Mazda pede bis e vence outra na IMSA

M
MazdaWin77
Eles não param de comemorar! Agora foram Tristan Nunez e Oliver Jarvis a ganhar para a Mazda (Foto: IMSA/Jake Galstad)

RIO DE JANEIRO – Uma é pouco. Duas vitórias, melhor ainda, pensou a Mazda na IMSA. E o Team Joest enfileirou, num espaço de uma semana, dois troféus na prateleira. Além do triunfo enfático em dobradinhas nas 6h de Watkins Glen, conquistaram outro hoje, no Mobil 1 SportsCar Grand Prix, disputado neste domingo no Canadian Tire Motorsport Park, em Bowmanville, no estado canadense de Ontário.

A pista de Mosport recebeu 33 carros na prova e Hélio Castroneves largou da pole, liderando nos primeiros instantes da disputa. Mas, a exemplo do último fim de semana, os Mazda RT24-P DPi estavam imparáveis e foi difícil segurar o ímpeto de Jonathan Bomarito a bordo do carro #55. O piloto dos EUA passou o brasileiro do Acura Team Penske e foi embora.

O domínio dos carros vermelho sangue não foi incomodado em grande parte da disputa. Dane Cameron e Juan Pablo Montoya juntaram-se a Oliver Jarvis/Tristan Nunez e mais Helinho e o parceiro deste, Ricky Taylor, para lutar pelo 2º lugar, já que Bomarito e o colega Harry Tincknell eram dominantes.

Mas as coisas começaram a acontecer: uma saída de pista do protótipo Oreca LMP2 guiado por Cameron Cassels gerou enfim o primeiro Safety Car na disputa. Foi o que o Team Penske e também a Action Express, com Pipo Derani/Felipe Nasr, imaginava para tentar discutir a vitória com os carros do Team Joest – que inverteram posições numa parada de rotina, quando a pistola usada na troca de pneus não funcionou no traseiro esquerdo do #55 de Bomarito/Tincknell, dando a liderança ao duo Jarvis/Nunez.

Logo após a bandeira verde, um baita susto: o brasileiro Victor Franzoni saiu da pista na temida curva 2, um ponto de enorme velocidade do traçado canadense. O piloto não conseguiu evitar a violenta pancada de seu Cadillac DPi-V.R na barreira de pneus. Carro destruído e prova em bandeira amarela, temeu-se pelo pior.

Mas felizmente a segurança passiva funcionou e Victor saiu dos destroços consciente e alerta, sendo levado primeiro ao centro médico do infield do circuito e depois a um hospital para uma checagem geral a fim de verificar se não havia lesões internas no corpo do garoto. O carro #50 da Juncos Racing ficou imprestável.

A direção de prova deu bandeira vermelha para o conserto da barreira de pneus num ponto perigoso da pista e a corrida relargou para menos de 15 minutos alucinantes. Em que ninguém conseguiu conter os Mazda e Pipo Derani, numa manobra sensacional, ainda conseguiu o 4º lugar – logo atrás de Juan Pablo Montoya/Dane Cameron, que assim seguem líderes do campeonato. Só que agora com três pontos de vantagem: 207 a 204.

Oliver Jarvis/Tristan Nunez completaram 125 voltas no total numa prova que, oficialmente, terminou com pouco mais de 2h48min, incluído o tempo de bandeira vermelha. Com o triunfo, a dupla alcançou o quarto lugar na classificação, beneficiada também pelo problema que tirou Filipe Albuquerque/João Barbosa da disputa, a cinco minutos do final.

Na LMP2, novamente faltou disputa e Matthew McMurry venceu com Dalton Kellett, terminando em 10º na geral, enquanto Cameron Cassels/Kyle Masson se contentaram em fechar a disputa várias voltas atrasados. Isso mudou a classificação do campeonato, com o piloto do #52 da PR1/Mathiasen voltando à ponta da tabela com 165 pontos, dois a mais que os rivais da Performance Tech.

A Porsche chegou ao quinto triunfo (consecutivo, é bom lembrar) em seis etapas na GTLM, com as estratégias determinando o quadro mais favorável ao construtor do cavalinho empinado de Stuttgart. Ganharam Earl Bamber/Laurens Vanthoor, que brigaram até os últimos instantes pelo triunfo com a BMW de Jesse Krohn/John Edwards, além do outro Porsche com Patrick Pilet/Nick Tandy e a segunda M8 GTE de Connor De Philippi/Tom Blomqvist.

Dessa vez, Ford e Corvette tiveram que se contentar em ficar nas posições de coadjuvante, com os C7.R sofrendo após a adição de 10 kg de lastro. Com três vitórias, Bamber/Vanthoor recuperam a dianteira na classificação com quatro pontos de frente para Tandy/Pilet e onze para Antonio Garcia/Jan Magnussen.

E na GTD, num repeteco do que aconteceu no último domingo, a Turner Motorsport discutiu a vitória com a Meyer Shank Racing e desta vez a BMW riu por último. Vitória de Robby Foley e Bill Auberlen, que triunfou pela 59ª vez na IMSA – a uma de igualar o recorde de Scott Pruett, que ganhou 60 vezes na série (incluindo Rolex SportsCar e ALMS, evidentemente).

Porém, Mario Farnbacher/Trent Hindman não podem e nem devem ficar tristes, pois com o segundo posto dispararam 19 pontos de avanço sobre Frankie Montecalvo/Townsend Bell, que chegaram em terceiro com o Lexus da AIM Vasser Sullivan Racing. Após andar em quinto na maior parte da disputa, alcançando inclusive o segundo posto em alguns momentos, Bia Figueiredo/Katherine Legge saíram da disputa com o sexto posto, perdendo nos instantes finais duas posições para os Porsches de Patrick Long/Patrick Lindsey e Scott Hargrove/Zach Robichon.

Agora os protótipos só voltam às pistas em agosto na etapa de Road America. GTLM e GTD terão a primeira de duas provas exclusivas deles, sendo a próxima em Lime Rock Park, o pequeno circuito de Connecticut, no próximo dia 20.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

11 Comentários

      • Sim, entendo que não tem culpa alguma e quem sou eu pra culpa-lo, sabe se terá a VT da prova ou se conseguirá disponibiliza-la aqui no blog???
        PS: Parabéns atrasado pelo excelente cobertura de LeMans

      • Aqui no blog, só com a narração original. Quando estiver disponível, eu subo.
        PS.: obrigado pelo seu PS! heheheheheh

  • Correção:
    RODRIGO MATTAR, espero que tenhamos um “Para quem não viu:”, da prova do Weathertech no Mobil 1 SportsCar Grand Prix, 7ª etapa da série IMSA, que foi preterida em favor da Nascar no último domingo. Por favor!!!!!!
    Abraços,
    André Knopp- Recife/PE

  • Rodrigo, existe a hipótese de revisão do BoP por parte da Imsa ainda durante a temporada?
    Os Cadillacs não estão mais conseguindo acompanhar o ritmo…

  • Sei que a culpa não é sua mattar,sai para trabalhar hoje cedo programei para gravar o vt da imsa que voce dissse no twiter ontem que seria passado hoje as 7 da manha e fui ver agora a prova da imsa ,passou nascar no lugar o vt dela,palhaçada da fox sports isso

    • Não fale assim nesse tom, companheiro. Palhaçada? Houve um problema técnico muito sério.

      A IMSA será exibida nesta semana ainda. Várias vezes, aliás.

  • PORSCHE+PORSCHE+PORSCHE+PORSCHE+PORSCHE = 5 x PORSCHE…TEMOS UM NOVO RECORDE NA GTLM!
    Saudações galera…também esperei pela transmissão, mas creio que de forma alguma podemos reclamar de uma emissora e equipe que tanto vem oferecendo em termos de transmissão de provas no automobilismo mundial…continuemos a aplaudir ao esforço da FOX SPORTS BRASIL…

    Força PORSCHEEEEE!!!!

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames