automática e de artefatos aerodinâmicos móveis, foram testadas e introduzidas numa geração de Esporte-Protótipos que encantaram toda uma geração de entusiastas e continuam até hoje impressionando aos que nunca os viram de perto.

E o Chaparral não poderia faltar não só nas 24 Horas de Le Mans, como na série especial de miniaturas de modelos que correram em La Sarthe.

O primeiro carro com que Jim Hall decidiu encarar a maior prova de Endurance do planeta foi este da foto: o protótipo 2D, concebido com motor Chevrolet V8 5,4 litros, que tinha 420 HP de potência e era equipado com uma transmissão de três marchas apenas. Aliás, o Chaparral era incrivelmente leve para os padrões da época, com peso mínimo de 892 kg, facilitado também pelo monobloco construído em fibra de vidro e resina epóxi.

E antes da corrida francesa, vencera os 1000 km de Nürburgring exatamente com Phil Hill e Joakim Bonnier a bordo, numa atuação monumental do carro ianque contra os construtores europeus, Ferrari e Porsche, por exemplo.

Largando da 10ª posição entre 56 carros com o tempo de 3’35″1 (média acima de 225 km/h para a época), o Chaparral passou em sétimo na primeira hora de prova. Mas acabaria por cair na classificação, com problemas técnicos. Figurou entre o décimo-sexto e o décimo-oitavo lugares nas horas seguintes, evoluindo para a 14ª posição ao fim da hora #4. O carro chegou ao 12º posto e não melhoraria além disso – uma falha elétrica insolúvel tirou o protótipo da disputa após 111 voltas completadas, com um terço de disputa.

A Chaparral Racing Cars voltaria às 24 Horas de Le Mans em 1967 – mas aí o carro já era o 2F, outra lenda do Endurance.

E quem matou a pau com a miniatura do 2D foi o Caio Gruber, de Curitiba. A réplica dele é em escala 1/43, fabricada pela Minichamps – com o requinte da reprodução do estepe na traseira e das fitas que conservavam mais ou menos inteiros os faróis dianteiros.

Compartilhar

4 comentários

  1. Carlos Eduardo Nogueira disse:

    A escala correta é 1/43, a tampa do motor sai. Essa série Box de papelão da Minichamps foi feita apenas nessa escala.

  2. Vinicius disse:

    Foi pela equipe do lendário Jim Hall que Gil de Ferran estreou na Indy/CART na temporada 95. As duas últimas vitórias da Hall foram conquistadas pelo Gil: Laguna Seca 95 e Cleveland 96.

  3. Caio Gruber disse:

    Show de comentários Rodrigo. Vc é o Cara, quando falamos de Protótipos e Le Mans. Vc deveria escrever um livro ! Parabéns !
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *