O WEC em números

O

EDNXeBEXsAEw8oN

4 – brasileiros no grid: Bruno Senna, Pipo Derani, André Negrão e Felipe Fraga.

7 – construtores envolvidos nas quatro categorias em disputa.

9 – número de chassis construídos pela Oreca – inclusive os dois Rebellion e o Alpine – recorde entre os protótipos.

11 – pilotos com passagem pela Fórmula 1 no plantel de inscritos da temporada 2019/20.

16 – pilotos do WEC na Super Season 2019/20 com pelo menos um título conquistado na competição.

20 – equipes confirmadas na temporada completa nesta Super Season.

21 – total de estreantes no WEC nesta edição das 4h de Silverstone, entre eles o brasileiro Felipe Fraga.

24 – países com pelo menos um piloto inscrito na abertura do campeonato. A Inglaterra tem nada menos que 20 competidores.

27 – pilotos brasileiros, contando com Felipe Fraga, a participar pelo menos uma vez numa corrida do WEC.

30 – pódios para Gianmaria Bruni, recorde entre os pilotos inscritos no Mundial de Endurance.

31 – número de carros no grid da Super Season 2019/20.

58 – corridas na história do WEC e também de participações do alemão Christian Ried, o único presente em todos os eventos desde Sebring 2012.

66 – horas de corridas na temporada 2019/20, divididas em eventos de quatro, seis, oito e 24 horas.

67 – idade do piloto estadunidense (nascido na África do Sul) Mark Patterson, o mais velho piloto do grid.

87 – pilotos participantes das 4h de Silverstone.

193 – voltas percorridas pelo carro vencedor ano passado, quando a corrida na Inglaterra ainda tinha 6h de duração.

196 – países com transmissão das etapas do FIA WEC para este ano, Brasil inclusive.

388 – pilotos que disputaram – antes da corrida deste fim de semana – pelo menos uma corrida do FIA WEC, em carros inscritos apenas para o campeonato..

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames