MENU

5 de setembro de 2019 - 21:07EF Open

EF Open volta à ação com novas caras em Silverstone

19-23-Dunner-leading-group

Vice-líder a 104 pontos de Marino Sato, que não correrá no fim de semana em Silverstone, Lukas Dunner precisa do máximo possível de pontos para se manter vivo na briga pelo título do EF Open

RIO DE JANEIRO - Presente no calendário do EF Open desde 2013, a pista de Silverstone volta ao cenário da categoria para a disputa da 7ª rodada dupla do campeonato de monopostos que integra a programação do International GT Open.

Será no mínimo uma corrida diferente. A começar pelo uso de airboxes com 28 mm de diâmetro na entrada, para otimizar as performances dos motores Mercedes HWA e Volkswagen Spiess – uma vez que mais ninguém corre com os Toyota Piedrafita.

E também pelas ausências de diversos dos protagonistas da temporada, por coincidência de datas com eventos paralelos ao GP da Itália de Fórmula 1. O líder absoluto do campeonato Marino Sato, que ganhou oito etapas (seis seguidas) no ano, estará com a equipe Campos na Fórmula 2 em Monza.

Também não estarão na rodada dupla britânica outros dois pilotos da Motopark: o terceiro colocado na classificação Liam Lawson e o 4º, Yuki Tsunoda. Outro japonês, Teppei Natori (Carlin), a exemplo dos dois já citados, também não corre em Silverstone. Os três estarão na prova da Fórmula 3.

Se o time de Trevor Carlin não tem substitutos, Timo Rumpfkeil tratou de achar sangue novo via Toshiko Oyu, piloto júnior da Honda; o dinamarquês Niklas Krütten; o norueugês Dennis Hauger – mais um protegido da Red Bull, e também o britânico Enaam Ahmed, que já esteve no EF Open e disputa a atual temporada da Fórmula 3 japonesa.

Conclusão: o único titular será Cameron Das, já que Julian Hanses, por motivos não explicados, também não disputa a prova de Silverstone.

A Fortec dobra a aposta e além de Calan Williams, inscreve o venezuelano Manuel Maldonado, sobrinho do antigo piloto de Fórmula 1 e do WEC, Pastor Maldonado. Outra equipe britânica, a CF Racing, regressa com Stuart Wiltshire.

De resto, a Teo Martín Motorsport vem com duas vagas em aberto – possivelmente o italiano Aldo Festante também deu adeus à escuderia, que concentrará esforço máximo em Lukas Dunner: o austríaco precisa fazer pontuação máxima – 25 pontos por duas vitórias e quatro pontos extras por poles e melhores voltas em cada uma das corridas – para reduzir a diferença que o separa de Marino Sato. O japonês tem 262 pontos e o europeu, 154.

As corridas serão disputadas em 15 voltas (máximo de 35 minutos) no sábado às 10h15 de Brasília e domingo às 10h. Tudo ao vivo com o streaming que o blog vai replicar do canal oficial do EF Open no YouTube.

2 comentários

  1. Claudio disse:

    A Jamie Chadwick também está correndo esse fds. A ver como será o desempenho dela comparado aos demais pilotos

  2. Cristiano disse:

    Mattar, não tenho acompanhado esse campeonato, qual a questão do airbox, era menor ou maior a entrada de ar? Até ano passado o motor era monomarca da Toyota, e agora ninguém mais usa, qual o motivo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>