MENU

1 de julho de 2019 - 18:40Automobilismo Nacional

É pra rir ou pra chorar?

65764284_1125089007697245_3874656517898633216_o

RIO DE JANEIRO – Olha… é de um primarismo absurdo essa arte que a Prefeitura do Rio de Janeiro compartilhou em sua página do Facebook. Me faz sentir vergonha – uma vergonha infinita – de ser carioca.

Até meu filho (quem sabe eu mesmo, talvez) faria algo muito melhor do que isso aí.

Custava inclusive colocar o croqui da pretensa pista do Rio de Janeiro ao invés de Monza, com esse trabalho porcaria?

A propósito: alguém pode me responder como interessa tanto à esfera municipal, estadual e federal se intrometer tanto num empreendimento de iniciativa privada?

E que inclusive não tem sequer 1% do capital mínimo exigido para se fazer o complexo? Não sou eu quem está dizendo: é o G1, em matéria assinada por Felipe Grandin e Gabriel Barreira.

Tem gente inteligente caindo nessa historinha. E como tem…

18 comentários

  1. Ivair disse:

    É inacreditável!!!! Da vergonha atualmente de ser brasileiro. Somos ridicularizados no mundo em varios aspectos e agora mais isso. É triste! Pobre país

  2. Rafael disse:

    Investimento de uma empresa privada usando uma linha de crédito do BNDES.
    Certeza que vão fazer isso se for pra frente, o que ñ acredito.

  3. Geraldo Netto disse:

    O que está em questão é a eleição para Presidente em 2020. Esse é o primeiro embate entre Bolsonaro e Dória.

  4. Carlos Faria disse:

    Relaxa Rodrigo! Ignora! Vocês jornalistas têm prioridades melhores do que dar ibope para algo inútil, imbecil, idiota etc… Sou muito seu fã! Um grande abraço!

  5. walter disse:

    Seria muito bom que o Rio tivesse um autódromo.
    Na conjuntura econômica atual, é inverossímil que pudesse ser construída uma pista com recursos públicos.
    Para ser com recursos privados, seria necessário um sofisticado ‘project finance’, para dar o capital necessário para construir (é uma grana alta, nos primeiros anos), podendo esse capital voltar aos investidores no longo prazo.
    Para esse retorno privado acontecer, seria necessária uma alta ocupação. A F1 é importante, mas seria um prejuízo certo, porque os ‘fees’ cobrados consomem todo o lucro (ver https://www.raconteur.net/business-innovation/how-much-does-it-cost-to-stage-a-grand-prix ou https://www.forbes.com/sites/csylt/2017/03/13/the-1-billion-cost-of-hosting-an-f1-race/#259659324f79 , ou https://www.quora.com/How-much-does-it-cost-to-host-the-f1).
    A Prefeitura de São Paulo diz ter lucro, por causa dos impostos e da exposição da cidade, mas isso não resolve a vida dos investidores privados.. E o investimento em Interlagos é uma grana alta.
    As demais corridas nem geram público, nem geram renda. Outros eventos ocupariam a praça esportiva do novo autódromo?
    A era petista revelou que grandes parques esportivos não são rentáveis.
    Estou contente de ver que, aqui no A Mil Por Hora, uma discussão importante como essa não tenha descambado.
    Obrigado, Mattar!

  6. Carlos Pereira disse:

    Nada contra em ter um circuito no RJ. Aliás, uma vergonha ter sido destruído Jacarepaguá. Vamos ver projetos sem cabimento nessa época de poucas políticas publicas práticas, e enganação pra cima do povinho. Muita gente interessada nisso … cheira e muito à maracutaia.

  7. Rafael N disse:

    Nossa, é verdade esse bilhete??

  8. Ricardo Talarico disse:

    Acho que a mídia não deveria comentar ou divulgar essa palhaçada.
    É pior que as piores fake news.
    Melhor ignorar.

  9. “É pra fazer igual Monza, talkey ?”

    (Rodrigo, OFF TOPIC: pesquisando sobre outras coisas achei ao acaso essa interessante galeria do piloto Kurt Ahrens: http://www.carlosghys.be/html/biography_ahrens.html
    Um abraço !)

  10. Jonny'O disse:

    Caray véi …..vamu ter uma Monza!!!!!!

  11. Rodrigo disse:

    Tô achando que o sobrinho que fez isso premeditou, porque no fundo é de uma coerência absurda, do traçado gaiato ao carrinho vermelho com a bandeira do Brasil, passando pelo slogan, que de tão histriônico chega a ser sarcástico.

  12. Marcos Abreu Ferreira disse:

    Rodrigo, existiu algum projeto de se construir um autódromo junto ao parque olímpico. Ninguém nunca pensou em algo assim?

    https://drive.google.com/open?id=14Le_nYwAGkBKDIp9lji_FfIFsQA1MCy-

  13. Alan Ambrosini disse:

    Vergonhoso! Neste assunto, estão passando todas as vergonhas que eles vêem na frente.

  14. Amaral disse:

    Paint bizarro, slogan bizarro, referente a uma bizarrice sem tamanho.
    Ilustra perfeitamente o que é essa situação aí de Deodoro.
    Como carioca, pra mim seria mais que maravilhoso ver Deodoro ser mais que “um lugar que é perto de nada com coisa nenhuma” (é tipo a Plataforma 9 3/4, os trouxas passam por ela e não percebem, fica no meio de tudo, por isso não é perto da Zona Norte, não é perto da Zona Oeste, não é perto da Baixada, da Zona Sul nem precisa dizer… ) e ter alguma coisa a mais do que sua estação de trem gigante e sua infinidade de quartéis, vilas e áreas militares.
    Mas… Do jeito certo.
    Licitação séria, transparente e dentro das normas. Uma empresa que se mostrasse minimamente capaz de provar que sabe o que está fazendo. Um projeto verossímil e que fizesse sentido. E um apoio público sensato e coerente. Infelizmente nada disso existe nessa história.

Deixe uma resposta para Jonny'O Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *