MENU

8 de outubro de 2019 - 22:25DTM, Vídeos

DTM: vice é de Nico Müller

RIO DE JANEIRO  – A caminho de disputar em 2019/20 a temporada #6 do ABB FIA Fórmula E, o suíço Nico Müller sacramentou no último fim de semana a conquista do vice-campeonato do DTM.

O piloto da Audi venceu a última prova da temporada, a corrida #2 disputada domingo em Hockenheim, chegando ao total de 250 pontos – ele dificilmente seria alcançado mesmo pelo rival Marco Wittmann, da BMW.

René Rast, campeão antecipado, ganhou a prova #1 no fim de semana em que três carros do Super GT fizeram a viagem para a Alemanha no primeiro ‘confronto’ entre os carros dos dois certames. Escrevo confronto com aspas porque há a ressalva de que esses carros não marcavam pontos.

Vieram um Honda para ser guiado pelo campeão mundial de Fórmula 1 em 2009 Jenson Button; um Lexus LC500 em que Ryo Hirakawa e Nick Cassidy disputariam uma corrida cada e um Nissan GT-R para Ronnie Quintarelli e Tsugio Matsuda.

Somente Button terminou uma das provas no top 10: o britânico foi 9º colocado com o carro do Team Kunimtsu. Hirakawa foi 13º no sábado e Quintarelli, 17º no domingo. Cassidy não terminou sua corrida e Matsuda, coitado, nem correu no sábado.

Apesar do acerto com a equipe Geox Dragon para a Fórmula E, Nico Müller deverá seguir no DTM em 2020. Neste ano, Pietro Fittipaldi encerrou sua participação com a 15ª posição no campeonato, somando apenas 22 pontos. O companheiro de equipe do brasileiro, Jonathan Aberdein, fechou o ano no top 10.

Agora, BMW e Audi miram a Fuji Dream Race, a corrida dos sonhos extracampeonato entre Super GT e DTM, com duas baterias de tiro curto (55 minutos), sem push-to-pass, DRS e troca de piloto ou reabastecimento, sendo permitida apenas a mudança dos pneus – que serão os Hankook do certame dirigido por Gerhard Berger.

A BMW terá Kamui Kobayashi, Marco Wittmann e a lenda viva Alessandro Zanardi. Do lado da casa quatrargólica, vão disputar a prova os pilotos Mike Rockenfeller, Bénoit Tréluyer, René Rast e Loïc Duval.

Nenhum dos Aston Martin da R-Motorsport fará a viagem para o Japão: o chefe da equipe anglo-suíça, Dr. Florian Kamelger, quer fazer mais testes visando o campeonato de 2020.

Caso se confirme a presença de todas as equipes que disputam o Super GT na classe GT500, o grid da Fuji Dream Race chegará ao total de 22 carros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *