MENU

21 de setembro de 2019 - 15:02European Le Mans Series

Pole avassaladora de Albuquerque em Spa

5d860ef395f37

RIO DE JANEIRO – Cinco corridas na temporada 2019 do European Le Mans Series, cinco pole positions diferentes: a bola da vez foi a United Autosports, que na segunda etapa de posse do protótipo Oreca 07, conquistou um lugar de honra na linha de frente com uma pole position avassaladora do português Filipe Albuquerque.

Com o tempo de 2’00″848, ele bateu por sete décimos a marca do britânico Will Stevens, que pelo menos deixou um carro com pneus Dunlop na primeira fila. A Duqueine Engineering foi a única a ficar no mesmo segundo dos dois primeiros, com a Cool Racing na quarta posição e a líder G-Drive em quinto, abrindo a terceira fila do grid.

O indiano Arjun Maini classificou o #43 da RLR MSport/Tower Events, que terá ainda o brasileiro Bruno Senna a bordo. Eles e mais o canadense John Farano partem da 6ª posição com o tempo de 2’02″381 – à frente do segundo carro da United Autosports, punido por abuso dos limites da pista. Alex Brundle teria feito uma ótima volta de classificação, mas acabou deletada.

“Considerando que não fizemos um quilômetro de treinos realmente significativos até hoje de manhã, o P6 foi bom. Ficamos onde mais ou menos esperávamos estar. Com certeza, estaríamos mais perto com mais quilometragem de pista, mas de qualquer forma terminamos mais próximos. Estamos entendendo melhor o comportamento do carro e em condições de ir para cima na corrida”, comentou Bruno Senna.

Mais cedo, dois acidentes atrapalharam os planos das equipes IDEC Sport e Algarve Pro Racing: o #28 de Paul-Loup Chatin/Memo Rojas Jr./Paul Lafargue saiu da pista em Raidillon durante o segundo treino livre – no mesmo ponto onde há dois dias batera Job Van Uitert nos testes não-oficiais. O carro ficou muito danificado e a presença da tripulação da equipe francesa é incerta – o que deixaria a G-Drive bem mais próxima de ratificar o bicampeonato.

Também o #31 de Tacksung Kim/James French/Henning Enqvist sofreu um acidente e tem sua participação comprometida na corrida deste domingo – o que diminuiria o grid para até 35 carros.

David Droux assegurou a pole para o #9 da Realtime Racing na classe LMP3: o suíço virou em 2’12″239, seis décimos melhor que Lucas Légeret, da M. Racing. Os protótipos Norma M30 dominaram as primeiras quatro posições do grid da categoria, pois Matthieu Lahaye foi o terceiro mais veloz e Colin Noble o quarto. Somente em quinto veio Mikkel Jensen e o melhor dos Ligier inscritos.

Líderes do campeonato, Martin Hippe/Nigel Moore largam da 7ª posição entre 14 inscritos na classe, logo à frente do carro de Thomas Erdos. Incendiado na véspera, o #5 da 360 Racing foi recuperado e participou da sessão classificatória, concluindo com a penúltima posição em sua divisão.

Para nenhuma surpresa, o italiano Matteo Cairoli fez a pole da LMGTE com o único Porsche presente: 2’15″088 foi o tempo que bateu Ale Pier Guidi e a Ferrari da Luzich Racing por três décimos de segundo. A Kessel Racing ficou em terceiro com o carro #60, seguida da Spirit of Race e do #83 das meninas que têm dois pódios na temporada. A JMW Motorsport fechou o plantel, reduzido neste fim de semana a apenas seis carros.

A largada para as 4h de Spa-Francorchamps será neste domingo às 7h30, hora de Brasília. O blog replicará o streaming ao vivo e na íntegra.

1 comentário

  1. Felipe disse:

    Será´que o Ligier JS P217 é tão inferior assim se comparado ao Oreca 07?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *