Direto do túnel do tempo (457)

D

RIO DE JANEIRO – Celebramos a excelência das participações brasileiras no Endurance internacional e, subitamente, o Facebook me lembrou que eu postei, num dia 15 de outubro, como este – só que em 2013 – a foto de um carro especial.

Reproduzo-a no blog, apesar da pouca nitidez e definição, porque trata-se de um momento ímpar: foi a primeira vitória de um piloto brasileiro no World Sportscar Championship, que de 1953 a 1992 foi o Mundial de Endurance – revivido desde 2012 no formato atual.

Dia 24 de maio de 1981, 1000 km de Nürburgring, no Nördscheleife. Com esta BMW M1 Grupo 5 número #12 inscrita pela GS Tunning e com patrocínio BASF, Nelson Piquet Souto Maior venceu em dupla com Hans-Joachim Stuck um dos clássicos daquele campeonato – era a terceira de um total de 15 etapas, disputada por 67 carros.

Eles largaram da 5ª posição e tinham 20 segundos de vantagem para Reinhold Joest/Jochen Mass, que guiavam um protótipo Porsche 908/80 Turbo. Até que, infelizmente, a corrida teve de ser interrompida: um acidente com outro Porsche, o de número #3, guiado por Siggi Brunn e Herbert Müller, tirou a vida do piloto suíço, que tinha 41 anos apenas.

Aliás, neste 15 de outubro, celebramos também a conquista do bicampeonato de Fórmula 1 pelo brasileiro, que derrotou o esquadrão francês formado por René Arnoux, Alain Prost e Patrick Tambay. Procurem no blog a série que relembrou esse título histórico.

Há 38 anos, direto do túnel do tempo.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

4 Comentários

  • Rodrigo, não consigo entender como ainda não se produziu um filme sobre o Nelsâo!
    Na boa, na minha opinião, esse cara é um dos maiores gênios da história do automobilismo mundial. O que esse cara fez pré F1 e na própria F1 é indiscutivelmente único.
    O Brasil teve outros caras fantásticos, a começar pelo Emerson que abriu as portas e convenceu a todos, inclusive ao próprio Nelson, que era possível vencer na Europa.
    Mas nada se compara ao que o Nelson fez, absolutamente nada!!!

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames