MENU

30 de outubro de 2019 - 23:54Super GT

Decisão e despedida em Motegi

Adeus também foi feito pra se dizer bye bye, so long, farewell: a última corrida do ano no Super GT é a despedida de Jenson Button da categoria

RIO DE JANEIRO – A última etapa do Super GT em 2019 é no próximo domingo: no circuito misto de Twin Ring Motegi, as categorias GT500 e GT300 conhecerão seus campeões numa disputa de 250 km de percurso pelos 4,8 km do traçado.

Casa cheia: serão 44 carros na decisão que será também especial para um dos campeões do ano passado – já que Jenson Button anunciou pelas redes sociais que não volta à categoria em 2020 após duas temporadas pelo Team Kunimitsu.

Na divisão principal, teoricamente são três duplas na briga pelo título – só que Tsugio Matsuda/Ronnie Quintarelli (Motul Autech Nissan) podem cair fora já após o treino classificatório. Se não marcarem a pole, a dupla do carro #23 – que está 20,5 pontos atrás, dá adeus às precárias chances.

Isto posto, sobrarão possivelmente duas duplas a bordo dos modelos Lexus – que farão sua despedida das pistas e serão substituídos pela quinta geração do modelo Toyota Supra no próximo campeonato.

Oshima e Yamashita chegam à Motegi líderes por sete pontos na GT500: dupla do Wako’s Team LeMans pode ser campeã no último ano do modelo Lexus, da Toyota

Kazuya Oshima/Kenta Yamashita (Wako’s Team LeMans) e Nick Cassidy/Ryo Hirakawa (KeePer Team Tom’s) estão separados por sete pontos na classificação, com vantagem para os primeiros.

Um 2º lugar liquida a fatura para os líderes ou qualquer outra posição abaixo de quinto para Cassidy/Hirakawa – que vão para seu terceiro ano seguido na briga pelo título, tentando repetir 2017, quando foram campeões.

Registre-se que a GTA determina que na última etapa os carros postulantes ao título – e os demais coadjuvantes – não carreguem o lastro extra e muito menos haverá a restrição de fluxo de combustível que foi introduzida nas corridas anteriores.

Na GT300, a concorrência é um pouco maior, mas mesmo assim duas formações podem sair do páreo de imediato – da mesma forma que Quintarelli/Matsuda na GT500. Nobuteru Taniguchi/Tatsuya Kataoka (Goodsmile Racing Team Ukyo) e Kazuki Hiramine/Sacha Fenestraz (Realize Advan Kondo Racing) estão com a corda no pescoço.

O mano a mano ficaria entre os atuais líderes Shinichi Takagi/Nirei Fukuzumi (ARTA) e Morio Nitta/Sena Sakaguchi (LM Corsa K-Tunes Racing), mas com vantagem bastante favorável à formação do Honda NSX #55 por 14,5 pontos.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *