MENU

15 de setembro de 2019 - 23:49Rali

Ogier revive

2019915144443

Sem vencer desde o México, Sébastien Ogier respondeu de pronto aos que o viam como morto e enterrado na briga por mais um título do WRC

RIO DE JANEIRO – Para quem dava o hexacampeão Sébastien Ogier como morto e enterrado na disputa pelo título da temporada 2019 do WRC, o piloto francês e seu navegador Julien Ingrassia deram a resposta em grande estilo. Na estreia do Rali da Turquia como evento do calendário do Mundial, a dupla conquistou uma importante vitória – que os mantém próximos do líder do campeonato Ott Tänak e seu parceiro de Toyota, o também estoniano Martin Jarvejoja.

Foi um triunfo redentor em todos os aspectos: para Ogier, que não vencia nenhuma etapa do campeonato desde a 3ª etapa – disputada em março, no México. E para a própria Citroën, que conquistou enfim uma grande dobradinha, já que Esapekka Lappi fez uma ótima apresentação ao longo do fim de semana – inclusive vencendo várias especiais e liderando na geral. Mas como antiguidade (e posições do campeonato) é posto, Ogier acabou por vencer a disputa.

A Tänak, que terminou apenas em 16º na geral, restou minimizar o prejuízo marcando pontos de Power Stage – no que o piloto respondeu prontamente, levando os cinco pontos extras. Não fosse por isso, a situação teria piorado: faltando agora as etapas de Gales (Grã-Bretanha), Catalunha (Espanha) e Austrália, a vantagem do estoniano da Toyota é de 17 pontos sobre Ogier e de 30 para Thierry Neuville. Temos, ainda, um campeonato em aberto.

Aliás, Neuville foi outro que soube também conquistar pontos extras importantes na última especial, após a performance distante do pelotão líder e dos próprios colegas de Hyundai – Andreas Mikkelsen fechou o Rali da Turquia no pódio e Dani Sordo foi o quinto. Entre eles, Teemu Suninen, que salvou a honra da Ford nesta etapa.

Para a Toyota, restou apenas contar com o sexto lugar de Jari-Matti Latvala e o sétimo posto de Kris Meeke, o que deixou o construtor oriental a 19 pontos da rival Hyundai na briga pelo título do Mundial entre os Construtores.

No WRC2, Gus Greensmith fez jus à vitória entre os pilotos com vínculo a times oficiais de fábrica, desbancando o atual campeão Jan Kopecky. Uma boa recompensa para o britânico, que teve oportunidades sucedendo o lesionado Elfyn Evans – que volta ao posto de titular na próxima etapa: neste Rali da Turquia, Pontus Tidemand ocupou seu lugar e terminou em nono.

A dupla polonesa Kajetan Kajetanowicz/Maciej Szczepaniak completou a disputa como vencedora no WRC2 entre as equipes não-oficiais, com o 11º posto geral. Paulo Nobre e Gabriel Morales disputaram a etapa da Turquia e foram bem: chegaram em 6º lugar na classe e 19º na geral, somando mais oito pontos e alcançando o total de 37 na classificação do campeonato.

Resultado final do Rali da Turquia:

1 – Ogier-Ingrassia (Citroen C3 WRC) – 3.50’12″1
2 – Lappi-Ferm (Citroen C3 WRC) – 34″7
3 – Mikkelsen-Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC) – 1’04″5
4 – Suninen-Lehtinen (Ford Fiesta RS WRC) – 1’35″1
5 – Sordo-Del Barrio (Hyundai i20 Coupe WRC) – 2’25″9
6 – Latvala-Anttila (Toyota Yaris WRC) – 2’59″1
7 – Meeke-Marshall (Toyota Yaris WRC) – 3’53″3
8 – Neuville-Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) – 5’34″8
9 – Tidemand-Floene (Ford Fiesta RS WRC) – 7’22″9
10 – Greensmith-Edmondson (Ford Fiesta R5 Mk2 WRC2 Pro) – 15’18″7

Classificação do campeonato:

1. Ott Tänak – 210 pontos
2. Sébastien Ogier – 193
3. Thierry Neuville – 180
4. Andreas Mikkelsen – 94
5. Kris Meeke – 86
6. Jari-Matti Latvala – 84
7. Teemu Suninen – 83
8. Esapekka Lappi – 80
9. Elfyn Evans – 78
10. Dani Sordo – 72
11. Sébastien Loeb – 39
12. Kalle Rovanperä – 16
13. Gus Greensmith – 9
14. Benito Guerra – 8
15. Marco Bulacia, Craig Breen e Pontus Tidemand – 6
18. Jan Kopecky – 5
19. Mads Østberg e Yoann Bonato – 4
21. Ole Christian Veiby, Pierre-Louis Loubet e Stéphane Sarrazin – 2
24. Nikolai Gryazin, Takamoto Katsuta, Pedro Heller, Adrien Fournaux, Janne Tuohino, Emil Berkgvist e Ricardo Triviño – 1

Compartilhar

2 comentários

  1. Marcos Tulio disse:

    Perdoe o off topic: impressionante a derrapada da Fox Sports ontem. Alterar a programação sem aviso prévio e transmitir campeonato argentino no lugar da Nascar…

    Tem algum “jênio” cuidando da programação lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *